Governo quer aumentar valor do Bolsa Família em 2021; entenda

Valor do Bolsa Família poderá passar por mudanças em 2021, já que o auxílio emergencial provavelmente não será prorrogado. Veja os detalhes.

Na última terça-feira (15/12), o presidente Jair Bolsonaro voltou a descartar a prorrogação do auxílio emergencial em 2021. Ele também ressaltou que não criará um novo programa de parcelas para pessoas de baixa renda, que havia sido nomeado como “Renda Brasil” (ou “Cidadã”). A ideia, agora, é de ampliar o valor do Bolsa Família aos economicamente vulneráveis.

“Quem falar em Renda Brasil, eu vou dar cartão vermelho, não quero mais conversa. É Bolsa Família. São pessoas necessitadas que precisam desse recurso que, em média, está 190 reais. Tenho falado para a equipe emergencial, vamos tentar aumentar um pouquinho isso daí. Auxílio é emergencial, o próprio nome diz: é emergencial. Não podemos ficar sinalizando em prorrogar e prorrogar e prorrogar. (...) Acaba agora em dezembro”, explicou durante entrevista para a TV Band.

Renda Brasil já havia sido descartado por Bolsonaro

O Renda Cidadã, ou Brasil, estava programado para substituir o Bolsa Família no ano que vem. No entanto, a equipe do governo federal não entrou em consenso sobre como o novo programa seria devidamente financiado. O presidente Jair Bolsonaro, no final de novembro, já havia reforçado seu repúdio quanto ao possível substituto do Bolsa Família.

“O que eu falei três meses atrás está valendo. Quem falar em Renda Cidadã, cartão vermelho”, afirmou após efetuar o seu voto em uma escola da Vila Militar, na zona oeste do Rio. Bolsonaro também afirmou que as decisões sobre o Ministério da Economia, em grande parte, continuam sob a averiguação de Paulo Guedes.

“Paulo Guedes é 98% da Economia, e eu era 1% e passei para 2. Tem tanta coisa que é igual saltar de paraquedas: o cara te orientando atrás e você tem que ter confiança nele”, argumentou. “A economia está na mão dele, assim como a Agricultura nas mãos da Tereza Cristina”.

Novo valor do Bolsa Família em 2021

Com o possível fim do auxílio emergencial, muitas famílias brasileiras vão ficar sem qualquer tipo de renda a partir de 2021. O governo federal, como já foi sinalizado por Bolsonaro e Guedes, não pretende renovar os repasses do programa. Por esse motivo, a estratégia atual é de aumentar o valor do Bolsa Família para ampliar o seu alcance.

Vale lembrar que, no dia 16 de novembro, Onyx Lorenzoni explicou que a reformulação do programa já está pronta para 2021. O projeto deverá ser lançado ao longo das próximas semanas, com o possível anúncio do novo valor para o Bolsa Família. Durante evento realizado no Palácio Guanabara, o ministro da Cidadania também explicou que o programa deverá atingir mais de 20 milhões de brasileiros economicamente vulneráveis.

“O programa já está pronto, foi todo trabalhado, já foi apresentado ao presidente (Jair Bolsonaro), só falta o ok, e isso não tem a ver com a grana, até porque temos previsto para o ano que vem 34,8 bilhões de reais”, afirmou Onyx Lorenzoni ao longo da coletiva de imprensa. A novidade que pode ser implementada tem a ver com a introdução dos quesitos meritocráticos.

“Temos um programa [Bolsa Família], hoje, totalmente diferente de tudo que foi feito na América, é um programa inovador que passa muito pela experiência da digitalização vista no auxílio emergencial”, disse. “Vamos fazer um encontro entre quem precisa do emprego e que tem emprego a oferecer”, complementou.

Além do novo valor para Bolsa Família, alguns benefícios adicionais podem ser incluídos no programa. Veja:

  • Auxílio-creche mensal de R$ 52 por criança;
  • Prêmio anual de R$ 200 para os estudantes com os melhores desempenhos;
  • Bolsa mensal de R$ 100, além de prêmio anual de R$ 1.000, para alunos com bom desempenho no campo de ciência e tecnologia;
  • Bolsa mensal de R$ 100, além de prêmio anual de R$ 1.000, para alunos que se destacarem em atividades desportivas;
  • Auxílio-creche no valor de R$ 200 para as mães beneficiárias do Bolsa Família.

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »