Guedes diz não saber se novo programa de renda pagará R$ 600

Governo federal trabalha no desenvolvimento de um novo programa de renda para substituir o auxílio emergencial e não sobrecarregar o Bolsa Família.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse não saber se os valores de um novo programa de renda do governo chegarão aos R$ 600. Ao mesmo tempo, ele defendeu que os valores fiquem, pelo menos, acima de R$ 170.

“Mas talvez, não sei se vamos chegar aos 600 [reais]”, disse o ministro durante uma reunião com comissões da Câmara de Deputados.

O governo federal vem planejando um novo programa de renda desde que começou os pagamentos do auxílio emergencial. Algumas tentativas, como o Renda Cidadã, não decolaram.

"Bolsa Família é para sempre"

Ao mesmo tempo em que falou sobre o novo programa, Paulo Guedes também fez referência ao Bolsa Família. Ele explicou a diferença entre o orçamento do Bolsa Família, um programa fixo, e os gastos com o auxílio emergencial.

Na visão de Guedes, os valores do auxílio emergencial são maiores pelo fato do programa ser temporário e durante uma crise. Os repasses de um programa estável devem ser pensados com mais cautela. O benefício emergencial chegou a fazer repasses de R$ 600 durante o primeiro ano.

“Uma coisa é o Bolsa Família, outra coisa é o auxílio emergencial, o Bolsa Família é para sempre, então ele tem que ter um financiamento estável”, apontou.

Portanto, o novo programa de renda, que deverá substituir o auxílio emergencial, precisa ser sustentável se quiser ser estável. 

Erradicação da pobreza seria uma meta

Paulo Guedes também falou sobre uma meta que está em pauta no governo federal: a erradicação da pobreza. A ideia inicial é que seja lançado um programa voltado ao tema e que consiga atingir a meta em quatro, cinco anos.

De acordo com o ministro, os recursos de um programa para erradicar a pobreza seriam obtidos mediante a privatização de estatais. Para que dê certo, Guedes disse que deve haver um esforço conjunto entre os poderes.

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »