Concurso COPEL 2015: três cargos devem ser muito procurados

Leiturista, Técnico Administrativo e Teleatendente, todos de nível médio de escolaridade, devem ter grande procura neste concurso da COPEL

Está dada a largada para a realização de mais um concurso da Companhia Paranaense de Energia (COPEL), que acaba de lançar três editais com a perspectiva de reforçar seu quadro de empregados das áreas operacional e técnico-administrativa de níveis médio e superior.

O certame foi autorizado pelo Governo do Estado do Paraná meses atrás e geralmente atrai a muitos candidatos, não apenas do Estado de origem. No concurso de 2013 foram selecionados 33 candidatos aos cargos de leiturista, teleatendente, técnico em agrimensura (médio e técnico), entre outros.

Três dos cargos que terão maior procura neste concurso são de nível médio: são eles Leiturista, Técnico Administrativo I (salário de R$ 1.447,60) e Teleatendente II (salário de R$ 1.837,91).

Além desses, os interessados poderão esperar uma concorrência acirrada para alguns dos cargos técnicos, tais como Técnico Industrial de Eletrônica e de Mecânica.


As inscrições estão sendo realizadas pelo Núcleo de Concursos da UFPR até 21 de agosto e as provas estão previstas para 27 de setembro desse ano, nas cidades de Curitiba, Ponta Grossa, Londrina, Maringá e Cascavel, com início previsto para as 9h00.

As matérias cobradas estão apresentando nível de complexidade considerado baixo (veja lista dos conteúdos a seguir) e os candidatos, portanto, devem fazer o possível para gabaritar, uma vez que nesse tipo de disputa geralmente o número de candidatos aprovados costuma ser bem maior do que a oferta de vagas. Ou seja, o esforço será para ficar dentro da média de corte.

Conteúdos cobrados e dicas de estudo:

PORTUGUÊS: Compreensão de textos informativos e argumentativos e de textos de ordem prática (ordens de serviço, instruções, cartas e ofícios). Domínio da norma padrão do português contemporâneo, sob os seguintes aspectos: coesão textual, estruturação de frase e período complexos, pontuação, concordância verbal e nominal, uso de vocabulário apropriado, grafia e acentuação, emprego de pronomes.

Dicas: para língua portuguesa, ainda continua valendo a regra de se estudar bastante por provas anteriores, especialmente as do próprio NC-UFPR, pois se dará melhor quem dominar o estilo da banca, já que os conteúdos, por si mesmos, são bastante "acessíveis" a todos. Como não é cobrado redação (que talvez se tornasse um diferencial para os bons candidatos), a exigência de se gabaritar o máximo que se puder só aumenta.

MATEMÁTICA: Números relativos, inteiros e fracionários, operações e suas propriedades (adição, subtração, multiplicação, divisão e potenciação). Múltiplos e divisores, máximo divisor comum e mínimo múltiplo comum, frações ordinárias e decimais, números decimais, propriedades e operações. Expressões numéricas. Equações do 1º e 2º graus. Sistema de medidas de tempo, sistema métrico decimal, sistema monetário brasileiro. Números e grandezas proporcionais, razões e proporções. Divisão em partes proporcionais. Regras de três simples e composta. Porcentagem. Juros simples. Capital. Tempo. Taxas. Montante. Perímetro, área e volume das principais figuras geométricas. 

Dicas: hora de dar uma boa revisada em tudo aquilo que você viu durante o ensino fundamental e médio, lembrando que Matemática requer aprendizado, e nada de decoreba. Por isso, voltar a usar o velho e bom lápis e o caderno para ganhar um tempinho resolvendo questões-problema ajudará muito!

INFORMÁTICA: Conceitos básicos de operação com arquivos em ambientes Windows. Utilização do Windows Explorer com arquivos e pastas: copiar, mover, criar, remover, renomear. Conhecimentos básicos de edição de textos (ambiente Windows). Criação de um novo documento, formatação e impressão. Microinformática: hardware – componentes dos microcomputadores e periféricos; Softwares: Office (Word, Excel, PowerPoint e Access), BrOffice (Base, Calc, Draw, Writer e Impress); e Internet.

Dicas: para os candidatos que trabalham em setores da economia que não propiciem contato algum com os computadores, a tarefa será mais árdua do que para os demais já experientes. A mesma dificuldade será sentida por aquelas pessoas que ainda não possuem computadores em casa. Ou seja, durante a preparação, faça o possível para não somente dominar o máximo que puder sobre os conceitos fundamentais de Informática cobrados, mas também praticar no próprio equipamento. Por isso, a dica é realizar simulados com provas anteriores, mas não descuidar de ter um contato "físico" com as principais ferramentas cobradas, tais como os pacotes de escritório da Microsoft e o ainda bem pouco popular BROffice (que hoje se chama LibreOffice) e, claro, o sistema operacional Windows.

Compartilhe

Comentários

Mais Guia do Concurseiro

Especial Concurso BB

Veja mais »