Programa de estágio do governo terá bolsa de R$ 600, diz Guedes

BIP deve contratos de um ano de duração com bolsas de R$ 600. McDonald’s teria interesse em participar do programa de estágio.

Programa de estágio do governo terá bolsa de R$ 600; Paulo Guedes discursando

BIP ainda não foi lançado oficialmente. - Foto: Palácio do Planalto

Durante coletiva de imprensa nesta quarta-feira (26/04), o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o programa de estágio do governo federal terá bolsas no valor de R$ 600,00. Além disso, foi dito que a duração do contrato será de um ano e não mais seis meses como havia sido anunciado meses atrás.

Denominado de Bônus de Inclusão Produtiva (BIP), a iniciativa tem como objetivo colocar jovens no mercado de trabalho, dando uma qualificação e ao mesmo tempo um incentivo financeiro. Segundo o ministro, os custos serão divididos com as empresas.

“O governo vai pagar R$ 300 e as empresas vão pagar R$ 300. As empresas pagando para dar curso de qualificação de mão de obra. É o treinamento no mercado de trabalho no próprio emprego", disse o ministro.

Guedes justificou atraso no lançamento

Vale ressaltar que programa de estágio vem sendo discutido desde o começo de 2021 e o governo federal ainda não lançou oficialmente o BIP. Conforme o ministro, a demora se deve justamente a alteração no tempo de contrato, de seis meses para um ano.

“Nós temos recurso para este ano, mas em vez de lançar contrato de seis meses, nós estamos tentando arrumar já a ponte para o ano que vem, para poder ser um contrato de um ano pelo menos", afirmou o ministro.

Ainda assim, Paulo Guedes não apontou uma data para o lançamento do BIP. O ministro se limitou a informar que o anúncio oficial ocorrerá em breve. A expectativa com o programa é grande, pois Guedes já chegou a dizer que milhões de empregos seriam criados rapidamente.

McDonald’s teria interesse no BIP

De acordo com Paulo Guedes, uma das empresas interessadas em participar do BIP seria a rede de fast-food McDonald’s, uma das maiores do mundo e com centenas de lojas espalhadas pelos estados do Brasil.

No entanto, apesar da fala, o ministro não deu mais informações sobre como a rede entrou em contato com o governo e nem como funcionaria uma possível parceria. Também não foi dito que outras empresas foram se informar sobre o programa de estágio.

Carlos Rocha
Redator
Jornalista formado (UFG), atualmente redator no site Concursos no Brasil. Foi roteirista do Canal Fatos Desconhecidos (YouTube) por um ano e meio. Produziu conteúdo de podcast para o Deezer. Fez parte da Rádio Universitária (870AM) por três anos e meio como apresentador no Programa Fanático e como repórter, narrador e comentarista da Equipe Doutores da Bola. Fã de futebol, NFL e ouvinte de podcast.

Compartilhe

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »