Governo planeja lançar novo Bolsa Família em agosto; entenda

De acordo com o ministro da Cidadania, João Roma, existe um estudo em andamento para lançar o novo Bolsa Família. O projeto deve ser anunciado em agosto.

Novo Bolsa Família em 2021: João Roma, atual ministro da Cidadania, em pronunciamento

A intenção é de implementar o novo Bolsa Família após a concessão do auxílio emergencial 2021. - Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O ministro da Cidadania, João Roma, afirmou que existe um estudo em discussão para ampliar o Bolsa Família a partir de agosto de 2021. Durante audiência realizada na Câmara dos Deputados, o chefe da pasta mencionou que o tema será debatido pelos integrantes da Frente Parlamentar Mista de Renda Básica. A intenção do governo é de implementar o novo Bolsa Família após a concessão do auxílio emergencial 2021.

“Há um estudo no Ministério [da Cidadania] buscando o fortalecimento do programa Bolsa Família. Tenho conversado com diversos colegas parlamentares, de diversas correntes, sobre o tema e inclusive pré-agendamos uma reunião, no dia 29 de março, com a Frente Parlamentar de Renda, onde vamos discutir um pouco para que a gente possa buscar agregar e construir uma proposta de ampliação do programa”, afirmou nesta quarta-feira, dia 24 de março de 2021.

Planos para o novo Bolsa Família em 2021

A reformulação do Bolsa Família já estava sendo debatida desde o ano passado, quando o antigo ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, disse que o projeto estava finalizado. “O programa já está pronto, foi todo trabalhado, já foi apresentado ao presidente [Jair Bolsonaro], só falta o ok, e isso não tem a ver com a grana, até porque temos previsto para o ano que vem 34,8 bilhões de reais”, disse em pronunciamento anterior.

Vale lembrar que o ministro da Economia, Paulo Guedes, já havia dito que o Bolsa Família será prioridade do governo federal. Ao que tudo indica, as parcelas médias do programa poderão passar a ser de R$ 200 (atualmente, os beneficiários contam com R$ 192 por mês). O projeto ainda poderá prever uma espécie de cruzamento de dados, com o objetivo de fazer com que brasileiros em idade de trabalhar encontrem vagas de emprego.

“Qual o plano para o auxílio emergencial? Remoção gradual, e nós voltamos para o Bolsa Família”, disse Guedes no ano de 2020, ao participar de evento online promovido pela Abras (Associação Brasileira de Supermercados). Confira, abaixo, algumas mudanças que poderão ser incluídas no novo Bolsa Família, que poderá ser lançado em agosto deste ano de 2021:

  • Microcrédito digital produtivo para os beneficiários, desde que sejam micro ou pequenos empreendedores;
  • Aumento no valor das parcelas médias (de R$ 192 para R$ 200);
  • Inclusão de mais 300 mil cadastros no programa. Atualmente, existem mais de um milhão de famílias na lista de espera;
  • Prêmio anual de R$ 200 para os estudantes em destaque;
  • Bolsa mensal de R$ 100, além de prêmio anual de R$ 1.000, para alunos com bom desempenho no setor de ciência e tecnologia;
  • Bolsa mensal de R$ 100, além de prêmio anual de R$ 1.000, para alunos que se destacarem em esportes;
  • Auxílio-creche mensal de até R$ 200 para as mães beneficiárias no Bolsa Família.
Bruno Destéfano
Redator
Nasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem "Insurgência - Crônicas de Repressão". Atualmente, trabalha como redator web no site "Concursos no Brasil" e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Comentários

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »