Governo autoriza concurso IBGE para até 6.500 temporários

Em portaria ministerial, o governo autorizou um novo concurso IBGE para agentes de pesquisa e supervisores. Saiba os detalhes em nossa matéria!

Após cancelamento, concurso IBGE é autorizado: logo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE

Edital deve ser lançado em 2021 - Foto: IBGE/Divulgação

Nesta sexta-feira, dia 11 de setembro, o governo federal autorizou a abertura de um novo concurso para o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Serão disponibilizadas até 6.500 vagas temporárias para agentes de pesquisa e supervisores, com base na portaria ministerial nº 20.388/2020 divulgada no Diário Oficial da União.

Acompanhe a matéria completa e fique por dentro de mais detalhes sobre o assunto. Não se esqueça de conferir outros conteúdos de nosso site, como simulados e artigos. Temos certeza de que existe um material feito especialmente para você!

Concurso IBGE para até 6.500 vagas temporárias: edital em até seis meses

De acordo com a portaria liberada pelo Ministério da Economia, aqueles que classificarem no concurso IBGE serão contratados a partir de janeiro de 2021. Os profissionais, pelo prazo prorrogável de um ano, vão atuar na "operacionalização das pesquisas permanentes de natureza estatística e geocientífica do IBGE".

Confira, abaixo, a distribuição das vagas autorizadas:

  • Agente de Pesquisas e Mapeamento: 5.623;
  • Supervisor de Coleta e Qualidade: 552;
  • Agente de Pesquisas por Telefone: 300;
  • Supervisor de Pesquisas: 25.

A pasta de Economia também informou que o edital de abertura deverá ser publicado dentro de até seis meses (contando a partir do dia 11 de setembro de 2020). "As despesas com as contratações correrão à conta de dotações orçamentárias do IBGE", a equipe econômica complementou.

A seleção para o Censo deve ocorrer em 2021, conforme projeto de lei orçamentária

O concurso IBGE para o Censo Demográfico aconteceria em 2020, mas acabou sendo adiado devido à pandemia do novo coronavírus. Inúmeras discussões entre a equipe do governo davam a entender que a seleção só seria realizada no ano de 2022.

Entretanto, os debates mudaram de rumo com o envio do PLOA 2021 (Projeto de Lei Orçamentária). Ficou mantida a previsão de realizar o certame no ano de 2021, com o orçamento provável de R$ 2 bilhões de reais.

Os dois editais adiados (nº 2/2020 e 3/2020) ofertavam um total de 208.695 vagas para suprir as demandas do Censo Demográfico. Contudo, ainda não sabemos se o quantitativo prosseguirá sendo o mesmo para 2021.

A distribuição das oportunidades seria a seguinte:

  • 5.462 vagas para a função de Agente Censitário Municipal (ACM);
  • 22.676 vagas para Agente Censitário Supervisor (ACS); e
  • 180.557 vagas para Recenseador.
Bruno Destéfano
Redator
Nasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem "Insurgência - Crônicas de Repressão". Atualmente, trabalha como redator web no site "Concursos no Brasil" e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »