Conta de luz poderá ser paga por meio do PIX

Após acordo entre BC e Aneel, conta de luz poderá ser paga por meio do PIX quando a ferramenta for lançada.

Conta de luz poderá ser paga por meio do PIX, lâmpada acesa

Acordo facilitará pagamento de conta de luz. - Foto: Pixabay

Após um acordo entre o Banco Central (BC) e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), ficou decidido que os brasileiros terão a possibilidade de pagar a conta de luz por meio do PIX, sistema brasileiro de pagamentos instantâneos desenvolvido pelo BC.

O acordo é mais um passo para tornar o PIX uma ferramenta relevante e competitiva. Conforme uma nota emitida pelo Banco Central, a cooperação com a Aneel irá facilitar as atividades das distribuidoras de energia, pois segundo o BC, o PIX “é mais rápido e barato para essas empresas receberem pela prestação do serviço”.

Agora, será responsabilidade da Aneel comunicar a todas as distribuidoras do país e informar como serão os procedimentos do PIX para que tudo esteja pronto quando a ferramenta do Banco Central for lançada oficialmente. 

Além da Aneel, o PIX já possui acordo com o Tesouro Nacional. Segundo o diretor de Organização do Sistema Financeiro do BC, João Manoel Pinho de Mello, o objetivo do Banco Central é conseguir mais parceiros para o PIX. Foi revelado que já existem conversas com outros órgãos e instituições, mas nenhum nome foi revelado por enquanto.

A tendência é que as novidades sejam apresentadas até o dia do lançamento do PIX que está programado para o dia 16 de novembro de 2020. Vale dizer que a data poderá ser alterada por causa da pandemia provocada pelo novo coronavírus.

O que é o PIX?

O PIX é uma plataforma de pagamento de contas e de transferência de dinheiro que foi desenvolvida pelo Banco Central e que funcionará 24 horas por dia, todos os dias da semana, independentemente de serem ou não feriados.

A ideia é que o novo sistema se torne uma alternativa a ferramentas como o DOC ou o TED, que são muito utilizadas no setor bancário, e também consiga concorrer com os cartões de crédito e débito na hora das compras. Até mesmo o agendamento de transferências ou pagamentos está previsto no PIX.

Por ser produzido pelo Banco Central, a ferramenta poderá ser utilizada por qualquer brasileiro e terá o aval do governo federal.

Carlos Rocha
Redator
Jornalista formado (UFG), atualmente redator no site Concursos no Brasil. Foi roteirista do Canal Fatos Desconhecidos (YouTube) por um ano e meio. Produziu conteúdo de podcast para o Deezer. Fez parte da Rádio Universitária (870AM) por três anos e meio como apresentador no Programa Fanático e como repórter, narrador e comentarista da Equipe Doutores da Bola. Fã de futebol, NFL e ouvinte de podcast.

Compartilhe

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »