TCE - MT: 2 mil funcionários serão demitidos

Dois mil servidores terceirizados e comissionados do governo estadual serão demitidos até junho deste ano.

Dois mil funcionários terceirizados e comissionados do governo estadual serão demitidos até junho deste ano. Com a determinação do governador Silval Barbosa (PMDB) em reduzir os gastos, promovendo o arrocho na administração estadual, a Secretaria de Estado de Administração (SAD) já iniciou as demissões pelos terceirizados.

“Todos os funcionários terceirizados do Poder Executivo serão demitidos até março. O número chega a quase mil pessoas e apenas na semana passada, exatamente 184 tiveram os contratos desligados e estão fazendo exame demissional”, revelou o titular da SAD, César Zilio, em entrevista por telefone à Folha do Estado na manhã de ontem (23).

Cinco empresas terceirizadas prestam serviço para o governo cedendo os funcionários que atuavam em todos os órgãos da administração. Além disso, os contratos temporários não estão sendo renovados como o próprio chefe do executivo estadual já havia declarado anteriormente.

Apesar do levantamento dos funcionários comissionados, a lista dos indicados por políticos ainda não foi concluída. De acordo com o secretário da SAD, o número de demitidos destes cargos também deve chegar próximo a mil pessoas. “Estamos finalizando o diagnóstico e ainda não foi totalizado quantos serão exonerados, mas é próximo de mil pessoas. Somando comissionados e terceirizados, dois mil serão demitidos”, argumentou.

Entre as justificativas do governo estadual para a redução, está a nomeação dos aprovados no Concurso Público realizado em 2009 e a política de contenção de gastos deliberada pelo peemedebista na primeira reunião do secretariado deste ano, realizada no último dia 13.

EXONERAÇÕES

Em outubro do ano passado, a Folha do Estado já havia adiantado que a administração estadual iria promover a redução dos terceirizados, contratados e temporários. Na oportunidade, a redução poderia chegar até a cinco mil pessoas, mas após novos estudos da equipe econômica do Estado, neste momento, as exonerações serão de aproximadamente duas mil pessoas.

Fonte: Portal do TCE

Compartilhe