Classes de palavras da Língua Portuguesa: funções e classificações

Confira quais são as dez classes de palavras da Língua Portuguesa, entenda as suas funções e descubra as particularidades de cada uma.

Classes de palavras da Língua Portuguesa: funções e classificações

Entenda mais sobre cada uma das classes de palavras existentes na Língua Portuguesa - Foto: Concursos no Brasil

Você sabia que tudo o que dizemos ou escrevemos na Língua Portuguesa faz parte de apenas dez classes de palavras? Por isso, aprender cada uma delas e quais suas funções é fundamental.

As classes de palavras estão dentro do estudo da morfologia da Língua Portuguesa. Ao estudar sobre o tema, o indivíduo consegue identificar melhor a estrutura e a formação de palavras, facilitando a construção de orações e também no entendimento das diversas regras da língua.

Divisão das classes de palavras

Antes de falarmos sobre as dez classes de palavras, é preciso explanar que elas estão divididas em dois grandes grupos. As classes de palavras podem fazer parte do conjunto das variáveis e das invariáveis.

Palavras variáveis

Essas classes podem variar dentro de uma oração para concordar com o que está escrito. Ou seja, dependendo do caso, podem ir para o plural, mudar o gênero (masculino ou feminino), o grau, o modo (indicativo, subjuntivo, imperativo) ou mesmo o tempo (passado, futuro, presente).

Veja as classes de palavras variáveis:

  • Substantivo;
  • Artigo;
  • Adjetivo;
  • Numeral;
  • Pronome;
  • Verbo.

Palavras invariáveis

Como o próprio nome diz, essas palavras não variam e são escritas da mesma maneira, independentemente da oração. De certa forma, possuem regras mais simplificadas. Confira as classes de palavras invariáveis:

  • Advérbio;
  • Preposição;
  • Conjunção;
  • Interjeição.

Substantivo

O substantivo geralmente é a primeira classe de palavras que aprendemos, pois é o responsável por nomear objetos, pessoas, lugares, sentimentos, qualidades, ações e fenômenos da natureza. Confira alguns exemplos:

Objeto

  • Preciso de uma caneta para assinar a lista de presença.

Pessoa (nome próprio)

  • Pedro começou a estudar para o vestibular.

Lugar

  • Moro no Brasil.

Sentimentos

  • A vingança é um prato que se come frio.

Estados

  • A riqueza está nos pequenos detalhes.

Qualidades

  • A honestidade é fundamental para a vida em sociedade.

Ações

  • A defesa do goleiro foi espetacular!

Fenômenos da natureza

  • A nevasca fechou diversos aeroportos.

Os substantivos ainda podem ser classificados como: comum, próprio, primitivo, derivado, simples, composto, concreto e abstrato. É possível encontrar tudo isso na nossa matéria dos substantivos.

Artigo 

O artigo costuma preceder os substantivos e determinar seu gênero (masculino ou feminino) e número (plural ou singular). Além disso, existem artigos que generalizam o substantivo deixando-o indeterminado.

O artigo definido especifica o substantivo, tornando-o individual:

  • O mamão da salada de frutas estava muito doce.
  • A prova de ontem foi muito difícil.
  • Os filhos do Antônio foram matriculados em uma nova escola.
  • As camisetas ainda não secaram no varal.

Agora, confira exemplos dos artigos indefinidos. Como o próprio nome diz, não há definição específica:

  • Um homem comprou flores para sua amada.
  • Uns advogados passaram por aqui perguntando sobre você.
  • Seria bom se achássemos uma banca de revista aberta.
  • Comi umas batatas do prato dele.

Adjetivo 

O adjetivo é a classe de palavras responsável por dar características aos seres, objetos ou ações. As qualificações podem ser de finalidade, tempo, espaço e procedência.

  • O seu desenho ficou bonito.
  • O tomate estava barato porque entrou na promoção.
  • A sua roupa está amarelada.

Os adjetivos ainda podem ser classificados como primitivos ou secundários. Os primitivos são adjetivos com um único radical. Os secundários derivam de um outro adjetivo.

Primitivo:

  • Carro verde;
  • Pessoa feliz.

Secundário:

Carro esverdeado;

Pessoa infeliz.

Além disso, um adjetivo pode ser formado pelo encontro de uma preposição com um substantivo ou advérbio. Quando isso ocorre temos uma locução adjetiva:

  • Vestido de bolinhas.
  • Período da tarde.

Numeral

Como acostumamos a utilizar algarismos ou símbolos para escrever números, por vezes nos esquecemos que podemos utilizar palavras. A classe de palavras dos numerais é subdividida da seguinte forma:

  • Cardinais: indicam quantidade. São os números “normais”. Exemplos: um, três, vinte, trezentos, dois mil.
  • Ordinais: como o próprio nome aponta, é responsável por ordenar uma sequência. Exemplos: primeiro, segundo, décimo, quadragésimo.
  • Fracionários: indica a fração de algo inteiro. Exemplo: meio, três quartos, um oitavo.
  • Multiplicativos: indica a multiplicação de alguma quantidade. É o oposto do fracionário. Exemplos: dobro, triplo, quádruplo, sêxtuplo.
  • Coletivos: conjunto de uma quantidade. Exemplos: dúzia, dezena, centena.

Pronome

O pronome identifica quais são os sujeitos que realizam as ações em uma oração ou aqueles que sofrem a ação. Além disso, essa classe de palavras possui a função de substituir os substantivos em diversas situações. Confira as principais divisões:

Pronome pessoal

É o pronome que geralmente utilizamos para substituir nomes. Veja exemplos:

  • Eu vou dormir cedo hoje.
  • Ela sabe falar francês.
  • Os morados nos informaram que o bairro era perigoso.

Pronome possessivo

O pronome possessivo indica a posse ou o pertencimento de algo. Confira exemplos:

  • Meu carro quebrou perto do trabalho.
  • Conheci a mãe dela ontem.
  • Sua comida ficou um pouco salgada.

Pronome demonstrativo

Responsável por determinar distância física ou de tempo. Exemplos:

  • Esse quarto está muito sujo.
  • Naquela época, era possível comprar muitos pães com um real.

Pronome indefinido

Não define quem é a pessoa da oração, deixando a referência vaga. Exemplos a seguir:

  • Todos os estudantes foram bem na prova.
  • Algum profissional precisa ser chamado para resolver o problema.

Pronomes relativos

A principal função é substituir um substantivo e até mesmo um outro pronome:

  • Fui eu quem decidiu pela viagem.

Pronomes interrogativos

São utilizados justamente para realizar perguntas de forma direta ou questionamento indiretos. Observe exemplos:

  • Qual é o tipo de banana correto para poder fritar?
  • Eu gostaria de saber quanto custa a pizza.

Os pronomes ainda são classificados conforme a colocação. Lembre-se de estudar isso também!

Verbo

O verbo é uma das classes de palavras mais complexas e exige que a pessoa preste muita atenção aos detalhes. A sua função é expressar ações, estados ou mesmo fenômenos da natureza, seja no presente, passado ou futuro.

  • Corri muito para não chegar atrasado na escola.
  • Acompanhe as novidades de vários concursos públicos.
  • Estou feliz porque passei no vestibular.
  • Não estou conseguindo acessar o site.

Tempos verbais

Como os verbos expressam ações, ele possui a característica de temporalidade. Os tempos verbais situam em que momento ocorreu ou ocorrerá a ação:

  • Beberei água daqui a pouco.
  • Eu procuro uma roupa específica.
  • Nasci em 2001.

Locução verbal

Os verbos também podem se complementar para dar um único sentido. Quando isso ocorre, há uma locução verbal. Exemplos:

  • Comecei a estudar espanhol aos fins de semana
  • Estou comendo no restaurante perto de casa.
  • Quero comprar uma casa nova.

Temos um artigo que explica como funcionam as locuções verbais e quais os tipos existentes.

Advérbio 

O advérbio é o responsável por dar intensidade, estado ou mesmo qualidade à ação. Por isso, essa classe de palavras costuma ser ligada aos verbos. No entanto, em certas ocasiões, é possível haver ligações com adjetivos ou mesmo outro advérbio. Confira as principais subdivisões da classe de palavras:

Modo

  • Estou meio cansado.
  • Ele quase chegou atrasado.

Afirmação

  • Ela certamente passará no vestibular.

Negação

  • Eu não tenho roupa limpa.
  • Eu jamais cometi um crime.

Dúvida

  • Provavelmente, irei à escola, pois é dia de prova.

Tempo

  • Eu sempre corro no parque.

Lugar

  • Onde você comprou esse bolo?
  • Deixei o carro estacionado ali.

Preposição 

A preposição é a classe responsável por ligar duas palavras e dar sentido ao que elas representam. Dentro das preposições existem dois grandes grupos:

  • Essenciais: a, ante, após, até, com, contra, de, desde, em, entre, para, perante, por, sem, sob, sobre, trás.
  • Acidentais: afora, como, conforme, consoante, durante, exceto, feito, fora, mediante, menos, salvo, segundo, senão, tirante, visto.

Veja alguns exemplos de preposição em orações:

  • Marina nasceu em julho de dois mil e cinco.
  • Não há segredos entre você e eu.
  • A sobremesa só será servida após o jantar.
  • Vou ao estádio com você.
  • O acesso será liberado mediante pagamento.

Conjunção

A conjunção possui dois grandes grupos ou tipos. São eles: conjunções coordenativas e subordinativas.

As conjunções coordenativas tem como função conectar duas orações ou palavras, sendo que uma é o complemento da outra. Exemplos:

  • João e Marcela vão viajar semana que vem.
  • Você quer beber um suco ou aceita um refrigerante?
  • Comprei uma carne barata no açougue, mas estava estragada.

Por outro lado, as conjunções subordinativas ligam orações ou elementos independentes, mas que trazem um significado mais amplo quando estão juntos.

  • Eu comi uma pizza porque estava com muita fome.
  • Segundo a banca organizadora, as provas do concurso foram adiadas.
  • Se eu comprar um presente para minha namorada, ela ficará feliz.

Vale lembrar que ainda existem outras subdivisões dentro dos dois grupos principais. Portanto, recomendamos que leia o nosso artigo sobre conjunções para entender tudo sobre o assunto.

Interjeição

Por fim, a última das classes de palavras é a Interjeição. Sua função é determinar uma emoção, geralmente de forma abrupta:

  • Ufa! Finalmente chegamos em casa.
  • Cuidado! O barranco está desmoronando!
  • Nossa! Estou muito feliz com o novo emprego que consegui!
  • Puxa... Estou chateado.
  • Eita! Quase que meu cachorro escapou da guia.

Vídeos sobre classes de palavras

Além de ler o artigo sobre classe de palavras, que tal ver alguns vídeos sobre o tema? Nós separamos algumas opções que podem ajudar a complementar o seu estudo ou tirar alguma dúvida extra que pode ter ocorrido. Vamos aos vídeos:

Classes de Palavras - Brasil Escola

O vídeo do canal Brasil Escola é ideal para quem tem pouco tempo ou que quer tirar apenas dúvidas rápidas sobre classes de palavras. Com menos de dez minutos, ele dá uma visão geral sobre o tema e instrui de forma bem didática.

RESUMÃO DE MORFOLOGIA: CLASSES DE PALAVRAS | ProEnem

Outro vídeo curta duração, o canal ProEnem tem uma aula com um ritmo um pouquinho mais cadenciado e com mais exemplos. É ideal para quem vai fazer Enem ou mesmo para quem irá prestar algum tipo de prova onde é cobrado a morfologia das palavras.

CLASSES DE PALAVRAS - AULA COMPLETA

O Gramática com Laércio possui uma aula de quase uma hora de duração que aborda todas as classes gramaticais do começo ao fim. É um vídeo adequado para quem gosta da forma de aprendizado mais tradicional. A aula é dada a partir de um quadro e as informações são passadas com diversos exemplos para que o conteúdo seja difundido.

Playlist Classe de palavras (Professor Noslen)

Você quer vídeos mais detalhados sobre o assunto? O canal do Professor Noslen possui uma playlist com 11 vídeos dedicados ao assunto. O primeiro é uma introdução ao conceito e em seguida há um vídeo para cada uma das classes.

Para quem tem um tempo a mais, é o ideal para assistir. A vantagem desse tipo de conteúdo é que um novo vídeo começa automaticamente após o final do outro. Além disso, você pode focar no vídeo com as classes de palavras que você deseja aprender mais.

Compartilhe

Especial Concurso BB

Veja mais »