Veja se você poderá receber todas as parcelas do auxílio emergencial

Governo confirmou que nem todo mundo vai receber todas as parcelas de R$ 300,00 do auxílio emergencial. Confira sua situação aqui:

Veja se você poderá receber todas as parcelas do auxílio emergencial, cédulas de reais em frente ao computador

Somente os integrantes do Ciclo 1 receberá todas as parcelas. - Foto: Concursos no Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente, Jair Bolsonaro, afirmaram que somente os beneficiários do ciclo 1 poderão receber todas as parcelas do auxílio emergencial. Isso quer dizer que a maioria dos inscritos não irão ganhar as quatro parcelas de R$ 300,00 que foram prometidas pelo governo na prorrogação do benefício.

Além das falas de Bolsonaro e de Guedes, a informação foi confirmada pelo próprio Ministério da Cidadania, responsável por organizar os pagamentos do auxílio emergencial ao lado da Caixa Econômica Federal.

“Serão pagas até quatro parcelas do novo valor. Contudo, o benefício acaba em dezembro deste ano, ou seja, quem começou a receber o auxílio emergencial em abril, terá direito às quatro parcelas. Quem passou a receber a partir de julho, por exemplo, terá direito a apenas uma parcela do novo benefício, que será paga no mês de dezembro”, afirmou o Ministério da Cidadania, em nota ao Portal iG.

O que são os ciclos do auxílio emergencial?

Para facilitar os pagamentos, o governo separou os beneficiários do auxílio emergencial em grupos, denominados de ciclos. Ao todo, são quatro ciclos que são identificados de acordo com o primeiro pagamento recebido pelo interessado:

  • Ciclo 1: quem recebeu a primeira parcela no mês de abril.
  • Ciclo 2: quem recebeu a primeira parcela no mês de maio.
  • Ciclo 3: quem recebeu a primeira parcela no mês de junho.
  • Ciclo 4: quem recebeu a primeira parcela no mês de julho.

Veja quem receberá todas as parcelas do auxílio emergencial

Confira quantas parcelas cada ciclo irá receber:

  • Ciclo 1: único grupo que receberá todas as nove parcelas, sendo cinco de R$ 600,00 e quatro de R$ 300,00;
  • Ciclo 2: ganhará oito parcelas. Cinco pagamentos de R$ 600,00 e três de R$ 300,00;
  • Ciclo 3: receberá sete parcelas, sendo cinco de R$ 600,00 e duas de R$ 300,00;
  • Ciclo 4: o grupo que menos receberá. No total, serão pagas seis parcelas, sendo cinco de R$ 600,00 e apenas uma de R$ 300,00.

Governo havia prometido que todos receberiam a mesma quantia

Ainda no começo dos pagamentos do benefício, o governo federal havia prometido que os inscritos iriam receber todas as parcelas do auxílio emergencial, independentemente do começo dos depósitos. O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, em entrevista chegou a declarar que ninguém precisaria se preocupar, pois receberia os valores integrais.

O governo afirma que a fala do presidente do banco era em referência somente aos R$ 600,00 e não aos R$ 300,00. Segundo a Medida Provisória 1.000/20, que trata sobre a prorrogação de R$ 300,00, “o auxílio emergencial residual será devido até 31 de dezembro de 2020, independentemente do número de parcelas recebidas”.

Novas regras para receber os R$ 300,00

Além da quantidade de pagamentos ser diferente de acordo com o grupo de beneficiários, o auxílio emergencial terá algumas regras modificadas. Ao todo, são onze mudanças presentes na Medida Provisória 1.000/20. Ou seja, nem todo mundo que ganhou os R$ 600,00, receberá os R$ 300,00.

Sexta parcela começará a ser paga

A sexta parcela do auxílio emergencial, a primeira com novos valores, começará a ser paga para os inscritos no Bolsa Família a partir do dia 17 de setembro de 2020. A lógica continuará sendo a mesma aplicada nos pagamentos anteriores: os repasses serão realizados conforme o final do NIS (Número de Identificação Social) dos beneficiários. Confira o calendário completo aqui.

Carlos Rocha
Redator
Jornalista formado (UFG), atualmente redator no site Concursos no Brasil. Foi roteirista do Canal Fatos Desconhecidos (YouTube) por um ano e meio. Produziu conteúdo de podcast para o Deezer. Fez parte da Rádio Universitária (870AM) por três anos e meio como apresentador no Programa Fanático e como repórter, narrador e comentarista da Equipe Doutores da Bola. Fã de futebol, NFL e ouvinte de podcast.

Compartilhe

Comentários