Como manter a motivação em meio à “falta de bons concursos”

Em qualquer época da vida, os estudos sempre serão decisivos, tanto para a aquisição de conhecimentos, quanto para garantir um futuro tranquilo. Porém, em tempos de crise, as dificuldades acabam desanimando. Veja como reagir a isso.

Quando participamos de uma entrevista de emprego, a expectativa sempre está alta. Por mais tranquilo e desenvolto que o candidato seja, a esperança de conseguir um emprego e a espera por uma vaga no mercado de trabalho, sempre vão influenciar na hora da entrevista.

Ao prestar um concurso público, a situação não é diferente. A rotina de estudos, a esperança de se obter estabilidade na vida também contribuem para vontade de continuar a fazer as provas para o cargo desejado.

Mas, e quando a situação geral não colabora para um cenário favorável para a conquista do trabalho desejado? Como fazer para não se deixar abalar pelas dificuldades já previsíveis e outras que surgem inesperadamente? O ideal é não deixar a ansiedade tomar conta e persistir até alcançar o propósito.

Seja objetivo

Pesquise sempre sobre os concursos que tenham a ver com a sua personalidade. Pode parecer bobagem, mas é importante você gostar do trabalho que irá desempenhar para que o serviço seja prazeroso. Mantenha o foco nos estudos e se dedique ao máximo para conseguir o que deseja.

Estude

Essa dica pode parecer banal, mas é mais importante do que parece. Porém, não adianta estudar dez horas por dia, se durante esse tempo você perde a atenção e não absorve o conteúdo lido.  Da mesma forma que se você estiver muito cansado, não adianta continuar.

Dê uma pausa e descanse. Durma um pouco, assista algum filme que você queira muito, mas que ainda não teve tempo. Faça algo além de somente fixar-se no conteúdo da prova. O descanso e a alimentação saudável fazem parte do processo. Se você estiver relaxado, é muito mais fácil para absorver as matérias.

Pense sobre a importância para você

Reflita sobre o quanto a escolha da carreira pública é importante para você. É porque você se identifica? É pela estabilidade profissional e financeira? Você vai se sentir realizado? As suas razões são verdadeiras. Não desvie a sua atenção delas e permaneça firme no que deseja para conquistar seu objetivo.

O país está atravessando uma crise, porém é importante manter a sua atenção em seu objetivo e não pensar muito nas dificuldades. É claro que é importante ter ciência dos obstáculos, mas você pode usar os contratempos a seu favor.

Todos já sabemos que uma das vantagens do cargo público é a estabilidade financeira e profissional. Diferente das organizações privadas, o servidor público dificilmente perderá seu cargo em situações de recessão econômica.

E se você pensa que pode ficar estagnado após conseguir passar na prova, saiba que é possível crescer na carreira pública, após a nomeação. Poucos candidatos sabem disso, mas o servidor pode optar por um cargo de transição enquanto se prepara para uma vaga mais concorrida.

Saiba como lidar com a crise

Em tempos de incertezas, pode acontecer de você se sentir desanimado a tentar uma carreira pública, mas vamos apresentar aqui alguns dos motivos pelos quais a crise pode ser um obstáculo bem tranquilo de ser vencido.

Segundo a Constituição, os cargos públicos devem ser preenchido a partir de provas e títulos. O Estado não pode parar de trabalhar e, por mais que existam dificuldades, os concursos sempre serão necessários para o preenchimento dos cargos.

De acordo com o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, o governo tem buscado profissionais qualificados para atuarem no atendimento à população. Ainda segundo o MPD?G, o perfil do servidor público vem mudando ao longo dos anos.

No período entre janeiro e outubro de 2017, 16.217 pessoas passaram a integrar as equipes do governo através de concurso. Cerca de 58% dos aprovados são graduados ou possuem especialização, mestrado e doutorado. Portanto, foque nos estudos e qualifique-se. Mostre que você é capaz de ocupar o cargo que tanto deseja!

 

 

 

 

 

Por MARAÍSA TAVARES

Compartilhe

Comentários

Mais Guia do Concurseiro