Projeto Primeiro Passo - CE oferece 1.500 vagas de estágio

Os interessados em participar do Projeto precisam estudar em escola pública, ter renda familiar per capita de até ¼ do salário mínimo e apresentar documentação.

Empresas dos setores da indústria e do comércio da Capital e Interior do Ceará já podem contar com reforço extra de mão de obra no mercado. A nova etapa do Projeto Primeiro Passo vai contemplar 32 municípios, totalizando a abertura de 1.500 novas vagas de estágio, sendo 650 vagas destinadas à cidade de Fortaleza.

Serão contemplados estudantes da 3° série do Ensino Médio, que já iniciam seus estágios no mês de maio. Para 2013, a expectativa é de que mais 10 mil jovens capacitados em todo Estado, nas três linhas de ação do Projeto: Bolsista, Estagiário e Aprendiz. "O projeto dá ao jovem a chance do primeiro emprego, de uma qualificação e da emancipação social e cidadã", afirma o titular da STDS, Evandro Leitão. Em 2012, o projeto capacitou de 48 mil jovens.

Os municípios contemplados são: Aracati, Aracoiaba, Barbalha, Baturité, Beberibe, Brejo Santo, Canindé, Capistrano, Caucaia, Crateús, Crato, Guaraciaba do Norte, Horizonte, Iguatu, Itaitinga, Itapipoca, Juazeiro do Norte, Limoeiro do Norte, Maracanaú, Pacajus, Quixadá, Quixelô, Quixeramobim, Russas, Santa Quitéria, Santana do Acaraú, São Gonçalo do Amarante, Sobral, Tauá, Tejuçuoca, Tianguá e Ubajara.

Bolsa-Capacitação

Na linha Bolsista, o jovem recebe bolsa-capacitação garantida pelo Governo do Estado e é treinado durante quatro meses nas unidades do Programa. Na segunda linha de atuação, Aprendiz, o estudante é ocupado com aulas regulares, cursos profissionalizantes e um período de estágio durante um ano. Já na linha Estagiário, os adolescentes participam de estágio durante o período de um ano em empresas públicas e privadas conveniadas com a STDS.

Como participar

Os jovens interessados em participar do Projeto precisam estudar em escola pública, ter renda familiar per capita de até ¼ do salário mínimo, apresentar documentação devida (RG, CPF, CTPS, comprovante de endereço e de residência). O jovem é selecionado por equipe de pedagogos e psicólogos, que analisam o perfil do adolescente, encaminhando-o devidamente a uma das empresas parceiras.

Edição com informações da Assessoria de Comunicação Social da STDS

Compartilhe