Faetec anuncia que pretende convocar 500 aprovados em concursos

O anúncio foi feito pelo presidente da fundação, Celso Pansera, durante audiência pública da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj)

Quatrocentos novos professores e cem profissionais da área administrativa, aprovados no último concurso, serão chamados para compor o quadro da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), no segundo semestre do ano que vem (2013). O anúncio foi feito pelo presidente da fundação, Celso Pansera, durante audiência pública da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), nesta quarta-feira (11/04). Presidente da comissão, o deputado André Lazaroni (PMDB) lembrou a importância da fundação no atual momento econômico em que vive o estado. "A Faetec vem avançando ao longo dos anos e o que a gente espera é que ela avance ainda mais. Até porque o estado precisa dessa mão de obra, onde a fundação tem papel fundamental", afirmou.

Investimentos no ensino superior também fazem parte das metas da fundação. "A Faetec quer assumir um papel de maior destaque no ensino superior do estado. O aluno que se forma no curso técnico, muitas vezes, deseja ter o curso superior. Então a Faetec pode oferecer um curso com duração de três anos e que forme um tecnólogo em eletrônica, por exemplo. Este curso pode atender a esse jovem, qualificá-lo melhor e ajudá-lo a conseguir uma melhor remuneração. Estamos apresentando ao Governo o projeto de expansão da nossa rede de ensino superior e esperamos acelerar esse crescimento a partir do ano que vem", contou Pansera. Nos planos da fundação está a abertura de uma unidade do ensino superior no município de Volta Redonda, na região do Médio Paraíba.

Ele disse, ainda, que um convênio com universidades estaduais vai possibilitar a oferta de cursos de mestrado para professores do ensino profissionalizante. "A criação do mestrado profissional contará com a parceria da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), a Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf) e da Universidade Estadual da Zona Oeste (Uezo)", destacou. Pansera revelou que a Faetec conta, atualmente, com mais de 300 mil vagas, nas 124 unidades espalhadas em todo o estado.

Representantes do Sindicato dos Profissionais da Educação da Faetec (Sindpfaetec), que participaram da reunião, reclamaram das perdas salariais ocorridas nos últimos dez anos e pediram uma revisão no plano de cargos e salários. Lazaroni disse que após a apresentação desse plano de cargos e salários pela Faetec vai discutir o tema com a presidência da Alerj, o sindicato, a fundação e o Governo, para que seja analisada a demanda da categoria. O parlamentar disse, ainda, que vai enviar um ofício para a fundação, pedindo o número de profissionais concursados e terceirizados que compõem o quadro da entidade. Os deputados Marcelo Freixo (Psol), Inês Pandeló e Robson Leite, do PT, Clarissa Garotinho (PR) e Roberto Henriques (PSD) também participaram da audiência.

Texto de Vanessa Schumacker

Compartilhe

Comentários