IBGE está pronto para realizar o Censo 2021, mas precisa de recursos

O presidente do IBGE confirmou que todos os protocolos para o Censo 2021 estão prontos e o órgão tem a capacidade de fazer a pesquisa.

censo 2021: a imagem mostra a logo do Censo 2021 em fundo azul

A pesquisa pode ter entrevistas presenciais e à distância. - Foto: Logo / Divulgação

Nesta sexta-feira (30/04), Eduardo Rios Neto, novo presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), afirmou que os protocolos para realização do Censo 2021 já estão prontos. Segundo ele, a pesquisa a pesquisa pode ser feita este ano. Contudo, Neto informou também que, para isso, o órgão precisa esperar os recursos e avaliar a gravidade da pandemia de COVID-19.

"O projeto do Censo Demográfico está pronto e estamos preparados para sua realização em 2021", afirmou Rios Neto. De acordo com o presidente do IBGE, o órgão tem capacidade para coletar os dados, mas é necessário mais dinheiro "a fim de garantir a economicidade e a tecnicidade das atividades de planejamento".

Ele acredita também que a pesquisa poderia misturar entrevistas presenciais e digitais dependendo de como estiver a linha epidemiológica. "Neste momento, compete ao instituto assistir os poderes, executivo e legislativo, assim como prestar as informações técnicas necessários aos Judiciário para que os desdobramentos da referida liminar sejam avaliados, tendo em vista os parâmetros técnicos e o bem comum do país", disse.

Lei Orçamentária é aprovada com corte de orçamento do Censo 2021

O Ministério da Economia informou a aprovação da Lei Orçamentária com uma redução superior a 90% do capital destinado ao Censo 2021. O orçamento liberado foi de R$ 71 milhões, inferior a 5% do custo da pesquisa. Por causa disso, o levantamento teria que ser adiado novamente por mais um ano.

"Sem o Censo em 2021, as ações governamentais pós-pandemia serão fragilizadas pela ausência das informações que alicerçam as políticas públicas com impactos no território brasileiro, particularmente em seus municípios", afirmaram Eduardo Rios Neto e Susana Guerra, ex-presidente do IBGE.

Censo 2021 e concurso IBGE podem ser retomados

Nesta quarta-feira (28/04), o ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF) se manifestou informando que a suspensão é inconstitucional. Mello determinou que o governo federal, juntamente com o IBGE, deveriam tomar e as medidas necessárias para realizar a coleta de dados. A preocupação é de que o Brasil complete 11 anos atualizar os dados demográficos.

"Recomposto o orçamento e avaliada a tecnicidade, tomaremos a decisão [de iniciar]. Houve uma relativa desmotivação em segmentos do IBGE, parte pelo temor da pandemia e parte pelo corte de recursos. Com o dinheiro volta e uma avaliação técnica da pandemia, avaliaremos a volta. Há um relativo grau de incerteza da pandemia", disse Rios Neto.

No entanto, o presidente do IBGE não soube informar se o Censo 2021 levará mais tempo para ser realizada por causa dos protocolos de saúde. Enquanto isso, os editais do concurso para Recenseadores e Agentes Comunitários continuam suspensos. Os certames devem ser retomados caso a pesquisa seja confirmada.

Isadora Tristão
Redatora
Nascida na cidade de Goiânia e formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Goiás, hoje, é redatora no site "Concursos no Brasil". Anteriormente, fez parte da criação de uma revista voltada para o público feminino, a Revista Trendy, onde trabalhou como repórter e gestora de mídias digitais por dois anos. Também já escreveu para os sites “Conhecimento Científico” e “KoreaIN”. Em 2018 publicou seu livro-reportagem intitulado “Césio 137: os tons de um acidente”, sobre o acidente radiológico que aconteceu na capital goiana no final da década de 1980.

Compartilhe

Comentários

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »