Concurso PRF 2021 terá questões de inglês ou espanhol

Diretora Sílvia Borges afirmou que a corporação viu a necessidade de incluir língua estrangeira no concurso PRF uma vez que o policial precisa desta habilidade.

concurso prf: a imagem mostra espaço com sofá, dois homens sentados, uma mulher em pé segurando microfone e um telão atrás dela

Candidatos serão avaliados em sua habilidade de compreender línguas estrangeiras. - Foto: Coletiva de Imprensa PRF

Nesta quarta-feira (6), a diretoria da Polícia Rodoviária Federal falou sobre o cronograma previsto para o concurso PRF em coletiva de imprensa. Segundo a corporação, o edital deve sair no próximo dia 19 de janeiro, contendo pequenas alterações nas etapas classificatórias. Uma das novidades é a adição de questões em língua estrangeira na prova objetiva.

De acordo com a Diretora de Gestão de Pessoas, Sílvia Borges, a avaliação será composta por 120 questões estruturadas em três blocos. Ela comentou que no primeiro bloco serão 55 perguntas de conhecimentos gerais acerca de:

  • Língua portuguesa;
  • Raciocínio lógico matemático;
  • Informática;
  • Física;
  • Ética e cidadania;
  • Geopolítica; e
  • Inglês ou Espanhol.

Borges explicou que a adição de língua estrangeira no concurso PRF foi considerada indispensável na avaliação do candidato. "A própria história da PRF, a visão de futuro da PRF, a capilaridade, a atuação exige que o policial tenha essa competência de se comunicar em outras línguas", disse.

Sendo assim, “é necessário que o Policial Rodoviário Federal tenha a capacidade de prestar serviços e se comunicar tanto na língua nativa como no espanhol ou inglês”, afirmou o diretor-geral Eduardo Aggio. De acordo com o diretor-executivo, José Hott, a prova de inglês/espanhol terá o mesmo nível do ENEM.

Aggio pontuou ainda que "o Brasil é um dos mega países do planeta terra com influência geopolítica estratégica no continente sul-americano" e possui uma das maiores fronteiras do mundo. Especialmente na América Latina, os profissionais precisam lidar com documentações em outras línguas, portanto, Aggio acredita que os servidores devem ter a capacidade de compreender esses idiomas.

Não haverá questões de História da PRF

Além do acréscimo de nova disciplina das provas objetivas do concurso, Sílvia também confirmou a exclusão da parte de História da PRF. "Com a evolução da instituição, a transparência, os meios de comunicação, a facilidade que a PRF tem hoje de chegar próximo da sociedade e de mostrar sua história, nós optamos por remover essa disciplina", pontuou. A diretora afirmou que a corporação não via mais necessidade de aferir o conhecimento dos candidatos sobre este assunto. 

Os outros Blocos de prova também foram mostrados na coletiva, sendo que o Bloco II será composto por 30 questões de legislação de trânsito. Enquanto o Bloco III contará com 35 itens de noção de Direito Administrativo, Constitucional, Penal, e Processual Penal, bem como Legislação Especial e Direitos Humanos. Vale ressaltar que as provas serão aplicadas em todas as capitais, podendo haver acréscimo de outras cidades de acordo com a necessidade da corporação.

Isadora Tristão
Redatora
Nascida na cidade de Goiânia e formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Goiás, hoje, é redatora no site "Concursos no Brasil". Anteriormente, fez parte da criação de uma revista voltada para o público feminino, a Revista Trendy, onde trabalhou como repórter e gestora de mídias digitais por dois anos. Também já escreveu para os sites “Conhecimento Científico” e “KoreaIN”. Em 2018 publicou seu livro-reportagem intitulado “Césio 137: os tons de um acidente”, sobre o acidente radiológico que aconteceu na capital goiana no final da década de 1980.

Compartilhe

Comentários

Especial PRF

Veja mais »