Estudar para concursos ou iniciar um curso superior?

De todas as dúvidas a menor é sobre o caminho: tem que estudar.

As dúvidas quanto ao futuro profissional são impostas cada vez mais cedo aos jovens. A eles é cobrado um caminho a ser seguido com apenas 15 ou 16 anos de idade, ainda no ensino médio.

É nessa fase ainda que surge a dúvida sobre qual curso de graduação vai escolher para seguir carreira. Aliado a isso, existe a dúvida de gastar tempo e energia para a realização de concursos públicos.

E, de fato, o que é melhor? A qualificação profissional ou estudar para concursos e tentar garantir logo sua estabilidade econômica?

Esse questionamento é difícil e divide opiniões. Isso porque os melhores concursos públicos, que oferecem os mais altos salários, exigem a graduação de nível superior.

Vamos neste artigo, apontar alguns pontos positivos de cada uma das opções e vamos falar ainda sobre a pós-graduação.

Curso superior

Quando o estudante está no ensino médio a vivência dele de mundo e perspectivas são muito limitadas, não sendo comparado com o ingresso do jovem ao ensino superior.

Na faculdade/universidade o jovem tem a possibilidade de expandir seus horizontes e de se conhecer, além de garantir um excelente aprendizado.

Quando o aluno tem o curso superior isso pode proporcionar a ele: aumento de qualificação para o mercado de trabalho, além de expandir suas possibilidades vislumbrando o concurso público; os salários nas empresas privadas tendem a ser mais altos, comparados aos de nível médio; existe o ganho de conhecimento e a experiência vivida; a rede de relacionamentos aumenta e com ela a possibilidade de crescimento profissional; dentre outras.

Lembrando que, cursar uma Universidade ou Faculdade não te impede de prestar concursos públicos durante a graduação ou após ela.

Prestar concursos desde cedo

Estudando com foco apenas para concursos desde muito jovem pode ser vantajoso. O estudante pode garantir, de imediato, uma vaga mediana como servidor público e depois sim cursar uma universidade para tentar cargos mais altos e, assim conquistar sua estabilidade profissional.

Dentre os benefícios de ser um servidor público, mesmo que de nível médio, podemos citar: estabilidade no cargo, plano de carreira, benefícios, prestígio social, remuneração acima daquilo que é pago no setor privado; entre vários outros.

Quando trazemos essas informações para nossa realidade, com tantas pessoas desempregadas, sem perspectiva de futuro no mercado de trabalho, é aconselhável focar nos concursos já que os direitos dos servidores são garantidos por lei.

É possível fazer os dois ao mesmo tempo?

Possível sim, mas não é tarefa fácil. Essa é uma rotina comum na vida dos estudantes do curso de Direito, por exemplo. Muitos deles já entram na graduação com o objetivo de realizar concursos na área e isso ajuda, já que muito dos assuntos cobrados nos concursos são comuns às suas atividades acadêmicas.

Então a dica para o concurseiro que queira levar essa dupla jornada é escolher um curso superior que lhe auxilie de alguma forma nos concursos. Analise quais os seus interesses pessoais e invista no concurso e na graduação certas.

Atualmente também é possível fazer cursos EAD (Ensino a Distância). São graduações como o mesmo valor, reconhecidas pelo MEC, que podem ser realizadas com aulas presenciais apenas uma vez na semana, então a carga já diminui.

Caso seu interesse seja apenas ter o curso de graduação para prestar concursos, essa pode ser uma excelente opção.

Pós-Graduação e prova de títulos

Muitos concursos têm solicitado, além da prova objetiva com questões de múltipla escolha e/ou com a discursiva, a análise curricular, que vai somar pontos para os candidatos que possuem pós-graduação, mestrado, doutorado, experiência na área pleiteada, etc.

Sendo assim, é recomendável que o candidato aposte pelo menos em um curso de pós-graduação. Será uma forma de garantir pontuações para concorrer ao cargo pleiteado.

Além de cursos presenciais, realizados muitas das vezes, uma vez ao mês, existem cursos de pós-graduação totalmente à distância, diminuindo assim a carga de estudos.

Especializar-se vai contar não apenas para sua pontuação no concurso, mas para sua experiência profissional e desenvolvimento pessoal.

A dica central deste artigo é que é preciso estudar. Antes, durante e depois. É através do estudo que se vai garantir a graduação (caso essa seja a sua opção) ou o seu concurso público, ou a sua pós-graduação, ou seu mestrado, enfim.

O único caminho para a valorização profissional, seja na iniciativa privada ou pública, se dá através do estudo. Defina o seu caminho e comece a caminhar.

Veja também:Trabalho + estudos + concursos: como conciliar?

Compartilhe

Comentários

Mais Guia do Concurseiro

Especial Concurso BB

Veja mais »