Como estudar simultaneamente para concursos diferentes

É possível estudar para dois ou três concursos simultaneamente, mas tenha cuidado, pois será preciso redobrar a disciplina.

A vontade de entrar para o funcionalismo público é tão grande que muitas pessoas estão inscritas em vários concursos, de órgãos totalmente diferentes e que exigem até mesmo níveis de escolaridade distintos. Claro que garantir a participação em vários concursos aumenta as suas chances de ser aprovado em pelo menos um, mas o problema é a prepararação prévia para enfrentar essa maratona concurseira.

Sabemos que é totalmente possível estudar para muitos concursos sem ficar desorganizado ou estressado e o principal detalhe a ser observado é o poder de organização dos estudos, uma vez que lidaremos com campos de conhecimento geralmente comuns, tais como informática, lógica, língua portuguesa, entre outros.

Dica fundamental: começar focando nas matérias comuns

Os especialistas em preparação, portanto, aconselham que a sequência de estudos comece por aquelas matérias consideradas básicas, comuns aos diversos concursos. Esta é uma das melhores formas do concurseiro ganhar tempo ao se aventurar (com disciplina e método) por diversos certames simultâneos.

A estudante da área de saúde, Marília Pondé segue esta dica. Ao se inscrever para os concursos do INSS, Petrobras, Embasa (Empresa Baiana de Saneamento) e Caixa Econômica Federal, Marília procurou observar no edital os conteúdos que se correlacionavam. "Informada de quais eram esses assuntos, comecei a separar dois dias na semana somente para revisá-los, ganhando a segurança que preciso para me sair bem nas provas", explicou.

Outro lembrete fundamental é que o candidato tenha em mente que disciplinas como Atualidades, Língua Portuguesa e Legislação, embora comuns a diversas seleções como dissemos, exigirão atenção especial, pelo fato de cada uma delas serem significativamente "extensas", detalhistas. Isto significa, por exemplo, que muitas vezes as questões dessas matérias terão, nas provas, alternativas de resposta tão sutis que poderão levar o concurseiro ao erro.

Citando o caso particular de inscrição no concurso do INSS, tempos atrás, a concurseira Silvia Gomes de Oliveira nos diz que antes de decidir participar do certame, já estava colocando esta dica em prática. Silvia, que deixou o ensino técnico em enfermagem para se dedicar apenas aos concursos, acresenta que praticando esta forma de estudo temo conseguido estar em dia com o conteúdo e lhe sobra tempo para também se dedicar às matérias específicas, como Direito Previdenciário e Administrativo.

Os concursos públicos estão cada vez mais concorridos, logo, tendera a ser aprovado o candidato que souber melhor administrar seu tempo nos estudos e tiver o discernimento ao priorizar determinados conteúdos de cada processo. O bom é que não faltam sugestões bastante úteis para orientar os concurseiros neste propósito. Tais sugestões,  quando seguidas com dedicação, trazem mesmo bons resultados, visivelmente comprovados.

Sucesso a todos os concurseiros!

Compartilhe

Comentários

Mais Guia do Concurseiro

Especial Concurso BB

Veja mais »