Limite de transferências no Caixa Tem: conheça as regras do aplicativo

Pelo aplicativo Caixa Tem, os usuários conseguem movimentar até R$ 600 por transferência bancária. Confira todos os detalhes sobre as regras da plataforma.

O aplicativo Caixa Tem foi criado para facilitar o acesso de benefícios sociais do governo, como FGTS e Bolsa Família. Por meio dele, é possível gerar cartão de débito virtual, efetuar pagamentos e conferir o extrato em conta. A plataforma também permite que os usuários façam transferências bancárias. No entanto, você sabia que existe limite de valores por operações no Caixa Tem?

As transferências pelo aplicativo podem ser realizadas para outros bancos (DOC), sendo necessário digitar o CPF e os dados de quem receberá o dinheiro. De acordo com a Caixa Econômica Federal, os valores somente são transferidos no dia posterior ao procedimento.

Limite de transferências pelo Caixa Tem; veja como funciona

Pelo aplicativo Caixa Tem, os usuários conseguem movimentar até R$ 600 por transferência. As operações não podem ultrapassar o valor de até R$ 1.200 em 24 horas, enquanto o limite mensal é de R$ 5.000. Confira, abaixo, como efetuar o procedimento por meio da plataforma da instituição bancária:

  • Entre no aplicativo Caixa Tem (Android e iOS) e toque em “transferir dinheiro”;
  • Escolha se deseja ler QR Code com as informações bancárias ou usar dados já salvos pelo sistema. O sistema também permite que o usuário opte pela maneira convencional: digitar o número da agência e a conta do recebedor;
  • Selecione o banco desejado entre as opções, digite o número da agência e toque em confirmar;
  • Informe o número da conta e o respectivo dígito;
  • Escolha o tipo da conta em que o dinheiro será transferido;
  • Digite o número do CPF e o nome do recebedor;
  • Digite o valor (limite de R$ 600 por transferência);
  • Confirme o prazo de envio, confira os dados da transferência e toque em “Sim”.

Bolsa Família no Caixa Tem

Desde dezembro de 2020, o governo federal começou a liberar poupanças digitais para os beneficiários do Bolsa Família. As contas estão sendo criadas de maneira automática e escalonada, com base no último dígito do Número de Identificação Social (NIS). Após a liberação efetiva, os inscritos no programa poderão movimentar suas parcelas pelo aplicativo Caixa Tem.

Confira o calendário previsto para a criação oficial das contas digitais:

  • Em dezembro de 2020: inscritos com NIS finais 0 e 9;
  • Em janeiro de 2021: inscritos com NIS finais 6, 7 e 8;
  • Em fevereiro de 2021: inscritos com NIS finais 3, 4 e 5;
  • A partir de março de 2021: inscritos com NIS finais 1 e 2, além dos grupos populacionais específicos (indígenas, quilombolas, ribeirinhos, extrativistas, pescadores artesanais, comunidades tradicionais, agricultores familiares, assentados, acampados e pessoas em situação de rua).
Bruno Destéfano
Diretor de redação
Nasceu no interior de Goiás e se mudou para a capital, Goiânia, no início de 2015. Seu objetivo era o de cursar Jornalismo na UFG. Desde o fim de sua graduação, já atuou como roteirista, gestor de mídias digitais, assessor de imprensa na Câmara Municipal de Goiânia, redator web, editor de textos e locutor de rádio. Escreveu dois livros, sendo um de ficção e outro de não-ficção. Também recebeu prêmios pela produção de um podcast sobre temas raciais e por seu livro-reportagem "Insurgência - Crônicas de Repressão". Atualmente, trabalha como redator web no site "Concursos no Brasil" e está participando de uma nova empresa no ramo de marketing digital.

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »