Concurso PRF 2021: vagas serão de nível nacional

Diretores da Polícia Rodoviária Federal confirmaram que o concurso PRF não terá vagas regionais, mas sim um edital nacional com lotação nas fronteiras.

concurso prf: a imagem mostra dois policiais rodoviários conversando ao lado de viatura

Serão 1.500 vagas imediatas para 2021 e outras 500 para 2022. - Foto: Wikimedia Commons

Nesta quarta-feira (6), a diretoria da Polícia Rodoviária Federal confirmou que as vagas do concurso PRF serão nacionais. Segundo o diretor-geral da corporação, Eduardo Aggio, realizar um certame regional gera assimetrias que podem prejudicar os candidatos. Sendo assim, as 1.500 oportunidades não serão divididas por estado e as lotações serão definidas apenas após o Curso de Formação Policial.

A fala foi dada em coletiva de imprensa transmitida via YouTube pelo canal da PRF. De acordo com Aggio, realizar uma seleção a nível nacional e não regional “traz de uma necessidade de evolução incremental. Entendemos que o concurso regional traz restrições que não são interessantes para a estratégia corporativa e também não são interessantes para a concorrência”.

Em sua explicação, o diretor afirmou que a regionalidade faz com que as notas de corte sejam diferentes entre as localidades. Dessa forma, alguns candidatos “acabam passando em determinado lugar e sendo reprovados em outros. Na nossa perspectiva é interessante que nós tenhamos um edital nacional” pontuou.

Aggio afirmou que as vagas do concurso PRF serão para as fronteiras brasileiras, especialmente nas regiões Norte e Centro-Oeste. Segundo ele, é importante que os candidatos trabalhem em diferentes postos para “entender o território nacional e a logística de mobilidade pelo país”.

O diretor-executivo da corporação, José Hott, complementou a fala do colega dizendo que certames regionais trazem a falsa ilusão de conhecimento da lotação. De acordo com Hott, as lotações serão escolhidas após o CFP por ordem de classificação. Logo, o primeiro colocado terá mais opções e poderá escolher primeiro.

Novidades do concurso PRF

Durante o evento, a diretoria falou sobre pequenas mudanças no formato das avaliações. A diretora de Gestão de Pessoas da Polícia Rodoviária Federal, Sílvia Borges, trouxe informações acerca da adição de nova disciplina nas provas objetivas. Conforme sua fala, o concurso PRF contará com prova de língua estrangeira, composta por questões de inglês ou espanhol.

Os diretores explicaram que o cargo de Policial Rodoviário requer o conhecimento da língua nativa e de outras, já que os servidores lidam com tramitações de documentos, produtos e pessoas vindos de outros países. Além disso, a avaliação não terá mais a disciplina de História da PRF.

Outra mudança será na etapa do Teste de Aptidão Física (TAF), que não contará com prova de natação. Hott disse que isso se deve a dificuldade de encontrar piscinas abertas por causa da pandemia. Além disso, ele citou também a possibilidade de incluir uma prova de agilidade, mas a confirmação será dada apenas quando o edital for publicado.

Isadora Tristão
Redatora
Nascida na cidade de Goiânia e formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Goiás, hoje, é redatora no site "Concursos no Brasil". Anteriormente, fez parte da criação de uma revista voltada para o público feminino, a Revista Trendy, onde trabalhou como repórter e gestora de mídias digitais por dois anos. Também já escreveu para os sites “Conhecimento Científico” e “KoreaIN”. Em 2018 publicou seu livro-reportagem intitulado “Césio 137: os tons de um acidente”, sobre o acidente radiológico que aconteceu na capital goiana no final da década de 1980.

Compartilhe

Comentários

Especial PRF

Veja mais »