Português

Prepare-se com questões de Português

01

(VUNESP - 2014 - MPE-SP - Auxiliar de Promotoria) - 

Leia o texto para responder a questão.

Este ano marca o 20.º aniversário do genocídio em Ruanda.
Em exatos cem dias, de abril a julho de 1994, entre 800 mil e
um milhão de ruandeses, predominantemente da etnia tutsi,
foram massacrados, quando um governo extremista liderado por
outra etnia, a hutu, lançou um plano nacional para basicamente
exterminar a minoria tutsi e qualquer outra que fizesse oposição
a suas políticas, até mesmo hutus moderados. Foi um cenário
infernal no qual assassinatos brutais – inclusive de crianças e
bebês – eram realizados por pessoas que poucos dias antes eram
vizinhas, colegas ou mesmo amigas
O genocídio só chegou ao final quando a Frente Patriótica
de Ruanda (RPF, na sigla em inglês), movimento tutsi liderado
por Paul Kagame, saiu da vizinha Uganda e derrubou o governo
hutu. Kagame tornou-se presidente em abril de 2000 e continua
sendo até hoje.
As coisas mudaram muito em Ruanda desde então, e para
melhor. Foi a partir de 2006 que a evolução do país passou a
mostrar dados impressionantes: mais de um milhão de ruandeses
saíram da pobreza; o acesso à saúde e à educação está em
expansão; um boom imobiliário transformou a capital Kigali; e
pelo menos dois terços da população do país estão abaixo dos 25
anos, tornando o potencial para a força de trabalho de Ruanda
extremamente promissor..
Apesar disso, o austero e exigente Kagame reconhece que
do vírus do ódio, da raiva e do desejo de vingança não é fácil de
se livrar.

(http://revistasamuel.uol.com.br, 28.03.2014. Adaptado)
Em relação à classificação dos numerais, os fracionários indicam a parte de um inteiro, como se comprova com a expressão:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q55216Ca
02

( FEPESE - 2019 - Prefeitura de Fraiburgo - SC - Agente Comunitário de Saúde) - Texto 1

É sabido que o oeste catarinense e o sudoeste do Paraná começaram a ser ocupados, no início do século XIX, através da pecuária, em suas regiões de campo, pela criação extensiva em grandes propriedades. O resultante desse processo foi a rarefação da população em grandes espaços. Somente a partir de meados do século passado é que as áreas de florestas, que antes tinham permanecido praticamente intactas, passaram a ser ocupadas através do excedente populacional dos campos de criação de gado ou dos imigrantes provindos de outras partes do território nacional. Esse processo acabou constituindo a população cabocla com uma cultura e um modus vivendi próprios, e com a qual os imigrantes rio-grandenses iriam se defrontar.

As migrações visavam a ocupar o “espaço vazio” do oeste catarinense, dentro do projeto capitalista do governo, já que essa região era vista como perigosa e inóspita, um verdadeiro deserto a ser povoado para nele se produzir. As companhias colonizadoras, então, começaram a fazer investimentos e vender as glebas das áreas de florestas.

Nesse ínterim, entre os descendentes de imigrantes italianos do Rio Grande do Sul (Serra Gaúcha e regiões circunvizinhas), estava ocorrendo um fato conjuntural que veio ao encontro do interesse pela colonização do oeste catarinense. A estrutura fundiária das regiões de imigração rio-grandenses era baseada em pequenos lotes de terra. Essas pequenas propriedades não podiam mais ser desmembradas porque tornar-se- -iam inviáveis economicamente. Daí o deserdamento sistemático e necessário, forçando os colonos e seus descendentes a novas migrações para novas colônias, onde se reproduziu o modelo fundiário anterior.

ZAMBIASI, José Luiz. Lembranças de velhos. Chapecó: Universitária Grifos, 2000, p. 28-29. [Fragmento adaptado].
Assinale a alternativa correta em relação ao texto 1.

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q55320Ca
03

( FCC - 2018 - IAPEN-AP - Agente Penitenciário) - A solidão é distinta do simples fato de se estar sem uma pessoa por perto; da mesma forma, estar acompanhado não é a garantia de eliminá-la. Nos grandes centros urbanos, estamos cercados por milhões de pessoas. Seria aceitável pensar que os solitários eram as antigas pessoas do campo, separadas por quilômetros de um aglomerado.

Podemos dizer o contrário hoje: nas grandes cidades, o mal da solidão é ainda mais devastador. Concentração demográfica, sim, porém com esvaziamento de laços pessoais e significativos. Grandes condomínios que acumulam histórias paralelas que nunca se encontram. Vizinhos que trocam cumprimentos formais nas áreas comuns, mas sabem que não podem contar com ninguém. Pessoas que não criam vínculos afetivos que tornem a existência mais interessante.

A solidão sempre deixa um gosto melancólico sobre a experiência da vida. Não estamos falando da doença chamada depressão, em que uma pessoa, contra a vontade, vai perdendo vínculos com o mundo. Estamos falando de algo que não é uma doença psíquica. A solidão é um problema contemporâneo. Isolamento social não é apenas uma situação atípica: transformou-se em verdadeira epidemia.

(Adaptado de: KARNAL, Leandro. O dilema do porco-espinho. São Paulo: Planeta do Brasil, 2018, edição digital.)

Seria aceitável pensar que os solitários eram as antigas pessoas do campo... (1° parágrafo)

Na frase acima, identifica-se

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q55091Ca
04

 (CETAP - 2019 - Prefeitura de Maracanã) - PERSISTÊNCIA

Máxima latina antiga, sábia, “a gota escava a pedra". Se há algo absolutamente frágil rente a uma rocha é uma gota d’água. Não é à toa que circula o ditado 'água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”. A persistência pode estar no campo positivo, isto é, a capacidade de ir adiante, de não desistir, mas também, no negativo: persistir em algo que está equivocado, persistirem algo que seja um desvio de rota.

A noção de persistência, quando colocada gota a gota, traz uma indicação muito séria da forma como a paciência deve entrar na persistência. Paciência não é lerdeza. E a capacidade de admitir a maturação e dar o tempo necessário aos nossos processos de conceber, de fazer, seja na nossa carreira, seja no nosso trabalho, seja na família, seja no atingimento de algum objetivo,

A máxima latina “a gota escava a pedra" é uma orientação da natureza para mostrar o valor da persistência quando ela é positiva, é capaz de ajudar a chegar ao lugar a que se deseja passo a passo.

Não de maneira lerda, não de maneira demorada, mas não desistindo, ou seja, não deixar de lado aquilo que necessita de fôlego, no estudo, na organização da vida, na certeza daquilo que se precisa conseguir.

(CORTELLA, Mário Sérgio. Pensar bem nos faz bem! Vozes p.99)

Utilize o Fragmento a seguir para responder a questão: "água mole em pedra dura, tanto bate até que fura".

Ao dar características animadas a seres inanimados, foi usado(a):

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
Código da questão
Q56569Ca
05

Acho a maior graça. Tomate previne isso, cebola previne aquilo, chocolate faz bem, chocolate faz mal, um cálice diário de vinho não tem problema, qualquer gole de álcool é nocivo, tome água em abundância, mas não exagere...

Qual a opção em que as palavras possuem o mesmo número de sílabas?

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q952Ca
06

Clique aqui e leia o texto relacionado com a questão

A concordância verbal e nominal está inteiramente correta na frase:
  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q1148Ca
07

(IBFC - 2018 - CBM-SE - Soldado do Corpo de Bombeiro) - 

Texto I

Após a guerra

(Lima Barreto)

Decididamente, os homens não tomam juízo e mesmo a Morte, que deve ser a soberana de todos nós, é impotente para nos pôr na cachola um pouco de bom senso elementar.

Há um ano que as hostilidades entre povos de diversos feitios e estágios de civilização foram suspensas, após uma carnificina nunca vista nos anais da história escrita.

As mais cruéis campanhas da antiguidade, com os seus massacres subsequentes, nada são comparadas com essa guerra que se desdobrou por todo o antigo continente.

Cidades, aldeias, monumentos insubstituíveis do passado foram destruídos, sem dó nem piedade, à bala de canhões descomunais e pelo fogo implacável.

Aquela região da Europa que, depois da Itália, é das mais interessantes sob o ponto de vista artístico, além de outros, foi calcada aos pés pelos exércitos alemães, arrasada, queimada. Quero falar da Flandres, tanto a belga como a francesa.

O espetáculo após a guerra é de uma tristeza sem limites. Não é daquela grandiosa tristeza do Oceano que nos leva a grandes pensamentos; é o de uma tristeza que nos arrasta a pensar na imensa maldade da espécie humana.

Não se sente isso só no que se vê ou se tem notícia por aqueles que viram; mas também na fome, na miséria que lavra nas populações dos países vencidos e vencedores.

Coisas mais invisíveis ainda enchem-nos dessa tristeza inqualificável que nos faz maldizer a espécie humana, a sua inteligência, a sua capacidade de aproveitar as forças naturais, de aprender um pouco do mistério das coisas, para fazer tanto mal.

Os nascimentos, se não diminuíram aqui e ali, a mortalidade infantil aumentou e as crianças defeituosas ou sem peso normal surgiram à luz em número maior que nos transatos anos de paz.

A atividade intelectual toda ela se orientou para os malefícios da guerra; e foi um nunca acabar de inventar engenhos mortíferos ou aumentar o poder dos já existentes. Os químicos, os maiores, trataram de combinar nos seus laboratórios corpos de modo a obter gases que fossem portadores da morte e misturas incendiárias que o mesmo fizessem. [...]

Na oração “Há um ano” (2°§), nota-se que a flexão de número e pessoa do verbo que a constitui deve-se:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
Código da questão
Q54990Ca
08

(EDUCA - 2019 - Prefeitura de Várzea - PB - Auxiliar de Serviços Gerais) - Considere o uso adequado das palavras mal/mau:

I. _____ pude esperar por você. II. Ele tem um _____ caráter. III. Estávamos ____ intencionados quando saímos. IV. ______ chegamos e você nos recebeu muito ______. V. Fumar é bastante _____ para a saúde.
Complete as colunas e assinale a sequência CORRETA:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q55685Ca
09

(MPE-GO - 2019 - MPE-GO - Secretário Auxiliar) - Assinale a alternativa em que todas as palavras estão acentuadas CORRETAMENTE:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q56532Ca
10

(OBJETIVA - 2015 - Venâncio Aires - RS - Agente Comunitário de Saúde) - Os adolescentes e o sono

Como todos sabemos, os adolescentes, quando podem, dormem mais horas por dia do que as crianças e os adultos. Têm não só o costume de ir dormir mais tarde do que seus irmãos mais jovens ou mais velhos, mas também de acordar muito mais tarde no dia seguinte. Gostam de ter, no mínimo, suas boas nove horas de sono; se os deixam, até mais. Como diria qualquer adolescente, isso não é assim devido a um hábito ou a uma atitude contestadora; deve-se a que “o corpo lhes pede isso”, e o corpo é o interlocutor a quem todos nós, jovens ou velhos, mais obedecemos. Quando não podemos satisfazer nossas necessidades mais primárias, ocorrem problemas em todas as áreas.

De noite, na hora de dormir, o cérebro manda o lobo intermédio da hipófise produzir melatonina, que é o hormônio que induz o sono. Nosso ciclo sono/vigília (dormir/despertar) é regulado diariamente pela produção de melatonina no início da noite e de cortisol no início da manhã. Do ciclo melatonina/cortisol, repetido diariamente, dependem outros, como os envolvidos na _______ de todos os demais hormônios do organismo, incluindo a adrenalina, que nos mantém ativos quando acordados, mantém os hormônios sexuais e outros.

Na verdade, os hormônios do organismo estão interligados, e o atraso na produção de um deles causa um descompasso em todos os outros, assim como as funções do organismo que esses hormônios regulam, entre elas a formação das memórias, ou seja, os aprendizados da escola e da vida diária.

Resguardar o sono dos adolescentes é importante para que depois, na vida adulta, eles possam ter mais conhecimentos úteis para o seu desempenho geral e permanecer longe de sintomas depressivos.

http://www.grupoa.com.br/revista-patio/... - adaptado

Acerca do texto, marcar C para as afirmativas Certas, E para as Erradas e, após, assinalar a alternativa que apresenta a sequência CORRETA ( ) A formação das memórias, ou seja, dos aprendizados da escola e da vida diária, só é possível com a produção de adrenalina, que nos mantém ativos quando acordados. ( ) O resguardo do sono dos adolescentes ajuda a evitar sintomas de depressão e ter melhor desempenho geral na vida adulta.

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
Código da questão
Q56019Ca