DPU pede prorrogação das inscrições do auxílio emergencial

Devido a muitos brasileiros não terem informações, DPU solicitou prorrogação das inscrições do auxílio emergencial. Governo não quer reabrir registros.

DPU pede prorrogação das inscrições do auxílio emergencial, mão segurando cédulas de reais

De acordo com pedido, ainda existem brasileiros que precisam do auxílio e não solicitaram. - Foto: Concursos no Brasil

A Defensoria Pública da União entrou com um pedido de prorrogação das inscrições do auxílio emergencial. A requisição foi protocolada no Ceará pelo Defensor Regional de Direitos Humanos, Walker Pacheco.

Segundo o pedido de Pacheco, é possível que ainda haja muito brasileiros que não conseguiram realizar o pedido dos R$ 600,00 perante o governo federal. Ao não ter feito o pedido e consequentemente não receber o dinheiro, essas pessoas podem ficar em um estado de vulnerabilidade socioeconômica.

Além disso, o Defensor lembrou que muitos brasileiros não possuem acesso à internet ou mesmo a informações. Por essa dificuldade, muitos brasileiros não conseguiram se registrar a tempo.

Vale lembrar que o prazo para se fazer o pedido do auxílio emergencial se encerrou no dia 02 de julho de 2020. O governo federal não pretende reabrir, ou seja, uma reabertura depende de determinação judicial. Com isso, quem não se inscreveu, não receberá o dinheiro. Quem teve o pedido negado ainda possui chances ao entrar com recursos.

DPU também ajuda quem teve auxílio negado

Além de pedir a prorrogação das inscrições do auxílio emergencial, a DPU vem atuando para ajudar as pessoas que tiveram o benefício negado. Conforme a Caixa, mais de 40 milhões de pessoas não conseguiram obter o auxílio emergencial. Dentro dessa grande quantidade de pessoas estão cidadãos que necessitam do dinheiro.

Por isso, a DPU está trabalhando junto ao Ministério da Cidadania, com o objetivo de resolver casos onde a pessoa recorreu da decisão. O Concursos no Brasil tem uma matéria completa explicando sobre como solicitar o auxílio da Defensoria Pública em casos de auxílio emergencial negado.

Por outro lado, é bom que você tenha um pouco de paciência com a instituição. Recentemente, a DPU informou que os pedidos de ajuda estão sendo muitos e que não está conseguindo lidar com a demanda.

No momento, a DPU possui 467 defensores em atuação de 1ª instância. Destes, 122 estão nos Tribunais Regionais e 50 nos Tribunais Superiores. A instituição considera a quantidade de pessoal insuficiente, assim como os recursos. Os canais de atendimento estão sobrecarregados em boa parte do Brasil.

Veja também:

Carlos Rocha
Redator
Jornalista formado (UFG), atualmente redator no site Concursos no Brasil. Foi roteirista do Canal Fatos Desconhecidos (YouTube) por um ano e meio. Produziu conteúdo de podcast para o Deezer. Fez parte da Rádio Universitária (870AM) por três anos e meio como apresentador no Programa Fanático e como repórter, narrador e comentarista da Equipe Doutores da Bola. Fã de futebol, NFL e ouvinte de podcast.

Compartilhe

Comentários

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »