Governo criará o Renda Brasil, substituto do Bolsa Família

Substituto do Bolsa Família, Renda Brasil seria mais abrangente. Porém, poucos detalhes foram dados pelo ministro Paulo Guedes.

Governo criará o Renda Brasil, cartão do Bolsa Família

Substituto do Bolsa Família, Renda Brasil foi citado por Guedes em reunião. - Foto: Agência Senado

Nesta segunda-feira (09/06), o ministro da Economia, Paulo Guedes, falou com líderes de alguns partidos. Segundo ele, o governo criará o Renda Brasil, um programa e que seria um substituto do Bolsa Família. Na reunião ainda estavam presentes o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, e o ministro da Casa Civil, Walter Braga Netto.

Assim como o Bolsa Família, o Renda Brasil seria um programa de transferência de renda. De acordo com Guedes, ele seria mais abrangente que o Bolsa Família. Entre as novas pessoas que poderiam fazer parte estão os beneficiários que recebem o auxílio emergencial.

Faltam detalhes sobre o Renda Brasil

Durante a reunião não foram dados mais detalhes sobre como o Renda Brasil funcionaria ou de onde viriam os recursos. Também não foi informado quando o governo fará a apresentação oficial do novo programa. No momento, o substituto do Bolsa Família estaria em desenvolvimento.

Polêmica com o Bolsa Família

Recentemente o governo federal se envolveu em uma polêmica em relação ao Bolsa Família. O presidente Jair Bolsonaro, por meio de uma portaria, havia destinado recursos que seriam alocados ao programa para a Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom).

A alegação é de que o dinheiro, R$ 83,9 milhões, não precisaria ir para o Bolsa Família por conta do pagamento do auxílio emergencial. Porém, não houve justificativa sobre a fila de pessoas cadastradas que esperam recursos do governo. Após muitas críticas e pressão de alguns deputados, o governo revogou, nesta terça-feira (09/06), a portaria que iria transferir os recursos do programa.

O que é o Bolsa Família

O Bolsa Família foi criado em 2003, no primeiro mandato do então presidente Lula. Naquela época, foi anunciado que o programa seria direcionado às famílias consideradas pobres ou que estivessem em situação de extrema pobreza.

Por ser um programa de transferência direta de renda, o Bolsa Família oferece dinheiro a pessoas que não possuem condições de se sustentar. Porém, para receber o benefício, é preciso que o indivíduo siga critérios específicos. Caso haja irregularidade ou não cumprimento das regras, o dinheiro é cortado. Em todo o Brasil, aproximadamente 13,9 milhões de famílias são atendidas pelo programa.

Compartilhe

Comentários