Seapa divulga resultado de processo seletivo

Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) divulga resultado para contratação temporária de técnico agrícola indígena.

A Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) divulgou na manhã desta quarta-feira (23) o resultado do processo seletivo simplificado para contratação temporária de técnico agrícola indígena.

O resultado está disponível no site da Secretaria de Agricultura, no endereço eletrônico: http://www.seapa.rr.gov.br e também será publicado na próxima edição do Diário Oficial do Estado (DOE).

A contratação temporária vai suprir as necessidades no desenvolvimento de serviços de assistência técnica e extensão rural nas comunidades indígenas de Roraima. A carga horária do contratado será de 40 horas semanais, respeitados o teto de cargas horárias específicas para o cargo de técnico, de acordo com o que determina a lei. Os contratados vão receber um salário de R$ 1.414,10.

Foram ofertadas 25 vagas, distribuídas para os municípios de Alto Alegre, Amajari, Boa Vista, Bonfim, Cantá, Caroebe, Normandia, Pacaraima e Uiramutã. A contratação será por tempo determinado, compreendendo um período de 12 meses, observando a data da assinatura do primeiro contrato.

O próximo passo será a assinatura do contrato, que ocorrerá nos dias 28, 29 e 30 deste mês na sede da Secretaria de Agricultura, no bairro São Francisco. Os aprovados deverão apresentar um laudo médico atestando a capacidade física para o desempenho das atividades.

O secretário-adjunto de Agricultura, Rodolfo Pereira, explicou que nos últimos anos o Governo Estado tem fortalecido e ampliado políticas sociais, prioritariamente, nas regiões mais empobrecidas do estado, onde estão assentadas mais de 250 comunidades indígenas de diversas etnias.

Ele disse ainda que as comunidades indígenas estão aumentando a produção de grãos e investindo na piscicultura, na fruticultura e na pecuária, o que demanda assistência técnica permanente e qualificada.

“Os técnicos indígenas vão estabelecer vínculos que possam fortalecer essas comunidades, quer pela formação diferenciada destes profissionais, quer pela oferta de tecnologia adaptada às necessidades das unidades familiares de produção. Isso implica na necessidade em caráter emergencial da contração de extensionistas rurais indígenas, com formação em técnico agrícola”, destacou Rodolfo.

Compartilhe

Comentários