Governo do Paraná nomeia professores para a UEPG

Governador do Estado do Paraná autorizou a nomeação de 73 professores para a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)

O governador Beto Richa assinou na sexta-feira (08/03) decretos de nomeação de 73 professores para a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) aprovados em concurso para o quadro do Magistério do Ensino Superior do Paraná.

Esta é a primeira nomeação para as universidades em 2013, atendendo a um compromisso assumido pelo Governo do Estado em 2012, de manter o fluxo normal de reposição de servidores nas instituições estaduais de ensino superior que, nos últimos anos, registraram significativo número de aposentadorias, além dos casos de afastamento por doenças, falecimentos e exonerações.

Os decretos de nomeação assinados pelo governador contemplam os seis setores de conhecimento da UEPG (Ciências Agrárias e de Tecnologia, Ciências Biológicas e da Saúde, Ciências Exatas e Naturais, Ciências Humanas, Letras e Artes, Ciências Jurídicas e Ciências Sociais Aplicadas). A maioria dos nomeados já tem toda a documentação e exames médicos regularizados e estão aptos a tomar posse e assumir aulas. O prazo para posse é de 30 dias.

Com informações da Agência de notícias do Paraná

***

Hospital Regional de Ponta Grossa PR: governo nomeia 277 servidores (31/01/2013)

Governador do Estado do Paraná autorizou a nomeação de 277 profissionais para que o Hospital Regional de Ponta Grossa funcione em plena capacidade.

O governador do Paraná,  Beto Richa, autorizou na última quarta-feira (30/01) a nomeação de 277 profissionais para que o Hospital Regional de Ponta Grossa funcione em plena capacidade. Médicos, fisioterapeutas, psicólogos, fonoaudiólogos, técnicos de enfermagem e administrativos, entre outros profissionais, foram aprovados em concurso público.

O número de leitos ativos passará de 40 para 88, sendo oito de UTI neonatal e oito de cuidados intermediários neonatais, além de 10 leitos para gestantes de alto risco. Os outros 22 leitos estarão disponíveis para clínica médica e cirúrgica. Também será implantado o ambulatório de gestação de alto risco.

A prioridade do governo, segundo o governador, é regularizar a situação dos hospitais regionais. "Tínhamos unidades que foram inauguradas sem servidores e sem equipamentos e agora estão funcionando normalmente", afirmou Richa. O hospital foi inaugurado em março de 2010, mas não entrou em funcionamento na época devido à falta de equipamentos, de servidores e apresentava diversos problemas estruturais. Tais problemas foram apontados na auditoria realizada pela Secretaria da Saúde no início de 2011.

"Com a nomeação destes profissionais o hospital passa a ser referência na região", disse Richa. Atualmente, o hospital atende, mensalmente, em média 83 cirurgias eletivas, 1.490 consultas ambulatoriais e 619 exames. A unidade conta com 352 servidores. Os novos servidores assumirão cargos de agente profissional, agente de execução e agente de apoio. 

"Este hospital não poderia ter sido inaugurado em 2010" , disse o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, "pois não dispunha de equipamentos, e profissionais para atender a população. Fizemos as adequações necessárias, montamos o centro de diagnósticos com aparelhos de última geração e agora contratamos os servidores para dobrar a capacidade de atendimento".

EXPECTATIVA - Para o deputado estadual Plauto Miró, primeiro secretário da Assembleia Legislativa, a nomeação dos servidores permitirá que o hospital atenda com 100% da capacidade. "Era uma medida aguardada pela população de Ponta Grossa. Tínhamos uma boa estrutura hospitalar, mas sem profissionais, o que inviabilizava o bom funcionamento da unidade", disse o deputado.

As informações sobre o trâmite da nomeação dos novos servidores serão divulgadas no site www.cops.uel.br, da Universidade Estadual de Londrina, responsável pelo concurso. Os servidores nomeados têm prazo de 30 dias para assumir a vaga.

Com informações do Governo do Paraná

Compartilhe

Comentários