NOVO valor para o salário mínimo ainda em 2021? Entenda os detalhes

Com alta no INPC do ano passado, o governo poderá firmar um novo valor do salário mínimo ainda em 2021. Confira todos os detalhes em nossa matéria.

Novo valor do salário mínimo em 2021: algumas cédulas de real reunidas

A nova correção provavelmente estabelecerá o valor de R$ 1.001,95. - Foto: Pixabay

O governo federal poderá estabelecer um novo valor para o salário mínimo ainda em 2021. Conforme informações disponibilizadas pelo IBGE, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) acumulou alta de 5,45% em 2020. Essa porcentagem serve como parâmetro para correções pontuais no valor do salário mínimo, que ocorrem no início de todos os anos.

Quando o governo decidiu reajustar a quantia em R$ 1.100, a estimativa era de que o índice seria de 5,26%. Agora, com as novas informações, o governo brasileiro deverá aumentar para R$ 1.101,95 ainda em 2021. Vale ressaltar que as mudanças pontuais no valor são previstas na Constituição Federal. O salário mínimo, mesmo sem aumento real, precisa ser corrigido com base no INPC do ano anterior.

Novo valor para o salário mínimo de 2021

Os reajustes do salário mínimo ocorrem no início de todo ano, mas são baseados apenas em estimativas preliminares. Em janeiro de 2021, o governo estabeleceu o valor em R$ 1.100 com base na porcentagem prevista do Índice Nacional de Preços ao Consumidor. Ou seja? 5,26%.

O IBGE, no entanto, divulgou o INPC oficial do ano anterior: 5,45%. Dessa maneira, a nova correção provavelmente estabelecerá o valor de R$ 1.001,95. O mesmo aconteceu com o salário mínimo de 2020, já que as estimativas sugeriam que o índice seria inferior ao que foi oficialmente anunciado pelo IBGE.

Salário mínimo continua sem aumento real

No ano de 2020, o governo federal já havia anunciado que o reajuste do salário mínimo seria apenas baseado no índice de inflação. O ministro da Economia, Paulo Guedes, chegou a mencionar que o aumento real no valor geraria inúmeras demissões. "Hoje, se você der um aumento de salário mínimo, vão ter no mínimo milhares e talvez milhões de pessoas que vão ser demitidas”, comentou no dia 01 de setembro de 2020, durante transmissão ao vivo com empresários.

Ele também argumentou a necessidade de pensar nos cenários a curto, médio e longo prazo. “Você está no meio de uma crise de emprego terrível, todo mundo desempregado. Você dar um aumento de salário vai condenar as pessoas ao desemprego. Nós estamos atentos a isso, mas nós temos que ter cuidado para a hora que você tem que fazer esse tipo de ajuste".

O secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues, também já havia dito que, a cada real de aumento no salário mínimo, existe um impacto de R$ 355 milhões nas contas públicas. Isso porque as mudanças modificam os valores de benefícios sociais, como a previdência. Dessa maneira, um reajuste acima da inflação seria problemático.

Bruno Destéfano
Redator
Nasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem "Insurgência - Crônicas de Repressão". Atualmente, trabalha como redator web no site "Concursos no Brasil" e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »