Museólogo

Prepare-se com questões de Museólogo

01

(UFMA/NEC - 2012 - UFMA - Museólogo) - Com relação ao manual de preenchimento da planilha de inventário, objetos devem ser descritos:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q24402Ca
02

(COPESE/UFJF - 2009 - UFJF - Museólogo) - Marcos do movimento da Nova Museologia, Cartas de Santiago, Quebec e Caracas, a partir desta última, de 1992, o museu passou a ser afirmado como canal de comunicação, tendência já incorporada pela Museologia brasileira: “Ao lado de seu evidente compromisso com a preservação, o museu deve ser pensado e realizado como um canal de comunicação, capaz de transformar o objeto testemunho em objeto diálogo, permitindo a comunicação do que é preservado. Às antigas responsabilidades de coletar, estudar, guardar o patrimônio, outras exigências se impuseram”.

Dentre as opções seguintes, aponte aquela que melhor traduz iniciativas que visem a transformar os museus em “canal de comunicação”, nos termos anteriormente citados.

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q24390Ca
03

(UNIUV - 2015 - Prefeitura de Jaguariaíva/PR - Museólogo) - Não está relacionado à atual política nacional de museus:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q14647Ca
04

(FUNRIO - 2015 - UFRB - Museólogo) - Com relação a deveres fundamentais do servidor público, nos termos do Decreto nº 1171/94, preconiza-se

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q27548Ca
05

(UNIUV - 2015 - Prefeitura de Jaguariaíva/PR - Museólogo) - O conceito de Ecomuseu definido por Hugues de Varine se apoia sobre o tripé:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q14651Ca
06

(COPESE/UFJF - 2009 - UFJF - Museólogo) - A Organização das Nações Unidas para Educação, a Ciência e a Cultura tem como sigla:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q24374Ca
07

(FUNRIO - 2015 - UFRB - Museólogo) - Podem ser beneficiários de pensão temporária, nos termos da Lei nº 8112/90,

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q27542Ca
08

(FUNRIO - 2015 - UFRB - Museólogo) - Instaurado processo de sindicância, através de portaria, devidamente publicada, entendeu a Comissão Processante, tendo sido respeitado os princípios constitucionais do devido processo legal e ampla defesa, pela aplicação da penalidade de suspensão de 45 dias. Ao apreciar a proposta da Comissão Processante, nos termos da Lei nº 8112/90, pode-se afirmar o seguinte:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q27541Ca
09

(FUNRIO - 2015 - UFRB - Museólogo) - Com relação à eleição do Presidente e do Vice-Presidente da República, nos termos da Constituição Federal, é correto afirmar que

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q27534Ca
10

(FUNRIO - 2015 - UFRB - Museólogo) - Com relação ao Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal, nos termos do Decreto nº 1171/94, é correto afirmar.

I- A dignidade, o decoro, o zelo, a eficácia e a consciência dos princípios morais são primados maiores que devem nortear o servidor público, seja no exercício do cargo ou função, ou fora dele, já que refletirá o exercício da vocação do próprio poder estatal. Seus atos, comportamentos e atitudes serão direcionados para a preservação da honra e da tradição dos serviços públicos;

II - A moralidade da Administração Pública não se limita à distinção entre o bem e o mal, devendo ser acrescida da idéia de que o fim é sempre o bem comum. O equilíbrio entre a legalidade e a finalidade, na conduta do servidor público, é que poderá consolidar a moralidade do ato administrativo;

III- A remuneração do servidor público é custeada pelos tributos pagos direta ou indiretamente por todos, até por ele próprio, e por isso se exige, como contrapartida, que a moralidade administrativa se integre no Direito, como elemento indissociável de sua aplicação e de sua finalidade, erigindo-se, como conseqüência, em fator de legalidade;

IV - O trabalho desenvolvido pelo servidor público perante a comunidade não deve ser entendido como acréscimo ao seu próprio bem-estar;

V - A função pública deve ser tida como exercício profissional e, portanto, não se integra na vida particular de cada servidor público. Assim, os fatos e atos verificados na conduta do dia-a-dia em sua vida privada não poderão acrescer ou diminuir o seu bom conceito na vida funcional.

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q27547Ca

Especial IBGE

Veja mais »