Analista censitário / agronomia

Prepare-se com questões de Analista censitário / agronomia

01

(FGV - 2016 - IBGE - Analista/engenharia agronômica) - Os sistemas brasileiros de inspeção sanitária de produtos de origem animal são regulamentados por um conjunto de leis, decretos, resoluções, portarias e outros instrumentos legais. Essa legislação trata do funcionamento dos serviços de inspeção e fiscalização sanitária dos estabelecimentos produtores de alimentos. Esse funcionamento da inspeção pode ser compreendido em dois diferentes sistemas de inspeção, em vigência no país. Até 2006 vigorava, exclusivamente, um sistema convencional, com responsabilidades específicas nas esferas Federal, Estadual e Municipal – SIF, SIE e SIM. A partir de 2006 um novo sistema de inspeção para produtos de origem animal vem sendo implantado no Brasil, que é o Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária – Suasa. A implantação do Suasa tem por objetivo reorganizar o sistema de forma descentralizada e integrada, entre a União (o MAPA), instância central e que coordena todo o sistema, os Estados e o Distrito Federal, como instância intermediária, e os municípios, como instância local. Nesse contexto, é correto afirmar que:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q35428Ca
02

(FGV - 2017 - IBGE - Analista Censitário) - Texto 1 – ENTREVISTA COM O FÍSICO HOWARD GELLER

O Brasil passou por um período de racionamento de energia em 2001. Isso pode se repetir? O que pode ser feito para evitar um novo racionamento?

O racionamento foi resultado da política de privatização e desregulamentação que não incentivou suficientemente a construção de novas usinas. O governo também não permitiu que o setor público investisse nessa área. Não planejou nem implementou uma política para o setor. O problema principal foi esse e não tinha uma carência de energia ou da capacidade de fornecê-la, embora o volume de chuvas tenha sido pequeno nos anos anteriores.

No futuro, o desafio será adotar uma política energética que estimule o fornecimento de energia, através de eletricidade ou de combustíveis, a um custo acessível para os consumidores e as empresas, protegendo inclusive o meio ambiente. É preciso levar em conta questões econômicas e sociais. No Brasil, há pelo menos 20 milhões de pessoas que vivem em áreas rurais das regiões Norte e Nordeste, sem acesso à eletricidade. Uma boa política expandiria o fornecimento para essa população. (Ciência Hoje, maio de 2004 - adaptado)

No texto 1 há um conjunto de termos precedidos da preposição DE; o termo abaixo em que essa preposição tem emprego não exigido por um termo anterior é:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q53805Ca
03

(FGV - 2016 - IBGE - Analista/engenharia agronômica) - A propriedade física do solo de maior importância em estudos de sistemas e implantação de redes de drenagem é a permeabilidade, definida como a maior ou menor facilidade com que o solo se deixa atravessar pela água e pelos gases. Uma vez definida a condutividade hidráulica do solo, pode-se dimensionar o sistema e o esquema de implantação de uma rede de drenagem.

O esquema de drenagem recomendado quando a área a ser drenada apresenta uma depressão estreita, onde serão locados os coletores, com drenos laterais descarregando dos dois lados do coletor, em alinhamento diagonal ao coletor, é denominado:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q35423Ca
04

Clique aqui e leia o texto relacionado com a questão

(FGV - 2016 - IBGE - Analista/engenharia agronômica) - “Sem pedir licença, pegou o cartaz e com o giz escreveu outro conceito”; a oração “Sem pedir licença” pode ser adequadamente substituída pela seguinte oração desenvolvida:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q35388Ca
05

(FGV - 2017 - IBGE - Analista Censitário) - Texto 1 – ENTREVISTA COM O FÍSICO HOWARD GELLER

O Brasil passou por um período de racionamento de energia em 2001. Isso pode se repetir? O que pode ser feito para evitar um novo racionamento?

O racionamento foi resultado da política de privatização e desregulamentação que não incentivou suficientemente a construção de novas usinas. O governo também não permitiu que o setor público investisse nessa área. Não planejou nem implementou uma política para o setor. O problema principal foi esse e não tinha uma carência de energia ou da capacidade de fornecê-la, embora o volume de chuvas tenha sido pequeno nos anos anteriores.

No futuro, o desafio será adotar uma política energética que estimule o fornecimento de energia, através de eletricidade ou de combustíveis, a um custo acessível para os consumidores e as empresas, protegendo inclusive o meio ambiente. É preciso levar em conta questões econômicas e sociais. No Brasil, há pelo menos 20 milhões de pessoas que vivem em áreas rurais das regiões Norte e Nordeste, sem acesso à eletricidade. Uma boa política expandiria o fornecimento para essa população. (Ciência Hoje, maio de 2004 - adaptado)

Considerando as duas perguntas formuladas pelo entrevistador, pode-se ver que o entrevistado:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q53808Ca
06

(FGV - 2016 - IBGE - Analista/engenharia agronômica) - Sistema de Plantio Direto (SPD) é um sistema de manejo do solo em que a palha e os demais restos culturais são deixados na superfície do solo. No SPD, o revolvimento do solo não é realizado entre a colheita e o plantio do cultivo seguinte. Ou seja, as operações de preparo do solo (aragem e gradagem) são eliminadas do processo de produção, mantendo assim a palhada intacta sobre o solo antes e depois do plantio. Outro princípio do Plantio Direto é a utilização da rotação de culturas. Entretanto, o SPD ainda apresenta algumas dificuldades. Dentre as vantagens versus (VS) dificuldades do SPD, destacam-se:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q35417Ca
07

(FGV - 2016 - IBGE - Analista/engenharia agronômica) - Dos 40 funcionários de uma empresa, o mais novo tem 25 anos e o mais velho tem 37 anos. Considerando a idade de cada funcionário como um número inteiro de anos, conclui-se que:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q35394Ca
08

(FGV - 2016 - IBGE - Analista/engenharia agronômica) - Ao longo das últimas décadas o agronegócio brasileiro vem crescendo e se transformando de maneira expressiva. Entretanto, um grande desafio para a agricultura será contornar os problemas decorrentes de décadas de práticas agrícolas de monocultivo e de elevada pressão sobre o ambiente, tais como: a erosão e perda de fertilidade dos solos, assoreamento dos cursos d'água, poluição do solo e da água e emissões de gases de efeito estufa. A produção vegetal, animal e florestal implantada de forma integrada parece ser uma alternativa de mitigar esses problemas.

Dentre as diversas formas de integração, é correto afirmar que o sistema de produção:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q35420Ca
09

(FGV - 2016 - IBGE - Analista/engenharia agronômica) - No último censo agropecuário publicado, todas as categorias do item “Áreas dos estabelecimentos, segundo a sua utilização” foram definidas de forma clara para evitar diferentes interpretações.

Nesse sentido, a definição de lavouras ou culturas temporárias e permanentes, além da necessidade ou não de novo plantio após cada colheita, respectivamente, considera que:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q35399Ca
10

(FGV - 2016 - IBGE - Analista/engenharia agronômica) - De um modo geral a humanidade dispôs, ao longo do tempo, de 4 estratégias para a melhoria da performance de plantas em cultura – mudanças ambientais, mudanças genéticas, poda e fitorregulação química.

Nesse contexto, pode-se considerar que:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q35400Ca

Especial Concurso BB

Veja mais »