FGTS: golpe atinge mais de 100 mil no WhatsApp

Empresa de segurança aponta que mais de 100 mil usuários do WhatsApp já caíram no golpe do saque emergencial do FGTS.

FGTS: golpe atinge mais de 100 mil no WhatsApp, pessoa utilizando smartphone

Fique atento ao golpe do saque do FGTS. - Foto: Pixabay

O saque emergencial do FGTS foi uma das maneiras encontradas pelo governo federal para aquecer a economia e fazer as pessoas terem dinheiro para gastar durante a pandemia do novo coronavírus. Infelizmente, um golpe, envolvendo o saque do FGTS, já atingiu mais de 100 mil pessoas no WhatsApp. Os dados vieram de um laboratório da PSafe, empresa especialista em segurança digital.

Conforme o que foi divulgado, criminosos se aproveitam dos descuidos e da falta de conhecimento de usuários para roubar os seus dados e consequentemente o seu dinheiro. Geralmente, links são enviados pelo WhatsApp com textos que se referem ao saque de R$ 1.045,00 do FGTS.

Alguns links são acompanhados de textos. Neles, os golpistas podem usar frases sobre consultas, pagamentos ou problemas sobre o saque. Muitos citam a Caixa ou o governo federal. Ou seja, a diversidade é enorme, sendo preciso prestar muita atenção.

Se a pessoa clicar no link, será redirecionada para uma outra página que pede ao usuário que informe seus dados. É assim que as informações são roubadas para depois serem utilizadas em crimes maiores.

Governo não manda mensagem via WhatsApp

É preciso reforçar que o governo federal não envia mensagens via WhatsApp. Sendo assim, a Caixa, o INSS, Dataprev, ou qualquer outra empresa ou órgão da administração pública não entram em contato com o cidadão por este meio. Se você receber uma mensagem sobre o FGTS ou sobre o auxílio emergencial, desconfie e acima de tudo, não clique no link.

Se você tiver qualquer dúvida sobre o saque do FGTS, procure por fontes oficiais. A Caixa Econômica Federal tem um site dedicado a isso.

Pagamento do FGTS

A tendência é que o número de vítimas do golpe aumente. O pagamento emergencial do FGTS começou a ser feito em 29 de junho de 2020, portanto, mais pessoas terão acesso ao dinheiro. E, com a notícia da liberação se espalhando, consequentemente haverá mais cliques em links enviados por criminosos.

É válido ressaltar que, inicialmente, o dinheiro será pago diretamente em contas virtuais e só poderá ser movimentado digitalmente. No Concursos no Brasil, há uma matéria explicando detalhadamente como é possível receber esse dinheiro por meio do aplicativo Caixa Tem e utilizar o aplicativo.

O aplicativo permite que o usuário faça compra em supermercados e outros estabelecimentos comerciais e também pague contas e boletos, tudo por meio do celular e sem precisar ter dinheiro em espécie.

Além disso, quem desejar fazer o saque vai ter que esperar um pouco mais. A retirada só poderá ser feita a partir do dia 25 de julho, quase um mês depois da liberação digital. A ideia da Caixa é fazer com que o usuário opte pela via digital e assim evite ir até uma agência para sacar dinheiro e provocar filas ou aglomerações.

Veja também:

Compartilhe

Comentários