Português – Nível Fundamental

Prepare-se com questões de Português

01

(FUNDEP - 2014 - COPANOR - Agente de Saneamento) - Leia com atenção a frase.

“A água de nosso corpo é permanentemente eliminada e precisa ser continuamente reposta.”

Assinale a alternativa que apresenta CORRETAMENTE o significado dessa frase.

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
Código da questão
Q57373Ca
02

(ACAPLAM - 2014 - Prefeitura de Macau - RN - Merendeira) - A questão refere-se ao texto seguinte:

Matar para proteger

Caçar animais e derrubar árvores pode ajudar a preservar a natureza? Na opinião de muita gente, sim. A exploração sustentável – um nome pomposo que significa não retirar do ambiente mais do que ele pode repor naturalmente – ganha cada vez mais espaço como estratégia para acomodar os interesses conflitantes de quem tira da natureza o sustento próprio e de quem quer ver as paisagens intocadas. A caça controlada, dizem alguns pesquisadores, pode evitar a superpopulação de espécies, além de gerar receita. Isso vem sendo feito com sucesso, no Rio Grande do Sul, o único Estado brasileiro onde a caça é legal. Todos os anos, a Fundação Zoobotânica indica quais as espécies disponíveis para a caça, em que quantidades e em que regiões. A novidade, agora, é que algumas espécies símbolo da preservação, como a onça-pintada e o jacaré, estão na mira do “uso sustentável”.

Na Amazônia, o desafio é controlar a extração de madeira, uma ameaça à floresta. Proibi-la preservaria a região, mas tiraria o sustento de famílias que trabalham nas madeireiras. A saída é o manejo sustentável, ou seja, um corte selecionado e controlado.

Fernanda Campanelli Massaroto

http://super.abril.com.br/ecologia/matar-proteger- 460891.shtml

Acessado em: 13/01/2011

A resposta à primeira pergunta do texto é positiva, somente se:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q57708Ca
03

(IF-TO - 2016 - IF-TO - Assistente de Laboratório) - 

FUTEBOL E POLÍTICA

Alguns amigos se juntaram e resolveram fazer algo pela pequena cidade do interior em que moravam. Pensaram que seria possível colocar um pouco de razão nessa coisa tão movida a paixões que é a política. Nada partidário. Não levantaram bandeiras. Não defenderam candidatos. Não gritaram slogans. Propuseram aos dois candidatos a prefeito que respondessem a uma série de perguntas sobre os seus planos, as mesmas perguntas para os dois. As perguntas foram feitas por escrito e eles tiveram dez dias para escrever suas respostas. As perguntas e as respostas, com a concordância de ambos, foram transformadas num tabloide e distribuídas pela população. Num dia previamente marcado, os dois candidatos deveriam ler as suas respostas e assiná-las, como um documento público.

Assim aconteceu. Os dois candidatos compareceram ao local designado junto com seus partidários que se assentaram em dois blocos de cadeiras separadas. Mas o que sucedeu nada teve de racional. Era mais como o confronto entre torcidas de dois times de futebol, cada torcida odiando a outra. Vaias, gritos, apupos, xingamentos. Ninguém estava interessado em ouvir e compreender o outro. O clima foi ficando tenso e havia a possibilidade de que, terminado o evento, houvesse um confronto físico entre os dois grupos, tal como frequentemente acontece com torcidas de futebol.

Ao final, a palavra foi aberta aos presentes. Uma amiga, uma mansa mulher, se levantou trêmula e disse algo mais ou menos assim: “Eu e meu marido nos mudamos para cá por opção. Cansados da brutalidade de São Paulo, escolhemos esta cidade porque ela nos pareceu habitada por pessoas cordiais e pacíficas. Mas agora estou triste. Perdemos nossas ilusões...”. Disseram alguns participantes que foi essa fala mansa que envergonhou as torcidas já preparadas para a briga.

Que pena que aconteça assim! Usando a metáfora do futebol: as eleições não são um confronto entre dois times que se odeiam. Não há dois times. O time é um só. Todos jogamos nele. Nosso time é a cidade. O que acontecer na cidade acontecerá a todos nós. O que acontece nas eleições é a escolha do técnico do time no qual todos nós jogamos. Dizem as Sagradas Escrituras que uma cidade dividida contra si mesma não pode sobreviver.

Será esse o nosso destino, viver batalhas de ódio que só produzem divisões? As pessoas, por terem ideias diferentes, têm de se tornar inimigas? Alguns acham que sim. Elas se tornam inimigas daqueles que têm ideias diferentes das suas. Eu mesmo ganhei muitos inimigos... Isso acontece porque há aqueles que se julgam possuidores da verdade. Mas ninguém é dono da verdade. Por isso existe a democracia: porque ninguém tem a verdade. Só temos opiniões precárias. Quem se julga dono da verdade tem de ser intolerante.

ALVES, Rubem. Ostra feliz não faz pérola. 2. ed. São Paulo: Planeta, 2014.

“Usando a metáfora do futebol: as eleições não são um confronto entre dois times que se odeiam”. Com essa expressão, pode-se afirmar.

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q57849Ca
04

(Instituto Ludus - 2012 - APPM/PI) A opção em que o plural das palavras está INCORRETO:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q1608Ca
05

(Máxima - 2016 - Agente de Combate a Endemias) - Assinale a alternativa em que o “que” é uma conjunção integrante.

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
Código da questão
Q57595Ca
06
Acho a maior graça. Tomate previne isso, cebola previne
aquilo, chocolate faz bem, chocolate faz mal, um cálice diário de vinho não tem problema, qualquer gole de álcool é nocivo, tome água em abundância, mas não exagere...

Qual palavra não é do gênero masculino?
  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q953Ca
07

(MPE-GO - 2019 - MPE-GO - Secretário Auxiliar) - Assinale a alternativa em que as normas de concordância verbal NÃO foram observadas:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q56547Ca
08

(FACET - 2016 - Prefeitura de Santa Rita/PB - Merendeira) - As palavras relógio e ataúde, respectivamente, apresentam os seguintes encontros vocálicos:

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q47164Ca
09

(ZAMBINI - 2016 - MPE-SP - Auxiliar de Promotoria) - Os adjetivos referentes aos planetas Júpiter, Marte e Saturno são

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
Código da questão
Q57153Ca
10

(IF-SP - 2012 - IF-SP - Auxiliar de Biblioteca) - Assinale a alternativa correta quanto à formação do plural.

  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e
Código da questão
Q58005Ca

Especial Concurso BB

Veja mais »