INSS adia reabertura de agências para 24 de agosto

A decisão do governo de adiar a reabertura das agências do INSS também irá prorrogar o atendimento remoto, que continuará mesmo com a volta do presencial.

INSS adia reabertura de agências: Agência da previdência social

A decisão foi tomada por conta dos cuidados em relação à COVID-19. - Foto: Senado Federal

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) adiou, mais uma vez, a abertura gradual das agências que foram fechadas por conta da pandemia do coronavírus. O retorno do atendimento presencial estava previsto para começar em 13 de julho e depois foi prorrogado para 03 de agosto. No entanto, o governo remarcou a reabertura para 24 de agosto, fazendo com que o atendimento remoto continue até 21 de agosto.

A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) em portaria do INSS juntamente com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia nesta quarta-feira (29). Segundo o texto, o suporte pela internet e telefone continuarão mesmo com a volta das agências, uma vez que o atendimento presencial será retomado gradualmente de forma segura.

Em nota, o Instituto informou que "as unidades que não reunirem as condições necessárias para atender o cidadão de forma segura, continuarão em regime de plantão reduzido. O INSS irá disponibilizar um painel eletrônico contendo informações sobre o funcionamento das agências da Previdência Social, os serviços oferecidos e o horário de funcionamento".

Como funcionará a reabertura das agências do INSS

A reabertura das agências do INSS não é garantida em todas as localidades. "A reabertura gradual e segura irá considerar as especificidades de cada uma das 1.525 Agências da Previdência Social no país. Cada unidade deverá avaliar o perfil do quadro de servidores e contratados, o volume de atendimentos realizados, a organização do espaço físico, as medidas de limpeza e os equipamentos de proteção individual e coletiva", afirmou o órgão.

O órgão falou também em nota que as agências irão funcionar apenas seis horas por dia para atender segurados e beneficiários que fizerem agendamentos pelo aplicativo Meu INSS e pela Central 135. O INSS também alertou para novo golpe que está sendo aplicado por telefone, sendo assim os beneficiários e segurados devem tomar cuidado com ligações que solicitem dados pessoais. Caso isso ocorra, é preciso desligar o telefone e entrar em contato com a central de atendimento o mais rápido possível.

Serviços que não podem ser feitos remotamente serão realizados nas agências do INSS, como:

  • Perícia médica;
  • Avaliação social;
  • Reabilitação profissional;
  • Justificação administrativa;
  • Cumprimento de exigências.

"Todas as medidas tomadas para garantir o direito dos cidadãos durante a pandemia da Covid-19, incluindo a simplificação dos procedimentos, a dispensa de exigências e a oferta de serviços por meio de canais remotos, continuarão valendo mesmo após a retomada do atendimento presencial", pontuou o INSS.

Outro fator que ficará suspenso será a exigência de recadastramento anual de aposentados e pensionistas. Essa está prevista para voltar apenas a partir de 30 de setembro, de acordo com publicação do Ministério da Economia no DOU.

Compartilhe

Comentários