Prova de Vida do INSS 2021 volta a ser obrigatória; veja calendário

A partir de junho de 2021, a prova de vida do INSS volta a ser obrigatória. Confira o calendário com todas as datas para realizar o procedimento.

prova de vida inss: a imagem mostra agencia da previdencia social

Saiba como fazer a prova de vida 2021. - Foto: Senado Federal

As datas para realizar a prova de vida do INSS já foram liberadas! O procedimento estava suspenso desde março de 2020 por causa da pandemia do novo coronavírus. No dia 23 de fevereiro, foi publicada uma portaria que prorrogava a suspensão por mais dois meses. Dessa forma, aposentados e pensionistas não puderam ter seus benefícios bloqueados até o mês de abril.

Contudo, o presidente do Instituto, Leonardo Rolim, informou que a comprovação voltará a ser obrigatória a partir de junho de 2021. O objetivo da prova de vida do INSS é evitar fraudes e garantir que os pagamentos estão sendo feitos para pessoas que ainda estão vivas. Normalmente, o registro é feito uma vez por ano presencialmente em agência bancária, no entanto, agora há a possibilidade de fazer pela internet.

Segundo Rolim, 24 milhões, da base de 35 milhões de segurados, já fizeram a prova de vida. Assim, restam 11 milhões de pessoas que devem fazer a comprovação. O presidente do INSS disse que "a grande maioria pode fazer sem sair de casa. E aqueles que precisarem sair de casa, a nossa orientação é: há um calendário, que vai de junho a dezembro, e que eles devam ir apenas quando vão sacar o benefício".

Calendário da prova de vida do INSS 2021

O INSS já liberou o calendário com todas as datas para realização da prova de vida, baseado na última vez em que o procedimento foi feito pelo beneficiário. Sendo assim:

  • Quem não fez no mês de fevereiro de 2020 até 31 de maio de 2021;
  • Quem não fez nos meses de março e abril de 2020 fará em junho de 2021;
  • Quem não fez nos meses de maio e junho de 2020 fará em julho de 2021;
  • Quem não fez nos meses de julho e agosto de 2020 fará em agosto de 2021;
  • Quem não fez nos meses de setembro e outubro de 2020 fará em setembro de 2021;
  • Quem não fez nos meses de novembro e dezembro de 2020 fará em outubro de 2021;
  • Quem não fez nos meses de janeiro e fevereiro de 2021 fará em novembro de 2021;
  • Quem não fez nos meses de março e abril de 2021 fará em dezembro de 2021.

Como fazer a prova de vida do INSS digital

Em 2020, por causa da crise de saúde no país, o Instituto lançou a prova de vida digital, que pode ser feita pelo aplicativo ou site do Meu INSS. Puderam realizar o procedimento apenas os beneficiários com mais de 80 anos ou que possuíam alguma dificuldade de locomoção. Agora, a ideia é acrescentar mais 5 milhões pessoas na lista do sistema virtual.

O próprio INSS irá entrar em contato com cada um informando a participação na prova de vida por biometria facial. O órgão irá utilizar dados do Denatran e do Tribunal Superior Eleitoral. Além disso, aposentados, pensionistas e outros segurados que recebem os valores pelo Banco do Brasil pro crédito em conta poderão fazer a prova de vida no aplicativo da Instituição. Basta:

  • Acessar o menu “Serviços”;
  • Clicar em “INSS” e depois em “Prova de Vida”;
  • Enviar foto do documento de identidade (frente e verso);
  • Enviar uma selfie.

A partir disso, o BB irá analisar as informações para confirmar se a comprovação foi ou não aceita. A instituição financeira também irá informar, em caso de negativa, se existem pendências e quando o beneficiário poderá refazer a prova de vida do INSS.

Isadora Tristão
Redatora
Nascida na cidade de Goiânia e formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Goiás, hoje, é redatora no site "Concursos no Brasil". Anteriormente, fez parte da criação de uma revista voltada para o público feminino, a Revista Trendy, onde trabalhou como repórter e gestora de mídias digitais por dois anos. Também já escreveu para os sites “Conhecimento Científico” e “KoreaIN”. Em 2018 publicou seu livro-reportagem intitulado “Césio 137: os tons de um acidente”, sobre o acidente radiológico que aconteceu na capital goiana no final da década de 1980.

Compartilhe

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »