WhatsApp deixa de funcionar em alguns modelos de celulares; veja quais

O anúncio já havia sido feito pelo Facebook em dezembro do ano passado. Confira em quais modelos de celulares o WhatsApp deixará de funcionar em 2021.

Celulares em que o WhatsApp deixou de funcionar: ícone do WhatsApp em destaque na imagem

Alguns modelos antigos poderão executar o WhatsApp, desde que os usuários façam uma atualização no sistema. - Foto: Pixabay

Em 2021, o WhatsApp deixará de funcionar em celulares lançados há mais de sete anos. A mudança foi anunciada em dezembro do ano passado pelo Facebook, que comprou o WhatsApp em 2014. Com a ausência de suporte, o aplicativo não está mais desempenhando algumas funções em certos modelos de dispositivos móveis. O Facebook, inclusive, explicou o motivo de tomar essa decisão.

Para a empresa, os sistemas antigos ficam mais vulneráveis aos ataques de hackers e cibercriminosos, o que impede a garantia de segurança para os usuários do WhatsApp. A mudança já está valendo desde o dia 01 de fevereiro de 2021, especificamente para determinados aparelhos com sistemas Android e iOS.

WhatsApp deixa de funcionar em alguns celulares; confira

De acordo com o Facebook, o aplicativo WhatsApp não vai mais funcionar nos seguintes modelos de celulares:

  • LG Optimus Black, além das versões anteriores;
  • HTC Desire;
  • iPhone 1, iPhone 3G, iPhone 3GS e iPhone 4, além dos anteriores;
  • Motorola Droid RAZR;
  • Samsung Galaxy S2.

Agora, outros modelos antigos poderão executar o WhatsApp, desde que os usuários façam uma atualização no sistema do aparelho. Veja quais:

  • iPhone 4S, iPhone 5, iPhone 5S, iPhone 6, iPhone 6S;
  • Samsung Galaxy Note;
  • Motorola Droid 4;
  • Sony Xperia Pro;
  • HTC Sensation, HTC Thunderbolt (4G);
  • Samsung Galaxy S3, além de modelos antecessores;
  • LG Lucid.

Transferência de dinheiro pelo WhatsApp

Neste mês de maio, o WhatsApp começou a liberar transferências de dinheiro pelo próprio aplicativo. A funcionalidade está valendo apenas para um pequeno grupo de usuários. Ela será ativada para mais pessoas com o passar do tempo e na medida em que as transferências forem sendo aperfeiçoadas. Conforme o diretor de operações do WhatsApp, Matt Idema, as transações serão devidamente protegidas.

Como? Por meio de camadas de segurança, como PIN, Facebook Pay ou biometria. Cada um dos usuários do WhatsApp terá o seu próprio PIN, que será considerado como a chave de segurança. Veja como funciona a transferência de dinheiro pelo aplicativo:

  • Abra o WhatsApp e, logo após, toque na janela do contato que receberá a transferência do dinheiro;
  • Toque no ícone que representa um clipe (o mesmo que é geralmente usado para enviar fotos ou documentos);
  • Localize e toque no ícone de transferências pelo WhatsApp;
  • Adicione os dados do seu cartão de débito, pré-pago ou combo. Até o momento, apenas serão aceitos os cartões do Itaú Unibanco, Banco do Brasil, Banco Inter, Bradesco, Mercado Pago, Woop Sicredi, Next, Nubank e Sicredi (bandeiras Visa ou Mastercard);
  • Toque na opção de adicionar a transferência de dinheiro. O contato conseguirá ver o pagamento na mesma janela de conversa.
Bruno Destéfano
Redator
Nasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem "Insurgência - Crônicas de Repressão". Atualmente, trabalha como redator web no site "Concursos no Brasil" e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Comentários

Especial Auxílio Emergencial

Veja mais »