Concurso Polícia Penal MG: preparativos avançados, diz secretário

O concurso Polícia Penal deverá abranger o total de 2.420 vagas para a categoria. Saiba os detalhes em nossa matéria!

Preparativos avançados para o concurso Polícia Penal MG: óculos disposto sobre papéis em superfície plana

Polícia Penal é a denominação para o antigo cargo de Agente de Segurança Penitenciário. - Foto: Unsplash

O primeiro concurso Polícia Penal MG poderá ser realizado em breve! Durante sessão realizada na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, no dia 13 de outubro de 2020, o general Mário Araújo reafirmou o compromisso de promover o certame para a categoria.

A previsão é de preencher ao menos 2.420 vagas efetivas para o cargo de Polícia Penal MG (antigo posto de Agente de Segurança Penitenciário). De acordo com o general, que também é secretário de Justiça e Segurança Pública, os preparativos para o concurso já estão “extremamente avançados”.

Ficou interessado e quer saber mais detalhes sobre o assunto? Acompanhe a matéria completa logo abaixo. Não se esqueça de conferir outros conteúdos de nosso site, como simulados e artigos. Temos certeza de que existe um material feito especialmente para você!

Concurso Polícia Penal: distribuição das vagas previstas

O concurso Polícia Penal deverá contemplar pelo menos 2.420 vagas imediatas para a categoria. Por outro lado, a Secretaria de Justiça e Segurança Pública confirmou que outros cargos também vão ser contemplados com o preenchimento de oportunidades efetivas.

Veja a possível distribuição dos novos postos em Minas Gerais:

  • 427 vagas para Assistente Executivo de Defesa Social;
  • 2.420 vagas para Polícia Penal (antigo cargo de Agente Penitenciário);
  • 270 vagas para Agente Socioeducativo.

Sobre a categoria de Polícia Penal MG

Vale lembrar que a Polícia Penal é a denominação para o antigo cargo de Agente de Segurança Penitenciário, que foi recentemente criada por meio da emenda constitucional de nº 104/2019. Os profissionais vão continuar atuando dentro de penitenciárias e presídios. No entanto, agora, eles também deverão passar a ter poder policial.

Em 2018, quando o cargo ainda era conhecido como Agente Penitenciário, a remuneração inicial havia sido calculada no valor de R$ 4.098,45. O governador Romeu Zema, por outro lado, aprovou o projeto de lei que conferiu reajuste de 41,7% nos salários de policiais. Isso quer dizer que os ganhos mensais poderão chegar a R$ 5,8 mil.

Bruno Destéfano
Redator
Nasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem "Insurgência - Crônicas de Repressão". Atualmente, trabalha como redator web no site "Concursos no Brasil" e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Comentários