INSS pagou R$ 12,7 milhões após concurso para temporários, mas há fila

Concurso contratou militares fora da ativa e ex-servidores do INSS. No entanto, fila de requerimentos permanece grande.

Valor da aposentadoria do INSS: unidade da Previdência Social

A brecha da aposentadoria ficou muito famosa entre os advogados. - Foto: Agência Senado

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) continua tendo grandes problemas com filas em análises de requerimentos feitos por segurados e beneficiários. Em 2020, um concurso INSS para militares inativos e servidores aposentados foi realizado justamente para que a espera fosse extinta.

No entanto, após mais de R$ 12,7 milhões pagos e 2.596 temporários contratados (1.652 servidores aposentados do instituto e 944 militares), a fila está na casa de 1,8 milhão de pedidos ainda sem resposta.

O plano foi criado em janeiro de 2020 e recebeu muitas críticas, já que inviabilizou a realização de um concurso para servidores efetivos. Os temporários ficarão até 31 de dezembro de 2020, mas o contrato pode ser renovado até o prazo limite de dois anos.

Ieprev fala em ineficiência

O presidente do Instituto de Estudos Previdenciários (Ieprev), Roberto de Carvalho, falou que o INSS não soube aproveitar os contratados temporários. “Não houve aproveitamento adequado desses quadros, sobretudo por causa da pandemia do novo coronavírus”, disse em entrevista ao portal Metrópoles.

“Houve grande desperdício de verba pública com esses servidores temporários. O dinheiro foi gasto sem que houvesse, em contrapartida, resultado eficaz, como prevê a Constituição”, complementou o presidente do Ieprev.

INSS tenta diminuir fila com mutirões

O INSS planeja agora realizar mutirões para poder reduzir a fila. Entre as alternativas encontradas estão a simplificação dos processos e a desburocratização de alguns procedimentos. Instituto ainda não reconheceu que o resultado do trabalho dos temporários não foi o previsto.

Sobre o certame temporário

O concurso para contratação temporária de militares e servidores aposentados do INSS teve o seu edital lançado no dia 30 de abril. Apesar da portaria nº 10.736/2020 disponibilizar 8.230 vagas, somente 2.596 pessoas se interessaram em prestar seus serviços.

O certame paga R$ 57,50 por processo analisado e concluído, R$ 61,72 por perícia realizada ou valores entre R$ 2.100,00 e R$ 4.200,00 mensais dependendo do cargo ocupado pelo servidor aposentado. Já os militares inativos das Forças Armadas recebem um adicional de 30% do que ganham normalmente.

O concurso INSS para servidores efetivos ainda não tem uma previsão, mas há rumores de que possa sair em 2022. O último certame ocorreu em 2015 e o déficit está na casa de 21 mil servidores.

Carlos Rocha
Redator
Jornalista formado (UFG), atualmente redator no site Concursos no Brasil. Foi roteirista do Canal Fatos Desconhecidos (YouTube) por um ano e meio. Produziu conteúdo de podcast para o Deezer. Fez parte da Rádio Universitária (870AM) por três anos e meio como apresentador no Programa Fanático e como repórter, narrador e comentarista da Equipe Doutores da Bola. Fã de futebol, NFL e ouvinte de podcast.

Compartilhe

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »