Expandir Menu PrincipalPesquisarPor Estado

Fundatec divulga data, hora e local dos concursos do IGP - RS

Instituto-Geral de Perícias, Rio Grande do Sul, oferece 106 novas vagas de nível técnico e superior. O salário é de até R$ 9.556,78.

Publicado em Comunicar erro

A FUNDATEC informa, por meio de sua assessoria, que realizará no dia 9 de julho de 2017 as provas teórico-objetivas dos concursos do Instituto-Geral de Perícias do Rio Grande do Sul – IGP/RS.

Foram homologados 7.107 candidatos, para o cargo de Perito Criminal e 11.264 candidatos, para os cargos de Técnico em Perícias e Perito Médico-Legista.

As provas ocorrerão nos turnos da manhã (8h) e da tarde (16h), no município de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Os participantes terão cinco horas para a resolução da prova teórico-objetiva e preenchimento da grade de respostas.

Para saber o endereço do local de prova, assim como o número da sala, é preciso consultar o site concursos.fundatec.org.br, através do link “Consulta de Data, Hora e Locais de Realização da Prova". 

É importante que o candidato compareça ao local designado com antecedência mínima de uma hora, munido, obrigatoriamente, de documento de identidade em perfeitas condições de uso, inviolado e com foto que permita seu reconhecimento; caneta tipo esferográfica de material transparente, de tinta azul ou preta com ponta grossa.

Mais informações podem ser obtidas no edital do concurso e pelo link contato.fundatec.org.br ou pelo telefone (51) 3320-1043, para capital e DDD 51 e 0800 035 2000, para interior e outros estados.

***

O Instituto-Geral de Perícias – IGP, no Rio Grande do Sul, anunciou os editais n° 01 e 02/2017 de concursos públicos destinados ao preenchimento de cargos efetivos e cadastro de reserva. O salário é de até R$ 9.556,78, em regime de trabalho de 40 horas semanais.

Vagas

Edital n° 01/2017 – 35 vagas para Perito Criminal, nas áreas de Computação Forense, Engenharia Civil, Engenharia Mecânica, Engenharia Elétrica, Engenharia Química, Biomedicina/Farmácia/Biologia e Psicologia.

Edital n° 02/2017 – 71 vagas distribuídas entre os cargos de Técnico em Perícias, para candidatos que possuam nível médio e ensino técnico em Radiologia, e Perito Médico Legista, para graduados em Medicina, com especialização em Patologia e Psiquiatria.

Apostilas IGP/RSPERITO CRIMINAL (COMUM A TODAS AS ÁREAS) - PERITO MÉDICO-LEGISTA (COMUM A TODOS) - PSIQ. E PAT. FORENSE - PERITO MÉDICO-LEGISTATÉCNICO EM PERÍCIAS

Inscrições e provas

As inscrições serão realizas no período de 20 de abril a 11 de maio de 2017, no site da organizadora FUNDATEC (http://www.fundatec.org.br/). A taxa de inscrição varia de R$ 75,06 a R$ 182,41, de acordo o cargo pleiteado.

O candidato será selecionado por meio da aplicação de prova teórico-objetiva, avaliação psicológica, sindicância de vida pregressa e investigação social e funcional. A prova teórico-objetiva será composta de 80 questões e está prevista para ser aplicada no dia 9 de julho a 2017, na cidade de Porto Alegre ou em outra cidade da região metropolitana.

A validade do concurso será de dois anos, contado da publicação da homologação definitiva do resultado final, prorrogável uma vez, por igual período, a critério do IGP-RS.

Edital e eventuais retificações: http://fundatec.org.br/portal/concursos/

***

Dicas de Português para provas IGP/RS

Concordância Verbal

O verbo deve ser flexionado ("modificado") concordando com a pessoa do sujeito (eu, tu, ele/ela, nós, vós/vocês, eles/elas) e o número (singular ou plural):

  • Sujeito simples: o verbo concorda com o sujeito em número e pessoa, estando o sujeito antes ou depois do verbo. Ex: Foram embora, do nada, os meninos ("foram" concorda com "os meninos"). 
  • Sujeito composto: o verbo flexiona para o plural. Ex: Joana e Carlos insistiram em vir (Joana e Carlos são duas pessoas, e não pode-se usar "insistiu", mas sim "insistiram").
  • Sujeito composto de diferentes pessoas: O verbo vai para o plural na pessoa que prevalecer. Ex: Atiramos a pedra você e eu ("atiramos" concorda com "você e eu").
  • Sujeito constituído de pronomes de tratamento: verbo flexiona na 3ª. Ex: Vossa Excelência necessita de algo?
  • Sujeito constituído pelo pronome relativo QUE: verbo concordará em número e pessoa com o antecedente. Ex: Somos nós que precisamos de você.
  • Núcleos do sujeito ligados por OU: O verbo ficará no singular sempre que houver ideia de exclusão. Ex: Rosa ou azul será a cor do quarto.
  • Verbo com o pronome apassivador SE: O verbo concorda com o sujeito. Ex: Analisou-se o plano de reforma.
  • Sujeito formado por expressões: UM E OUTRO – O verbo fica no plural; UM OU OUTRO – O verbo fica no singular; NEM UM NEM OUTRO – O verbo fica no singular.
  • Sujeito formado por número percentual: O verbo concordará com o numeral. Se a indicação de porcentagem se seguir uma expressão com DE + SUBSTANTIVO, a concordância faz-se com esse substantivo. Ex: 50% dos camundongos morreram.
  • Verbos impessoais (haver, fazer, chover, nevar, relampejar...): por não possuírem sujeito, ficam na 3ª pessoa do singular. Ex: Não havia flores mais belas.
  • Verbo SER: se um dos elementos referir-se a pessoa, o verbo concordará com ela. Ex: Minha ambição são os meus sonhos.

Concordância Nominal

É a concordância, em gênero (masculino ou feminino) e número (singular ou plural), entre o substantivo (nomes) e seus determinantes ("partes" que acompanham os nomes): o adjetivo, o pronome adjetivo, o artigo, o numeral.

O candidato talvez sinta dificuldade em assimilar o que sejam essas classes de palavras (adjetivo, pronome adjetivo, numeral, artigo, etc), mas não se preocupe: concentre-se em entender os exemplos, ou seja, concentre-se em entender o uso da língua.

  • Opções de concordância: o adjetivo concorda com o adjetivo mais próximo (Eu dei de presente uma bolsa e um tênis preto) ou o adjetivo refere-se a dois substantivos de gêneros diferentes – prevalece o masculino e fica no plural (Eu dei de presente uma bolsa e um tênis pretos).
  • As palavras BASTANTE, POUCO, MUITO, CARO e BARATO concordam com o substantivo quando têm valor de adjetivo. Quando são advérbios, são invariáveis. Ex: estas revistas são caras (adjetivo) e as revistas custaram caro (advérbio).
  • ANEXO, MESMO, PRÓPRIO, INCLUSO: concordam com o substantivo a que se referem.
  • As expressões “É PROIBIDO”, “É NECESSÁRIO”, “É PRECISO” ficam invariáveis quando acompanhadas apenas de substantivo. Porém, se o substantivo estiver determinado pelo artigo, a concordância é feita normalmente.
  • Lembre-se que a palavra ‘meia’ é um adjetivo, enquanto ‘meio’ é um advérbio, significando ‘um pouco’.
  • Obrigado/obrigada – concordam com o substantivo a que se referem.

Colocação pronominal

É o modo como se dispõem os pronomes pessoais oblíquos átonos (me, te, se, lhe(s), o(s), a(s), nos e vos) em relação ao verbo. Trata-se de um dos assuntos popularmente "espinhosos" da língua portuguesa, os quais somos "forçados" a entender na escola. Mas basicamente, basta lembrar que as posições dos pronomes pessoais oblíquos átonos em relação ao verbo ao qual se ligam denominam-se:

  • Ênclise (depois do verbo)

É a posposição do pronome átono ao vocábulo tônico ao que se liga. Ex: Empreste-me o livro de matemática.

  • Próclise (antes do verbo)

É a colocação do pronome quando antes do verbo há palavras que exercem atração sobre ele, como:

- Não, nunca, jamais, ninguém, nada. Ex: Não o vi hoje.
- Advérbios, locuções adverbiais, pronomes interrogativos ou indefinidos. Ex: Sempre te amarei.
- Pronomes relativos. Ex: Há filmes que nos fazem chorar.
- Orações optativas, aquelas que exprimem desejo. Ex: Deus te ouça!
- Com gerúndio precedido da preposição ‘em’. Ex: Em se tratando desse tema...

  • Mesóclise (no meio do verbo)

É a colocação do pronome quando o verbo se encontra no futuro do presente ou no futuro do pretérito desde que não haja palavras que exerçam atração. Ex: Entregar-lhe-ei as informações. Na linguagem falada brasileira, o uso é quase inexistente.

Crase

Crase é mais um assunto "espinhoso" do português, mas dito de forma simples é o nome que geralmente se dá à fusão da preposição 'a" com o artigo "a(s)" ou com os demonstrativos aquele(s), aquela(s), aquilo. É representada graficamente pelo acento grave (`).

Continue lendo estas dicas aqui e aproveite para adquirir as Apostilas completas para as provas do IGP/RS

Concursos RelacionadosVagas
Aeronáutica - IE/EA CFS 1/2018Sargento da aeronáutica288
CAIXAEstagiárioVárias
CONTER/CRTRs (Conselhos Fed. e Regionais dos Téc. de Radiologia)Todos os níveis de escolaridadeVárias
CRF/RS - Conselho Regional de Farmácia do Rio Grande do SulTodos os níveis de escolaridade11
Defensoria Pública do Rio Grande do SulNíveis Médio e Superior107
GHC - Grupo Hospitalar ConceiçãoTodos os níveis de escolaridadeVárias
TST - Tribunal Superior do TrabalhoJuiz do trabalho substituto132
CRQ - V - Conselho Regional de Química 5ª RegiãoAuxiliar administrativo8
Marinha do Brasil (CP-CAP)Nível Médio/Técnico90
Ministério Público do Rio Grande do Sul (Lagoa Vermelha)EstagiárioVárias
Veja todos » Concursos Abertos