SENAI SP oferta 3,5 mil vagas em cursos gratuitos; veja os detalhes

O SENAI SP está disponibilizando 3,5 mil vagas em cursos técnicos gratuitos, com duração de até dois anos. Todas as modalidades são reconhecidas pelo MEC.

Cursos técnicos gratuitos no SENAI SP: logo do SENAI em fundo azulado

Para se inscrever nos cursos gratuitos do SENAI SP, é necessário atender a alguns requisitos mínimos. - Foto: Reprodução/SENAI

Em São Paulo, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI SP) está ofertando cerca de 3,5 mil vagas em cursos técnicos gratuitos. As modalidades têm duração média de até dois anos, sendo ministradas em período diurno (manhã e tarde) ou noturno. Todos os cursos técnicos do SENAI SP são devidamente reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC).

É possível se candidatar para diversas áreas de nível técnico, como Alimentos, Construção Civil, Eletroeletrônica, Mecânica, Segurança do Trabalho, Metalurgia e Tecnologia da Informação. A lista completa de cursos gratuitos está disponível por meio da página do SENAI SP, bem como o edital de abertura com todas as regras sobre o processo seletivo.

Cursos técnicos gratuitos no SENAI SP: requisitos mínimos

Para se inscrever nos cursos gratuitos do SENAI SP, é necessário atender a alguns requisitos mínimos. As exigências foram organizadas com base no período em que os participantes pretendem cursar as modalidades disponíveis (diurno ou noturno). Confira abaixo:

Para cursos do SENAI SP em período diurno (manhã e tarde)

  • Os candidatos serão selecionados com base na seguinte ordem de prioridade: aqueles encaminhados formalmente por empresas contribuintes do SENAI SP e, depois, os que forem direcionados pelas empresas não contribuintes que tenham contrato com o SENAI SP. Por último, os estudantes da comunidade;
  • É necessário ter concluído, no mínimo, a 1ª série do ensino médio ou estar matriculado em curso que permita a conclusão até a data de início das aulas;
  • Para os candidatos formalmente encaminhados por empresas, é preciso ter 14 anos e idade que lhes permita concluir o curso técnico antes de completar 24 anos. A exceção reside para as modalidades de Sistemas de Energia Renovável e Petroquímica (idade mínima de 15 e 17 anos, respectivamente).

Para cursos do SENAI SP em período noturno

  • No período noturno, os cursos técnicos gratuitos do SENAI SP serão destinados para candidatos da comunidade;
  • É necessário ter concluído o ensino médio ou estar matriculado em curso que permita a conclusão até a data de início das aulas.

Inscrições nos cursos gratuitos do SENAI SP

De maneira geral, cerca de 26 escolas do SENAI SP estão oferecendo as vagas de nível técnico. Elas vão ser disponibilizadas em inúmeras cidades paulistas, como Campinas e Jaguariúna. As inscrições podem ser feitas entre os dias 12 e 26 de abril de 2021 (até 21h do último dia previsto). Para isso, basta acessar a página do SENAI SP e seguir as instruções indicadas ao clicar no botão correspondente.

As taxas foram calculadas no valor de R$ 53 para todos os candidatos. No momento das inscrições, será necessário:

  • Cadastrar as notas finais das disciplinas de Matemática, Português, Ciências, História e Geografia (referente ao 9º ano do Ensino Fundamental II);
  • Anexar o histórico, boletim escolar ou declaração de conclusão do ensino fundamental II.

Como será feita a classificação?

O processo seletivo do SENAI SP será composto pela análise de desempenho escolar nas disciplinas de Matemática e Português. Em caso de empate na média, vai ser obedecida a seguinte sequência de critérios:

  1. Maior nota em Matemática;
  2. Maior nota em Português;
  3. Maior nota em Ciências;
  4. Maior nota em História;
  5. Maior nota em Geografia;
  6. Maior idade, de acordo com a data de nascimento;
  7. Ordem decrescente do último dígito do CPF (sequencialmente 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1, 0);
  8. Menor número de inscrição.
Bruno Destéfano
Redator
Nasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem "Insurgência - Crônicas de Repressão". Atualmente, trabalha como redator web no site "Concursos no Brasil" e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »