Concurso Polícia Civil - SP: vagas de nível médio

Concurso da Polícia Civil do Estado de São Paulo abre 500 vagas para Papiloscopista Policial e Agente de Telecomunicações Policial. Salário inicial R$ 3.589,86.

A Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo, através da Secretaria de Concursos Públicos - Academia de Polícia “Dr. Coriolano Nogueira Cobra”, divulgou os editais de abertura de 500 vagas para duas carreiras da Polícia Cívil. Os cargos a serem preenchidos são os seguintes: Papiloscopista Policial (200 vagas) e Agente de Telecomunicações Policial (300 vagas).

No cargo de Papiloscopista Policial são 190 vagas em ampla concorrência e 10 destinadas a Pessoas Portadoras de Deficiência. Já para Agente de Telecomunicações Policial serão 285 vagas de ampla concorrência e 15 para Pessoas Portadoras de Deficiência. O salário inicial é de R$ 3.589,86 para ambos os cargos. Para ambos os cargos requer-se nível médio completo, não possuir antecedentes criminais, ser brasileiro nato, entre outros requisitos disponíveis nos editais.

O período de inscrições compreenderá os dias 03 de maio a 01 de junho de 2018 e o interessado poderá realizar por intermédio do site da organizadora VUNESP, no link concernente ao cargo pretendido (Papiloscopista ou Agente de Telecomunicações). O candidato precisará preencher a ficha online e deverá optar pela cidade desejada para atuação e pagar taxa de R$ 56,54.

Os candidatos serão submetidos inicialmente a uma prova preambular com questões objetivas de Língua Portuguesa, Noções de Direito, Noções de Criminologia, Noções de Medicina e Odontologia Legal, Noções de Biologia, Noções de Informática, Noções de Lógica e Noções de Identificação. Esta prova será realizada no dia provável 01 de julho de 2018 nas cidades de Araçatuba, Bauru, Campinas, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo (Capital e Grande São Paulo), Piracicaba e Sorocaba.

Os aprovados na prova preambular deverão ainda ser submetidos à etapa de comprovação de idoneidade e conduta escorreita, mediante investigação social. O concurso terá validade de dois anos, prorrogável uma vez por igual período.

A nomeação dos aprovados far-se-á em caráter efetivo, devendo o servidor ser submetido à avaliação especial de desempenho, para fins de cumprimento de estágio probatório no período de três anos de efetivo exercício no respectivo cargo.

Editais e atualizações: