Português

Prepare-se com questões de Português

01

(OBJETIVA - 2012 - EPTC - Agente de Serviços Gerais) - Quanto à predicação, há um verbo significativo na frase:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
Código da questão
Q57510Ca
02

(MPE-GO - 2019 - MPE-GO - Secretário Auxiliar) - Assinale a alternativa em que a frase foi redigida DE ACORDO com as normas técnicas de pontuação:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q56536Ca
03
Assinale a alternativa que completa correta e respectivamente as lacunas:

I. ________ o que sentes!
II. ________ as suas coisas.
  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
Código da questão
Q1137Ca
04

(CESPE - 2012 - Polícia Federal - Papiloscopista Policial Federal ) - Romance LXXXI ou Dos Ilustres Assassinos

1 Ó grandes oportunistas,
sobre o papel debruçados,
que calculais mundo e vida
4 em contos, doblas, cruzados,
que traçais vastas rubricas
e sinais entrelaçados,
7 com altas penas esguias
embebidas em pecados!


Ó personagens solenes
10 que arrastais os apelidos
como pavões auriverdes
seus rutilantes vestidos,
13 — todo esse poder que tendes
confunde os vossos sentidos:
a glória, que amais, é desses
16 que por vós são perseguidos.


Levantai-vos dessas mesas,
saí de vossas molduras,
19 vede que masmorras negras,
que fortalezas seguras,
que duro peso de algemas,
22 que profundas sepulturas
nascidas de vossas penas,
de vossas assinaturas!


25 Considerai no mistério
dos humanos desatinos,
e no polo sempre incerto
28 dos homens e dos destinos!
Por sentenças, por decretos,
pareceríeis divinos:
31 e hoje sois, no tempo eterno,
como ilustres assassinos.


Ó soberbos titulares,
34 tão desdenhosos e altivos!
Por fictícia autoridade,
vãs razões, falsos motivos,
37 inutilmente matastes:

— vossos mortos são mais vivos;
e, sobre vós, de longe, abrem
40 grandes olhos pensativos.

Cecília Meireles. Romanceiro da Inconfidência. Rio
de Janeiro: Nova Fronteira, 1989, p. 267-8

Com base no poema acima, julgue os itens subsequentes.

No poema, que apresenta uma denúncia de atos de abuso de poder, foram utilizados os seguintes recursos que permitem que a poeta se dirija diretamente a um interlocutor: emprego de vocativo nos versos 1, 9 e 33 e de verbos na segunda pessoa do plural, todos no imperativo afirmativo.

  1. a
  2. b
Código da questão
Q60577Ca
05

(COMVEST UFAM - 2016 - UFAM - Assistente de Laboratório ) - A formação da cultura na Amazônia tem estado intimamente ligada à colonização e à economia.

O primeiro esforço de disciplinar as atividades regionais devemos aos missionários, que intentaram o aldeamento dos gentios e sua incorporação à civilização do tipo europeu; e aos reinóis, que se fixaram nestas paragens, em busca de aventuras ou no desempenho de funções administrativas. A rebeldia dos indígenas, a rarefação populacional, a extensão imensa da terra, a luta contra os invasores nas suas tentativas sortidas, o desenvolvimento econômico precário – tudo isso contribuiu para que nada ou quase nada resultasse em favor da cultura, nesses primeiros tempos, sobretudo porque pretenderam os brancos fazer que os pelestostadas ascendessem, de um salto, do totemismo ao monoteísmo, da barbárie ao cristianismo, do nomadismo à atividade sedentária, da colheita aleatória dos bens da terra e da água à cultura sistemática. O fato, tal qual aconteceu nos longes de 1600 a 1700, se repete hoje, historicamente, no pouco rendimento cultural do trabalho da catequese.

Só mesmo o surto da borracha, atraindo massas humanas para o desertão da Hileia Brasileira, permitiu, sob bases econômicas favoráveis, a criação de uma sociedade em que a cultura, na sua extensa gama de valores, pôde tomar corpo e ser aferida pelos padrões comuns.

(Do livro “Amazônia: Cultura e Sociedade”, de Djalma Batista, p. 68-69)

Leia as seguintes afirmativas feitas sobre o texto:

I. Os colonizadores desenvolveram dois tipos de atividade na região: um a serviço da Coroa Portuguesa, outro nas atividades burocráticas.

II. O termo “pôde”, no último parágrafo do texto, não deveria estar acentuado, pois a Reforma Ortográfica eliminou mais esse acento diferencial.

III. O autor não deprecia a ação dos padres, que, dentre outras coisas, tentaram civilizar os índios, elevando seu padrão de vida a níveis aceitáveis.

IV. A região amazônica não possuía, no primeiro século da efetiva presença dos portugueses, uma expressiva densidade demográfica.

Assinale a alternativa correta:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q58094Ca
06

(FUMARC - 2018 - Auxiliar de Administração) - 

Twitter e Facebook viciam mais do que álcool e cigarro, diz estudo

Se você é daqueles que não desgruda das redes sociais, cuidado: pode estar viciado. De acordo com uma pesquisa feita na Universidade de Chicago sobre autocontrole e desejo, é mais difícil resistir ao Twitter e Facebook do que ao cigarro e álcool.

Pesquisadores deram smartphones para 205 adultos e pediram para que eles usassem seus aparelhos, especialmente as redes sociais, sete vezes por dia durante algumas semanas. Quando os voluntários foram recrutados responderam questionários sobre vícios e desejos e, ao final do processo, participaram de uma nova sondagem sobre o mesmo assunto.

Nos questionários iniciais, os desejos mais relatados pelos participantes foram sono e sexo. Inesperadamente, álcool e cigarro não estavam no topo da lista, como se suspeitava inicialmente. Já no questionário respondido ao final do estudo, os pesquisadores notaram que, uma vez estimulado a manterem contato constante com a internet, os voluntários haviam adquirido um novo vício: o de navegar na web.

A maioria dos participantes tinha dificuldade de parar de verificar suas redes sociais, mesmo quando eles não tinham tempo ou estavam compromissados com outros assuntos. Outro vício que pode ser notado foi o trabalho. Muitos participantes aproveitavam para usar seus smartphones como uma extensão do trabalho, mesmo quando estavam em suas horas de lazer.

Diante desse quadro, os pesquisadores puderam verificar que se envolver com redes sociais tornou-se uma atividade tão inerentemente atraente que ela pode acabar deslocando o indivíduo de todas as outras atividades.

Para os pesquisadores, o vício é uma questão de desequilíbrio entre o desejo pessoal de se engajar no comportamento viciante e o desejo conflitante, de evitar as consequências negativas de tal comportamento. Como no uso de redes sociais, os aspectos negativos não estão aparentes, o potencial de vício dessas ferramentas é muito maior do que drogas como cigarro e álcool.

Disponível em: http://revistagalileu.globo.com/Revista/Common/0,,EMI293747- 17770,00TWITTER+E+FACEBOOK+VICIAM+MAIS+DO+QUE+ALCOOL+E+CIGARRO+DIZ+ESTUDO.html Acesso em: 26 fev.2018

O propósito do texto é

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
Código da questão
Q56728Ca
07

(INAZ do Pará - 2017 - Prefeitura de Rolim de Moura - RO - Agente Comunitário de Saúde) - No trecho da música abaixo, do grupo Cidade Negra, o vocábulo “Aonde” é usado várias vezes. Considerando as regras da norma culta para o emprego da palavra, assinale a opção correta:

Você vai chegar em casa

Eu quero abrir a porta

Aonde você mora

Aonde você foi morar

Aonde foi

Não quero estar de fora

Aonde esta você

(Trecho de “Onde você mora?”, Cidade Negra)

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q55393Ca
08

( MPE-GO - 2017 - MPE-GO - Secretário Auxiliar ) - Em setembro, Lúcia e Mauro vão conhecer a fazenda de seus primos. Pretendem visitar diversas cachoeiras e trilhas. Para a viagem, eles não poderão esquecer de levar: blusas, repelentes, lanternas, colchonetes e escovas de dentes.

Nesta frase, os dois pontos foram utilizados para anunciar:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q56853Ca
09

 (CETAP - 2019 - Prefeitura de Maracanã) - Assinale a alternativa em que não ocorre uma paroxítona terminada em ditongo:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
Código da questão
Q56574Ca
10

(CRF-TO - 2015 - CRF-TO - Serviços Gerais) - Leia o texto abaixo e responda a questão, indicando a alternativa CORRETA.:

O que é um herói?

Um homem corajoso? Um campeão na luta? Um sujeito inteligente? Ou aquele jovem intrépido que vive salvando mocinhas indefesas de vilões, igualmente fortes, corajosos e espertos?

Na Idade Média, quando os homens lutavam com arcos e flechas, lanças e espadas, surgiram os cavaleiros.

E, com eles, um código de honra que se chamava “código da cavalaria”. Naqueles tempos do passado, o herói era o cavaleiro que seguia esse código. E segundo as leis da cavalaria, ele deveria ser justo, leal, obedecer ao rei, defender os injustiçados e ...proteger donzelas em perigo.

(Heróis e Guerreiros; PIETRO, Heloísa)

O texto acima refere-se a um:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
Código da questão
Q57670Ca

Especial IBGE

Veja mais »