INSS ameaça demitir médicos peritos por não trabalharem

Médico peritos do INSS não voltaram a trabalhar alegando falta de segurança em relação ao novo coronavírus.

INSS ameaça demitir médicos peritos, agência do INSS

INSS pode demitir médicos por faltas. - Foto: Agência Senado

Nesta quinta-feira (17/09), o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) ameaçou demitir os médicos peritos que não retornarem ao trabalho. No caso, os que estão com o emprego em risco são os cerca de 40 profissionais que encontram-se em cargos de confiança na Subsecretaria de Perícia Médica.

O serviço de perícia médica não está sendo prestado, pois os médicos peritos decidiram não trabalhar por falta de segurança em relação ao novo coronavírus. Eles consideram que o retorno foi precipitado e sem infraestrutura adequada.

Conforme a Associação Nacional dos Peritos Médicos Federais (ANMP), quando as agências voltaram a funcionar no dia 14 de setembro, somente 12 das 800 unidades foram vistoriadas e liberadas, um número considerado baixo pela categoria.

"Mesmo com todo o alarde da pandemia, ainda tínhamos agências sem EPI até o presente, dentre diversos outros problemas", informou a ANMP, solicitando que os consultórios fossem adaptados para evitar o contágio pelo novo coronavírus.

Governo justifica decisão por portaria

O governo está baseando a sua decisão em uma portaria da Secretaria da Previdência que determinou que após inspeção no local de trabalho, os peritos precisam voltar as suas atividades. A falta seria descontada no salário e considerada como não justificada. Um acúmulo de faltas poderia levar então a um processo administrativo disciplinar e resultar no desligamento do médico.

Além disso, já se cogita entrar com uma ação contra a ANMP, pois o governo considera que o ato de não ir trabalhar seria o equivalente a uma greve. A legislação não permite que profissionais desse tipo de carreira entrem em greve.

Apesar do presidente do INSS, Leonardo Rolim, ter pedido desculpa aos cidadãos e admitido que o planejamento para o retorno das atividades presenciais nas agências não foi adequado, o governo considera que os problemas já estão sendo sanados.

O que o cidadão deve fazer

Recentemente, o INSS divulgou que as consultas que estavam agendadas serão remarcadas automaticamente. Mesmo assim, é importante que o interessado tenha em mente que é recomendável que ele evite ir até uma unidade e receba o seu serviço de forma online.

No entanto, se ele deseja atendimento presencial, o INSS possui o telefone 135 para tirar dúvidas e saber quais agências estão abertas e que tipo de serviço está sendo prestado.

Carlos Rocha
Redator
Jornalista formado (UFG), atualmente redator no site Concursos no Brasil. Foi roteirista do Canal Fatos Desconhecidos (YouTube) por um ano e meio. Produziu conteúdo de podcast para o Deezer. Fez parte da Rádio Universitária (870AM) por três anos e meio como apresentador no Programa Fanático e como repórter, narrador e comentarista da Equipe Doutores da Bola. Fã de futebol, NFL e ouvinte de podcast.

Compartilhe

Comentários