10 erros a serem evitados por quem se prepara para concursos

Conheça alguns erros comuns cometidos por alguns candidatos.

O edital do tão sonhado concurso público foi publicado e agora, como proceder?

Nesse primeiro momento o mais aconselhável é manter a calma e o foco para a leitura do edital. É lá que vão estar todas as informações de que necessita para planejar todo o seu estudo até o dia da tão sonhada aprovação.

Confira os 10 erros mais comuns no processo de preparação para o concurso:

1 – Não ler corretamente o edital

Quem se propõe a entrar na rotina de realização de concursos públicos deve estar atento aos editais. Esse é o primeiro passo do processo.

Aprender a ler todas as informações que estão detalhadas no edital: lá tem tudo o que você precisa saber. Esteja atento a datas, funções, cargos, salários, conteúdo da prova, todos os métodos de avaliação para o concurso público.

Essas informações o ajudarão a estar mais perto da sua aprovação. Além disso, esteja atento as retificações que são publicadas, aos gabaritos, etc. e reivindique caso algo esteja não conforme.

2 – Não conhecer a banca organizadora

Conhecer a banca organizadora do concurso é importante para entender o método de cobrança nas provas. As bancas costumam seguir linhas parecidas em seu estilo de prova e, assim sendo, facilita para o candidato realizar questões de concursos anteriores.

Sempre que uma organizadora é definida para o concurso, pesquise sobre ela, pegue questões de provas anteriores e veja o modo de cobrança, a formulação das questões. Baseie-se neste modo.

3 – Falta de Planejamento

Planejamento está em tudo! Essa é a base para quem quer comprar um imóvel, abrir um negócio próprio, fazer a viagem dos sonhos ou comprar um carro. Se a gente faz por impulso pode levar algum tipo de prejuízo material por não ter feito uma pesquisa de mercado.

Mas e nos concursos, o que a falta de planejamento pode acarretar?

O plano de estudos é fundamental para o estudante que busca aprovação. É necessário traçar metas e objetivos a curto e longo prazo.

O plano pode incluir os horários, local onde vai estudar, a metodologia, as matérias, enfim. O planejamento é único e tem que atender as suas necessidades e se encaixar em sua rotina.

O plano de estudos vai te ajudar a organizar o tempo e não atropelar etapas. Para realizar uma boa prova é necessário ter visto todo o conteúdo. Então, planeje-se.

4 – Não fazer exercícios e revisões

Alguns professores de concursos públicos sempre batem na tecla sobre a importância de solucionar questões. E, de fato, isso é de suma importância para fixar a matéria.

É no erro que o aluno consegue aprender. Por isso, não esqueça da necessidade de fazer questões da banca que realiza seu concurso, bem como as provas anteriores do órgão que você concorre.

As chances de ter algo parecido em sua prova são grandes. Além de fazer muitas questões, é necessário fazer resumos enquanto se estuda. São esses resumos que vão auxiliar o estudante na hora das revisões.

Em seu resumo estarão os principais assuntos para a prova, bem como aqueles temas que mais geraram dúvida. A conta assertiva para um bom desempenho em concurso público é, sem dúvida, realizar questões e revisar a matéria.

5 – Não administrar seu tempo

Seja na preparação para o concurso ou no dia da prova é necessário saber administrar o tempo.E isso vale para tudo. Tem candidato que nunca tem tempo sequer para a família ou filhos, e não por estudar, mas por outros fatores (trabalha demais, viaja demais, assume compromissos demais etc).

Quando estiver se preparando para prestar o concurso é necessário fazer um cronograma, com os assuntos que precisam ser estudados, o tempo para resolver questões e para revisar a matéria. Assim, você não corre o risco de "passar batido" em algum assunto importante.

Outro problema com o tempo enfrentado por muitos candidatos é na hora da prova. Com o nervosismo, muitos candidatos acabam se perdendo nas várias questões e ficam sem responder algumas delas.

Saiba administrar o tempo que tem, estipule um horário para o preenchimento do gabarito para não deixar para os últimos minutos e marcar a questão errada.

São erros bobos como este, que podem ser evitados, que podem tirar sua aprovação. Lembre-se que uma que uma questão pode te separar da aprovação. Aprenda administrar seu tempo.

6 – Falta de Confiança

Alguns candidatos têm resistência em estudar determinadas matérias. Isso acontece por baixo desempenho em provas anteriores, onde acabam criando uma pré-disposição de que não dominam o assunto.

Falta de confiança é um erro e é necessário tratar do problema, e não esquecer que ele existe.

Por exemplo: você tem dificuldade em português. Será que é melhor buscar ajuda para melhorar o seu desempenho nessa matéria, ou apenas fingir que o problema não existe?

É preciso que você ganhe confiança pois, no dia da prova, com o nervosismo, o desempenho tende a piorar. Sendo assim, quando maior a dificuldade, a melhor solução é tratar o problema. Estude mais, não procrastine. Peça ajuda. Aprenda!

7 – Não saber ler

Claro que eu sei ler! Será?

O nervosismo na hora da prova pode te pegar de surpresa e você errar questões fáceis por não ter conseguido interpretar. Quando dizemos que é preciso saber ler, estamos chamando a atenção para a interpretação da questão. É nisso que a maioria dos concursos faz atualmente: eliminam centenas de candidatos que não têm a paciência de ler com atenção.

Essa é uma dica valiosa: leia sua prova com atenção, essa é única chance de passar naquele seu concurso, gaste o tempo necessário, mas se permita ler e interpretar.

8 – Falta de foco

Depois de traçado o objetivo e criado o plano de estudos, alguns estudantes se autossabotam quando não cumprem os prazos estabelecidos. Quando deixam os estudos para depois, quando o foco deixa de ser o concurso e passa a ser a balada da sexta à noite.

É preciso entender a dificuldade de se passar em um concurso público e a necessidade de abrir mão de prazeres temporários.

É difícil? Sim. E quem disse que ter estabilidade financeira seria? Ou você mantém o foco no seu objetivo ou vai se ver fracassando sempre.

9 – Ficar preso ao passado

Muitos estudantes se prendem aos concursos já realizados que não tiveram um bom rendimento. Depois de um concurso feito já se pensa no próximo.

Cada nova oportunidade é única e cair, tropeçar, faz parte do processo até conseguir alcançar o objetivo. Pegue os exemplos do passado como força, aprenda com os erros passados para não errar mais.

10 – Não respeitar suas limitações

Quando temos uma dificuldade, temos que aprender a lidar com ela. Cada pessoa é única, aprenda a se conhecer e respeitar seus limites.

Tem estudantes que conseguem estudar 10 horas por dia e assimilar todo o conteúdo estudado, outros estudam por 4 horas e já não conseguem ter bom rendimento.

Você não pode se comparar com o outro e querer fazer o que o outro faz, respeite seus limites, seja gradual no seu processo de melhoria. Respeite seu tempo. Seja o melhor que pode ser.

Compartilhe

Comentários

Mais Dicas para Concursos

Especial IBGE

Veja mais »