Governo Federal LIBERA auxílio emergencial para 196 mil novas pessoas

Serão pagos R$ 248,6 milhões de auxílio emergencial nesta quinta para brasileiros aprovados após contestações em novembro e dezembro de 2020.

Nesta terça-feira (26), foi publicada a Portaria n° 597 liberando o auxílio emergencial para 196 mil brasileiros. Segundo o texto divulgado no Diário Oficial da União, serão mais de R$ 248 milhões gastos em novas parcelas para quem contestou a suspensão do benefício entre meses de novembro e dezembro de 2020.

Os aprovados receberão os valores de uma vez só no próximo dia 28 de janeiro (quinta-feira). Ou seja, não será necessário aguardar datas em um cronograma específico.

“O Governo Federal realizou uma série de cruzamentos de diferentes bases de dados para verificar a elegibilidade dos cidadãos ao Auxílio Emergencial. Com isso, evitamos fraudes e garantimos que os recursos chegassem a quem realmente necessitava. Ao mesmo tempo, criamos canais digitais para permitir que cidadãos que tiveram o benefício suspenso pudessem recorrer, regularizar pendências e ter os repasses reativados, sempre na perspectiva de que ninguém ficaria para trás”, afirmou o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni.

As aprovações são referentes às contestações feitas entre 7 e 16 de novembro e entre 13 e 31 de dezembro pelo site da Dataprev, somando 191 beneficiários. Bem como as reanálises feitas neste mês de janeiro, que somam 5 mil pessoas.

Quantas parcelas serão pagas?

Do total de beneficiários que têm direito aos valores:

  • 8,3 mil contarão com a segunda, a terceira, a quarta e a quinta parcelas;
  • 40,9 mil contarão com as três parcelas finais;
  • 68,1 mil contarão com a quarta e a quinta parcelas;
  • 78,3 mil contarão apenas com a quinta parcela.

Assim como os pagamentos anteriores, o auxílio emergencial liberado em 2021 será depositado nas contas digitais da Caixa. A movimentação poderá ser feita pelo aplicativo Caixa Tem que permite transferências bancárias sem custo, compras online e pagamentos de contas/boletos. A plataforma ainda gera um código específico para saques em espécie.

Prorrogação do auxílio emergencial em 2021

Os debates sobre prorrogação do benefício continuam intensos e a criação de novas parcelas pode ser apenas uma questão de tempo. De acordo com parlamentares, a extensão do auxílio emergencial pode acontecer por meio de uma PEC Emergencial.

Isso porque o texto permitiria um corte de gastos com pessoal que financiaria a ajuda de custo. Dessa forma, não seria necessário estourar o teto de gastos. Contudo, o presidente Jair Bolsonaro se posicionou dizendo que lamenta as pessoas estarem passando por dificuldade, mas o país está em seu limite.

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »