Governo aprova auxílio emergencial para mais 206 mil famílias; confira

Mais 206 mil famílias se tornaram elegíveis às parcelas do auxílio emergencial de 2021. Confira, em nossa matéria, o calendário previsto de pagamentos.

Auxílio emergencial para mais 206 mil famílias: enquadramento em mão segurando celular. Na tela do aparelho, é possível ver a página do auxílio emergencial

O auxílio emergencial para as novas famílias aprovadas, por sua vez, começará a ser pago no dia 16 de maio. - Foto: Reprodução/Senado Federal

Nesta terça-feira (27/04), o governo aprovou o auxílio emergencial para mais 206 mil famílias. Elas se tornaram elegíveis após nova análise promovida pela Dataprev, levando em consideração as regras previstas na medida provisória de nº 1.039. A consulta do resultado pode ser feita por meio da página da estatal, assim como já vinha acontecendo anteriormente. Ao todo, serão concedidas quatro parcelas, com valores entre R$ 150 e R$ 375.

O auxílio emergencial para as novas famílias aprovadas, por sua vez, começará a ser pago a partir do dia 16 de maio de 2021. De acordo com as informações liberadas pelo governo brasileiro, a primeira e a segunda parcelas serão depositadas ao mesmo tempo. Os demais pagamentos (terceira e quarta cotas) devem seguir os ciclos que já haviam sido divulgados pela Caixa: meses de junho e julho de 2021.

Auxílio emergencial para mais 206 mil famílias; como consultar

O governo federal liberou as parcelas do programa para mais 206 mil famílias. Do total de novos atendidos, 142,5 mil terão direito aos pagamentos mensais de R$ 150 (pessoas que moram sozinhas). Outras 23,8 mil são mulheres provedoras do lar e, por isso, vão receber cotas de R$ 375. O restante de novos aprovados (39,7 mil) farão jus às parcelas médias de R$ 250.

Para saber se você faz parte da nova lista de aprovados, acesse a página da Dataprev e consulte o resultado do processamento por CPF. Veja como realizar o procedimento:

  • Acesse a página da Dataprev para consultar o resultado do auxílio emergencial;
  • Insira os dados exigidos pela estatal, como CPF, nome completo do beneficiário, data de nascimento e nome da mãe;
  • Feito isso, espere a página carregar. Nela, será possível verificar o resultado do processamento do auxílio emergencial.

Além da consulta pela Dataprev, o Ministério da Cidadania também liberou uma ferramenta digital para efetuar o mesmo procedimento. O “Chatbot” responde, de maneira automática, perguntas relacionadas com o status do benefício. É possível acessá-lo somente por meio do seu perfil no Facebook.

Calendário para os novos aprovados (206 mil famílias)

Caso você faça parte da lista de novos aprovados (206 mil famílias), a primeira e segunda parcela do auxílio emergencial será concedida a partir do mesmo prazo. As datas foram organizadas de acordo com o mês de aniversário dos beneficiários. Lembrando que, na nova rodada de pagamentos, o auxílio emergencial será limitado para apenas uma pessoa de cada unidade familiar.

Confira, abaixo, o calendário completo do auxílio emergencial 2021 para os novos aprovados:

Calendário da primeira e segunda parcelas para novos aprovados

Mês de aniversárioData de depósitoData para saque
Janeiro16/0508/06
Fevereiro19/0510/06
Março23/0515/06
Abril26/0517/06
Maio28/0518/06
Junho30/0522/06
Julho02/0624/06
Agosto06/0629/06
Setembro09/0601/07
Outubro11/0602/07
Novembro13/0605/07
Dezembro16/0608/07

Calendário da terceira parcela para novos aprovados

Mês de aniversárioData de depósitoData para saque
Janeiro20/0613/07
Fevereiro23/0615/07
Março25/0616/07
Abril27/0620/07
Maio30/0622/07
Junho04/0727/07
Julho06/0729/07
Agosto09/0730/07
Setembro11/0704/08
Outubro14/0706/08
Novembro18/0710/08
Dezembro21/0712/08

Calendário da quarta parcela para novos aprovados

Mês de aniversárioData de depósitoData para saque
Janeiro23/0713/08
Fevereiro25/0717/08
Março28/0719/08
Abril01/0823/08
Maio03/0825/08
Junho05/0827/08
Julho08/0830/08
Agosto11/0801/09
Setembro15/0803/09
Outubro18/0806/09
Novembro20/0808/09
Dezembro22/0810/09
Bruno Destéfano
Redator
Nasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem "Insurgência - Crônicas de Repressão". Atualmente, trabalha como redator web no site "Concursos no Brasil" e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »