Resumo de Puericultura para provas de concursos

Dicas para as provas de concursos e processos seletivos: noções de puericultura.

A saúde das crianças funciona de forma um tanto quanto diferenciada em relação à dos adultos. As crianças ainda possuem um corpo em formação e consequentemente seu organismo como um todo também está se constituindo. Dessa forma, seu sistema imunológico é, digamos, mais frágil.

Compreender noções de puericultura é uma maneira correta de prestar um cuidado integral com relação à saúde da criança. Para as provas do cargo de Monitor da Prefeitura de Limeira, esses conhecimentos serão necessários.

O que é puericultura?

O termo puer, pueris é um termo originário do latim, que significa criança. Puericultura nada mais é do que uma área especial da saúde, cujo intuito é focar nos estudos e práticas sobre os cuidados com a saúde da criança.

É costumeiramente colocada como sendo uma especialidade dentro da Pediatria. Porém, se formos ampliar um pouco o conceito, ela também poderia abranger práticas durante o período pré-natal e também pré-concepcional, nesses casos sempre pensando futuramente, quando do nascimento da criança.

Como a puericultura é uma subárea da pediatria, ela se preocupa imensamente em acompanhar de forma integral todo o processo de desenvolvimento da criança. Leva em consideração a criança como um ser humano em fase de desenvolvimento, com suas devidas particularidades.

Em procedimentos de puericultura, a criança faz consultas periódicas, nas quais o médico faz diversas observações e também realiza questionamentos aos pais sobre as atividades que o filho realiza, o comportamento, que tipo de condições físicas apresenta e por fim realiza os testes clínicos. É importante, nesse acompanhamento, saber se a criança se alimenta adequadamente, se as vacinas estão em dia, quais os seus hábitos de higiene. A maioria das mamães conhece na prática o que é puericultura, justamente por causa daquelas aferições "clássicas" realizadas durante as consultas: medição do peso, altura e do perímetro cefálico.

Para encerrar, confira algumas dicas de puericultura:

Escolha um bom pediatra o quanto antes. Se possível, até mesmo antes do bebê nascer. Pesquise sobre ele, conheça-o, converse, faça uma consulta ainda durante a gravidez, para que ele possa ir conhecendo você e sua família.

O bebê recém-nascido deve fazer uma primeira consulta até o 7º dia de vida, para saber como anda o aleitamento, se houve ou não ganho de peso, crescimento, dentre outros detalhes.

O bebê deve fazer consultas mensais até completar 1 ano de idade. Entre 1 e 2 anos, devem ser bimestrais. Dos 2 aos 4 anos, devem ser semestrais. A partir dos 4 anos podem ser anuais.

É importante estimular a criança a fazer atividades físicas, obviamente sempre observando a faixa etária correspondente.

A alimentação deve ser sempre variada, equilibrada e saudável. Obviamente uma coisinha ou outra que não seja tão saudável, como doces, refrigerantes e salgados podem ser consumidos, mas de maneira moderada.

A saúde bucal pode e deve ser estimulada. Estimule a criança a escovar os dentinhos após as refeições.

Hábitos de higiene, como lavar as mãos, tomar banho e afins devem ser estimulados, de forma direta e também de forma indireta, através do exemplo.

Compartilhe

Comentários

Mais Guia do Concurseiro

Especial Concurso BB

Veja mais »