Fonoaudiólogo

Prepare-se com questões de Fonoaudiólogo

01

(FCPC - 2014 - Prefeitura de Quixeramobim/CE - Fonoaudiólogo) - De acordo com a fisiologia da deglutição, marque a opção verdadeira.

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
Código da questão
Q23381Ca
02

(CONSULPLAN - 2012 - Prefeitura de Barra Velha/SC - Fonoaudiólogo) - “Articular com o Ministério da Educação estratégias de inundação às mudanças curriculares nos cursos de graduação na área da saúde, em especial de medicina, enfermagem e odontologia, visando à formação de profissionais com perfil adequado à Atenção Básica.” A afirmativa anterior, de acordo com a Portaria nº 648/06, compete à(ao)

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q36638Ca
03

(IDHTEC - 2016 - Prefeitura de Ouricuri/PE - Fonoaudiólogo) - Aliteração é:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q30217Ca
04

(FGV - 2015 - Prefeitura de Cuiabá/MT - Fonoaudiólogo) - O campo sensorial é representado pelo órgão espiral (de Corti), situado sobre a lâmina basilar, destinado à transformação das ondas sonoras em impulsos nervosos. É o conjunto de membrana tectória, células de sustentação e células ciliadas.

“As células que estão dispostas em um arranjo de três fileiras ao longo das espiras cocleares, e cada célula tem de 100 a 300 esterocílios, mantendo uma disposição em forma de ‘V’ ou ‘W’, projetando-se da superfície reticular”, são denominadas células

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q48290Ca
05

(CONSULPLAN - 2012 - Prefeitura de Barra Velha/SC - Fonoaudiólogo) - De acordo com o art. 6º da Lei nº 8.080/90, no campo de atuação do Sistema Único de Saúde (SUS), NÃO está incluída a execução de ações de

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q36639Ca
06

(FGV - 2015 - Prefeitura de Cuiabá/MT - Fonoaudiólogo) - O Programa Nacional de Imunizações (PNI) é reconhecido internacionalmente e há 40 anos contribui para melhorar a saúde de todos os brasileiros. Dentre as vacinas incorporadas ao PNI, em 2014, uma em especial foi amplamente divulgada pelo Ministério da Saúde nos meios de comunicação.

Assinale a opção que indica a vacina que recebeu esse destaque.

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q48270Ca
07

(MÁXIMA AUDITORIA - 2016 - Prefeitura de Fronteira/MG - Fonoaudiólogo) - Outros desvios (não linguísticos) podem acompanhar a afasia, e o examinador deve estar atento, são eles:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
Código da questão
Q26543Ca
08

(Instituto UniFil - 2020 - Prefeitura de Sertaneja - PR - Fonoaudiólogo) - Negócio da China

Por Mentor Neto

Mais um ano, mais um vírus que vai acabar com a humanidade. Enquanto escrevo esta crônica, o Corona Vírus já contabiliza mais de 400 vítimas fatais, na China. Difícil saber se os dados são confiáveis, já que o governo chinês não preza exatamente por compartilhar informações. Apesar disso, estão fazendo o que podem. Interditaram entradas e saídas da cidade que foi o epicentro da doença. Wuhan tem mais de 11 milhões de habitantes. Um vilarejo para os padrões chineses, mas é gente que não acaba mais. Praticamente dois Rio de Janeiro de habitantes impossibilitados de transitar pelo país. Ao mesmo tempo, autoridades chinesas insistem em minimizar o problema ou culpar os Estados Unidos por difundir o medo. A falta de transparência chinesa apenas complica a situação e as consequências econômicas começam a se espalhar numa velocidade mais rápida do que uma pandemia. Azar do mundo que o Corona não surgiu no Brasil. Fosse aqui o berço dessa doença e o planeta estaria salvo. Acabaríamos com o vírus do mesmo jeito que acabamos com o Orkut. Afinal, não existe povo capaz de administrar crises melhor do que o brasileiro. Se a Natureza nos tivesse brindado com esta oportunidade, a raça humana estaria segura. De cara, já teríamos dado um apelido para a doença. “Gripe Cervejona”, por exemplo.

– Cadê o Plínio, do RH?

– Pegou a cervejona, mas amanhã ele tá aí.

E pronto.

Um belo dum apelido já desmoraliza o vírus de cara, que é para impor nosso ritmo. Claro que não seríamos capazes de fechar uma cidade inteira. Se alguém sugerisse uma maluquice dessas, metade do país diria que é coisa de fascista e que no tempo do Lula era melhor. A outra metade diria que o Corona é coisa de comunista e que temos sorte de ter o Mito para nos salvar. Divididos, permitiríamos que, em pouco tempo, o vírus se espalhasse por todo o país. Ótima notícia, pois possibilitaria que mais pesquisadores tivessem condições de estudar possíveis vacinas. Por aqui o Corona seria uma doencinha de verão, porque lidamos com doenças muito mais graves do que essa. O Bacilo da Corrupção, por exemplo. Isso sim é doença séria. Quando ataca, corrói o sujeito por dentro, apesar de não apresentar sintomas externos. Pelo contrário. Alguns doentes acabam vivendo melhor do que no tempo em que eram saudáveis. Pelo menos até serem diagnosticados. Alguns dizem que o foco inicial foi Brasília. Mas há registros de casos desde 1500. Mais grave que o Corona é, também, o Bala-Perdida Vírus. Surgiu no Rio de Janeiro e não tem cura conhecida. Mata mais do que a peste negra e é tão implacável quanto. Você está lá, saudável, assistindo o futebol na sua sala quando, sem mais nem menos, pimba! O vírus entra pela janela e já era para você. Outra doença muito comum nos últimos anos é causada pela misteriosa Bactéria da Barragem. Doença fulminante, capaz de dizimar cidades inteiras em questão de horas. Tem ainda a Epidemia do Desmatamento, o Microorganismo dos Rios Poluídos, a Metástase da Desigualdade e a mais grave de todas, que muitos chamam de a M&atil de;e de Todas as Doenças: o Germe do Voto Errado, onde o sujeito perde completamente a habilidade de escolher seus representantes. Todas doenças gravíssimas, com que aprendemos a conviver, enquanto a cura não vem. Há quem diga, inclusive, que existem remédios para esses nossos males, mas que o sistema não permite que cheguem aos doentes, por interesses econômicos. O antibiótico da Educação e a vacina do Saneamento, por exemplo. Então, não me venham com esse escarcéu por causa de um viruzinho mequetrefe desses, ora por favor.

Brasileiro que é brasileiro tira essa cervejona de letra, isso sim.

Disponível em https://istoe.com.br/negocio-da-china-2/

De acordo com o texto, é possível afirmar que

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
Código da questão
Q59786Ca
09

(INSTITUTO ÍPRO - 2016 - Prefeitura de São Miguel do Guaporé/RO - Fonoaudiólogo) - Assinale a alternativa que corresponde a uma das características da distaria espástica.

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q36647Ca
10

(FGV - 2015 - Prefeitura de Cuiabá/MT - Fonoaudiólogo) - Com relação às abordagens e aos métodos de terapia fonoaudiológica da criança surda, assinale V para afirmativa verdadeira e F para falsa.

( ) A escolha da proposta oral significa que, se determinadas condições terapêuticas e educacionais forem trabalhadas, o bebê ou a criança tem potencial para adquirir essa linguagem.

( ) Na filosofia bilíngue, o fonoaudiólogo deverá expor para os familiares a importância da aquisição da língua de sinais pela criança surda.

( ) O bilinguismo, que pressupõe, além da aquisição de duas línguas, uma mudança filosófica, política, cultural, social e educacional, proporcionou um grande avanço na educação dos surdos.

As afirmativas são, respectivamente,

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q48302Ca

Especial Concurso BB

Veja mais »