Concurso PRF: corporação poderá ter déficit de 3,7 mil servidores

As 2.000 vagas confirmadas no concurso PRF não serão suficientes para suprir o déficit de servidores da corporação. Confira os detalhes em nossa matéria!

PRF poderá ter déficit de 3,7 mil servidores: profissional de costas para a câmera. Na parte detrás de sua camiseta, é possível ver o termo "Polícia Rodoviária Federal"

Além do mais, ao menos 202 agentes administrativos deverão se aposentar até o ano de 2021. - Foto: André Gustavo Stumpf / Flickr

O concurso PRF (Polícia Rodoviária Federal) provavelmente será realizado em 2021, conforme pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro. No entanto, as 2.000 vagas confirmadas poderão não dar conta do déficit de servidores. Isso porque, atualmente, existem 2.597 cargos vagos na área de policiamento da corporação.

Caso os policiais protocolem as aposentadorias pendentes, é possível que o quantitativo alcance o patamar de 3.710 postos ociosos. Além do mais, ao menos 202 agentes administrativos deverão se aposentar até o ano de 2021. Esse cargo atualmente conta com 153 vagas sem preenchimento definitivo e, somando com as aposentadorias, o déficit deverá ser de 355 postos.

Acompanhe a matéria completa e fique por dentro de mais detalhes sobre o assunto. Não se esqueça de conferir outros conteúdos de nosso site, como simulados e artigos. Temos certeza de que existe um material feito especialmente para você!

Concurso PRF: Bolsonaro confirmou 2.000 novas vagas para a corporação

Jair Bolsonaro confirmou o concurso PRF em live do dia 20 de agosto de 2020. "Com toda certeza, a Polícia Rodoviária Federal vai ter concurso em breve, de modo que seus quadros permaneçam cumprindo com seu dever no controle e prevenção nas estradas”, afirmou ao longo de seu pronunciamento nas redes sociais.

No dia 24 de setembro de 2020, o presidente também destacou que a PRF terá o total de duas mil novas vagas. A seleção deverá acontecer até o início de 2021, com remunerações de R$ 4.022,77 a R$ 10.357,88. “O [Eduardo] Aggio trouxe para nós a necessidade de mais PRF’s e já está bastante avançada a conversa com a Economia, de modo que 2 mil novas vagas possam ser abertas no final deste ano, começo do ano que vem.”, informou.

Antes de Bolsonaro confirmar o certame, o Departamento da PRF já havia solicitado a abertura de novas vagas. Esse pedido estabelecia um total de 2.772 oportunidades para cargos de níveis médio e superior, que poderiam ser destinados aos postos de Policial Rodoviário Federal e Agente Administrativo.

Projeto básico já foi elaborado pela comissão competente

Em setembro de 2020, o diretor executivo da PRF afirmou que o projeto básico foi entregue pela comissão do concurso. O documento servirá como a principal diretriz para a contratação da banca organizadora, já que informará os requisitos necessários para estabelecer a formalização do contrato.

"A comissão cumpriu o papel dela. A gente teve a reunião essa semana. Temos uma minuta de projeto básico, mas não adianta o candidato ficar preocupado com o projeto básico. Ele não é divulgado até que saia a autorização [oficial] do concurso. Só depois disso é que vamos deixar públicos para as bancas organizadoras. Não adianta ter expectativa para projeto básico e foque na preparação do concurso”, explicou José Hott.

Bruno Destéfano
Redator
Nasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem "Insurgência - Crônicas de Repressão". Atualmente, trabalha como redator web no site "Concursos no Brasil" e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Comentários