Governo do Goiás emite nota sobre concursos cancelados

Entre as providências adotadas, estão a manutenção da UEG como organizadora e a divulgação de novo cronograma.

"O Governo de Goiás, em reunião na quarta-feira, 6 de março de 2013, com a presença do secretário de Gestão e Planejamento, do secretário-chefe da Controladoria Geral do Estado, do procurador-Geral do Estado, do reitor da Universidade Estadual de Goiás, do chefe do Gabinete do Governador e de um representante do Tribunal de Contas do Estado de Goiás, houve por bem recomendar ao governador, por unanimidade,  três providências:  

1. Manter a anulação das etapas já realizadas dos concursos públicos para soldado e oficial da Polícia Militar; escrivão, agente e delegado de Polícia Civil; pesquisador do Instituto Mauro Borges; e cargos técnicos e administrativos da Secretaria de Ciência e Tecnologia.

2. Ratificar a permanência da Universidade Estadual de Goiás como entidade responsável pela realização dos concursos; 

3. Divulgar nesta oportunidade novo cronograma de aplicação das provas anuladas.

 O Governador do Estado, sempre compromissado com a realização de concursos públicos éticos, legais e juridicamente seguros, e considerando o interesse público, houve por bem acolher, na íntegra, as recomendações. 

O Governo de Goiás reitera sua confiança na Universidade Estadual de Goiás, que, para orgulho de todos os goianos, de quem é patrimônio inalienável, por meio do seu Núcleo de Seleção já realizou com pleno êxito 132 concursos, envolvendo neles mais de 1 milhão de pessoas, não sendo demais lembrar que as mais respeitadas universidades do Brasil realizaram concursos com graves problemas que levaram a suas anulações. 

A apuração das irregularidades prosseguirá.  

O Governo toma esta decisão comprometido com a transparência e a lisura de seus atos e, ainda, visando prevenir possíveis danos ao interesse público e ao dos concursandos, sobretudo por estar comprometido com a segurança jurídica do que faz."

Os editais dos novos concursos públicos para pesquisador do Instituto Mauro Borges (IMB) e das Polícias Civil e Militar devem ser publicados amanhã. A previsão foi durante o anúncio da criação de 20 novas vagas para o IMB, 1.180 para policiais militares e 753 para a Polícia Civil. Os editais vão ser publicados no Diário Oficial do Estado e no site da Segplan (www.segplan.go.gov.br).

Mais informações: (62) 3201-5715.

As informações são do portal Goiás Agora.

***

Notícia anterior (09/10/2012): Governo do Goiás divulga concursos para a segurança pública e IMB

Ao todo, são 20 vagas para o IMB/Segplan, 1.180 para a Polícia Militar e 753 para a Polícia Civil.

O secretário de Gestão e Planejamento, Giuseppe Vecci, anunciou no dia 08/10 os avisos de edital dos concursos públicos para pesquisador  do Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (IMB) e das polícias Civil e Militar (agente de polícia, escrivão de polícia, delegado, soldado e oficial). Ao todo, são 20 vagas para o IMB/Segplan, 1.180 para a Polícia Militar e 753 para a Polícia Civil. Estiveram presentes o secretário de Segurança Pública e Justiça, João Furtado e a diretora-geral da Polícia Civil, Adriana Accorsi.

Os editais serão divulgados ainda este mês, e as provas serão realizadas em janeiro e fevereiro de 2013. "Nós temos que adequar toda uma demanda à situação financeira do Estado, o que nós estamos fazendo com muita acuidade. Agora, por questão de prioridades, estamos anunciando os editais dos concursos do Instituto Mauro Borges, da Segplan, e para as polícias Civil e Militar", ressalta Giuseppe Vecci.

Os aprovados para o IBM devem ser empossados a partir de fevereiro do próximo ano. Para a Polícia Militar, a partir de abril e  para a Polícia Civil, a partir de setembro do próximo ano. No caso da segurança pública, o prazo entre a realização das provas e a posse é maior devido à realização dos testes de aptidão e técnica e cursos de formação. "Vem aí pela frente o concurso da Polícia Técnico-Científica, da Agência do Sistema de Execuções Penais e do Procon", relata João Furtado.

O secretário de Segurança Pública  explica  que estão sendo planejadas outras ações para suprir a demanda de pessoal. "Nós temos outras medidas para suprir a demanda de pessoal. Está em tramitação na Casa Civil um projeto de lei que visa acolher jovens que deixarão o exército para ingressar diretamente nas polícias goianas".

IMB/Segplan
A realização dos concursos é de responsabilidade do Núcleo de Seleção da Universidade Estadual de Goiás (UEG), com supervisão da Comissão Especial do Concurso. No caso do IMB/Segplan são ofertadas 20 vagas para pesquisadores com formação em cartografia ou engenharia cartográfica, ciências sociais ou sociologia, economia, estatística, geografia e geoprocessamento. A remuneração do cargo é de R$ 6 mil.

Polícia Militar
O concurso da Polícia Militar contempla vagas para oficiais (80 vagas) e soldados (1.100 vagas). Ao todo são ofertadas 80 vagas para oficial. Desse total, 54 vagas são para oficial combatente/cadete, que disponibiliza 54 oportunidades para homens e seis para mulheres. Outras vagas ofertadas são: 10 para oficial da saúde (médico); oito para oficial da saúde (odontólogo)  e para oficial da saúde (psicólogo). São requisitos exigidos dos candidatos o diploma de bacharel em direito para oficial combatente/cadete, e curso superior completo na respectiva área de formação para o oficial da saúde.

O outro concurso da PM é para o curso de formação de praças (soldados). São ofertadas 1,1 mil vagas, das quais 1.050 para soldado combatente e 50 para soldado músico. Os candidatos devem ter diploma ou certificado de conclusão de curso superior em qualquer área do conhecimento. Os candidatos passarão por prova objetiva, redação, avaliação de aptidão física, teste de capacidade técnica (somente para soldado músico), e avaliações médica, psicológica e da vida pregressa, investigação criminal e teste de capacidade técnica (somente para soldado-músico).

Polícia Civil
Na Polícia Civil, um dos concursos é para o cargo de agente de polícia de 3ª classe. São ofertadas 344 vagas para delegacias de cidades do interior. Os candidatos ao cargo de agente de polícia 3ª classe devem ter nível superior em qualquer área de formação e carteira nacional de habilitação (CNH) categoria B.

A outra seleção da Polícia Civil é para o cargo de delegado substituto. Os candidatos devem ter bacharelado em direito. Os candidatos passarão por provas objetiva e discursiva, avaliação médica, exame psicotécnico, avaliações de aptidão física, multiprofissional para portadores de deficiência, da vida pregressa e investigação social, avaliação de títulos e curso de formação profissional.

Também será realizado concurso para escrivão de polícia de 3ª classe da Polícia Civil. Os candidatos devem ter nível superior em qualquer área de formação. Os candidatos aos três cargos da Polícia Civil passarão por provas objetiva e discursiva, avaliação médica, exame psicotécnico, avaliações de aptidão física, multiprofissional para portadores de deficiência, da vida pregressa e investigação social, avaliação de títulos e curso de formação profissional.

Os editais desses concursos serão publicados no Diário Oficial do Estado e nos sítios www.nucleodeselecao.urg.br e www.segplan.go.gov.br, a partir do dia 17 de outubro de 2012. Mais detalhes sobre remuneração, vagas ofertadas, taxa de inscrição, período de inscrição, datas das provas, contratação e etapas na tabela em anexo.

Mais informações: (62) 3201-5715 .

Fonte: Goiás Agora (editado)

Compartilhe

Comentários