Vale a pena usar drogas para aumentar rendimento nos estudos?

Estudantes têm recorrido a remédios para aumentar o desempenho nos estudos. Mas será que vale a pena?

Remédios como Ritalina e Venvanse têm sido usados por estudantes para aumentar o foco e a resistência durante os períodos de estudo e provas. Esses medicamentos são indicados a pacientes que sofrem de Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH).

Sem receita, sem indicação de profissional, os estudantes apenas fazem o uso do medicamento sem se atentar aos efeitos que uso dessas drogas podem trazer.

Tais fármacos vêm sendo procurados para elevar a sensação de concentração e reduzir o sono, trazendo consigo a sensação de que podem melhorar o rendimento nas provas. A Ritalina, por exemplo, age no sistema nervoso, aumentando a concentração de dopamina, um neurotransmissor ligado ao prazer. O efeito pode ser comparado, em menor nível, ao de substâncias perigosas, como a cocaína.

Muitas vezes os estudantes conseguem facilmente a prescrição (a receita) do medicamento controlado. Isto porque muitos médicos prescrevem sem ao menos identificar a doença no paciente, atendendo apenas ao que foi solicitado pelo paciente.

De acordo com estudos, o uso desses medicamentos pode ter consequências graves, pois são remédios controlados. Assim como o uso de drogas (cocaína e crack), tais substâncias geram dependência.

Portanto, o uso desses medicamentos pode ter o mesmo efeito das drogas citadas. Além disso, eles podem levar o estudante a achar que só consegue estudar ao ingerí-las. Assim, começam, por conta própria, a aumentar cada vez mais a dose.

Estudar 10 horas seguidas não é garantia de que terá um bom desempenho na assimilação do conteúdo. Tomar medicamento por conta própria, ainda mais os controlados, é de uma irresponsabilidade sem fim! Eles podem trazer transtornos psicológicos em médio ou longo prazo.

Assim, o mais recomendável é utilizar os "recursos naturais" para aumentar o rendimento nos estudos: praticar atividade física, se alimentar de forma correta e apostar nos alimentos que dão mais energia, como: café, chá verde, açaí, dentre outros.

Portanto, fique atento: a utilização de medicamentos que prometem aumentar seu desempenho/rendimento nos estudos não é recomendável!

Compartilhe

Comentários

Mais Guia do Concurseiro

Especial IBGE

Veja mais »