SAIU edital do processo seletivo Ministério da Economia; 39 vagas

O processo seletivo Ministério da Economia abrange vagas para nível superior, com remunerações de R$ 6.130,00 e jornadas semanais de 40 horas. Saiba mais!

Saiu edital do processo seletivo Ministério da Economia para 39 vagas: enquadramento em mulher mexendo em notebook. Atrás, é possível ver uma pequena escultura dourada do símbolo da justiça: mulher com os olhos vendados e segurando uma balança

Serão fornecidas 39 vagas temporárias para nível superior. - Foto: Unsplash

O Ministério da Economia liberou o edital de nº 14/2020 de seu mais novo processo seletivo. Dessa vez, serão fornecidas 39 vagas imediatas para candidatos de nível superior completo. Os interessados também deverão ter experiência de três anos ou especialização na área (mestrado/doutorado).

Por conseguinte, aqueles que se classificarem vão atuar em jornadas de 40 horas semanais e deverão receber remunerações no valor de R$ 6.130,00. Todas as etapas do certame estão sob a responsabilidade da banca Cebraspe.

Processo seletivo Ministério da Economia: 39 vagas para nível superior

A pasta de Economia deverá preencher 39 vagas dentro do seu quadro de servidores temporários, especificamente no âmbito das atividades técnicas de complexidade intelectual. Confira como as oportunidades vão ser distribuídas:

  • Arquivologia: duas vagas para profissionais graduados em Arquivologia;
  • Direito: 37 vagas para profissionais graduados em Direito.

De acordo com o edital de abertura, as inscrições deverão ser realizadas entre os dias 14 e 19 de outubro de 2020. Será necessário acessar o site da organizadora e preencher o formulário eletrônico.

As taxas foram calculadas no valor único de R$ 100,00. Por sua vez, as isenções poderão ser solicitadas pelos interessados que estiverem inscritos no CadÚnico ou que forem doadores de medula óssea.

Outro seletivo foi autorizado em outubro de 2020; 100 vagas previstas!

Conforme portaria divulgada na última terça-feira (06/10), a pasta autorizou um novo seletivo para 100 profissionais temporários. Esse será o terceiro certame do Ministério da Economia, que deverá ter o seu edital publicado até abril de 2021.

Os candidatos classificados vão atuar em atividades relacionadas à prestação e tomada de contas, com contratos de até quatro anos. Confira a distribuição das 100 oportunidades previstas:

  • Coordenador de Análise de Prestação de Contas Temporário: 04 vagas;
  • Analista de Prestação de Contas Temporário: 48 vagas;
  • Agente de Apoio de Prestação de Contas Temporário: 08 vagas;
  • Analista de instauração de Tomada de Contas Especial: 40 vagas.

O primeiro seletivo da pasta já está na fase de provas

Antes das duas autorizações recentes (39 e 100 vagas), o Ministério da Economia já havia publicado o edital nº 7/ME/2020 de seu primeiro processo seletivo.

Foram abertas 350 vagas em caráter temporário, com a intenção de aperfeiçoar os projetos de transformação digital no funcionalismo público. As inscrições puderam ser feitas pelo site do Cebraspe entre os dias 21 de agosto e 06 de setembro de 2020.

Confira os cargos disponibilizados (vencimentos de R$ 8.300,00 para jornadas de 40 horas semanais):

  • Especialista em gestão de projetos: 50 vagas;
  • Especialista em infraestrutura de Tecnologia da Informação: 50 vagas;
  • Especialista em ciência de dados: 50 vagas;
  • Especialista em segurança da informação e proteção de dados: 50 vagas;
  • Especialista em análise de processos de negócios: 50 vagas;
  • Especialista em experiência do usuário: 50 vagas;
  • Especialista em desenvolvimento de software: 50 vagas.

Detalhe importante: de acordo com publicação recente, os candidatos deverão conferir o local de aplicação das provas pelo próprio site do Cebraspe.

Bruno Destéfano
Redator
Nasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem "Insurgência - Crônicas de Repressão". Atualmente, trabalha como redator web no site "Concursos no Brasil" e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »