Dicas para o Concurso Banrisul 2015 – Escriturário

Veja programa de provas e dicas de estudo para o concurso do Banco do Estado do Rio Grande do Sul S/A – Banrisul.

Concursos para o setor bancário são sempre bem procurados, independentemente de ser banco estatal ou federal. Não está sendo diferente com o recém lançado concurso do Banco do Estado do Rio Grande do Sul S/A – Banrisul, que oferta 300 vagas imediatas, mais cadastro de reserva, para o cargo de Escriturário, que exige apenas o ensino médio. A organizadora será a Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos - FDRH.

O salário de ingresso será de R$ 1.796,45, mais benefícios, ou seja, trata-se de um cargo que tanto pode possibilitar o contratado uma estabilidade financeira confortável, quanto pode servir de “escada” para outros concursos bancários.

Material completo para Escriturário – Banrisul 2015

O que vai cair na Prova Objetiva: dicas gerais

A seguir, listaremos os conteúdos a serem cobrados na Prova de Escriturário Banrisul e apresentaremos algumas dicas de estudos. A primeira linha da tabela apresenta as principais características da organizadora FDRH, pois consideramos o passo inicial para se entender a "estrutura" deste concurso como um todo.

Para aqueles que têm tempo disponível e relativo poder aquisitivo, vale lembrar que o edital da FDRH traz toda a referência utilizada para os assuntos. Entretanto, pelo pouco de tempo que se tem até a prova, o caminho mais adequado é procurar os materiais que reúnam todo o conteúdo disponível, não isentando, entretanto, de se procurar fontes adicionais.

Outras características do concurso Banrisul, que podem ajudar são:

- A vantagem imediata deste concurso, como se pode ver no programa de provas, é a oferta da bibliografia a ser utilizada. Isto é uma "mão na roda" para muitos candidatos; 

- Candidatos que vêm de uma trajetória de participações em concursos da Caixa e do Banco do Brasil (apesar de terem sido realizados por outras organizadoras), podem ter mais chances de boa classificação neste certame;

- A cobrança de temáticas como estatuto de igualdade racial é condizente com o perfil do servidor de que o banco necessita. Candidatos devem atentar também para ética e código de defesa do consumidor, até então não cobrados. A dica é aproveitar a bibliografia sugerida pela própria FDRH para esses assuntos;

- Alguns professores de cursinhos afirmam que a FDRH, assim como outras empresas organizadoras do RS cobram bastante língua portuguesa "padrão" (gramática normatica) e menos interpretação, embora isso não signifique mais facilidade para responder as questões.

PROGRAMA DO CONCURSO BANRISUL - VERTICALIZADO

ConteúdoDicas de Estudos
CARACTERÍSTICAS DA BANCA FDRH

- Instituição que tem história: existe desde 1972 e realiza concursos públicos para diversos órgãos relevantes, tais como prefeituras, câmaras legislativas, secretarias de governo, autarquias e fundações.
- O esquema de questões é do tradicional tipo, contendo cinco alternativas e apenas uma resposta correta.
- Não há “desconto” de um acerto, a cada questão marcada errada;
- Vale repetir sempre: será preciso resolver muitas de provas anteriores da FDRH, até mesmo para que cada um vá assimilando o estilo provável da futura prova do Banrisul.
- Muito cuidado no dia da prova com a questão do tempo de resolução. Começar pelas questões mais fáceis.
- Na prova específica do Banrisul, vale ressaltar que não haverá Redação ou questão Discursiva. Portanto, todo o tempo deverá ser canalizado e dividido para a resolução do exame objetivo.
- O edital da FDRH apresenta as referências adotadas para o estabelecimento do conteúdo programático cobrado. Tal iniciativa ajuda muito na preparação.

LÍNGUA PORTUGUESA:
Aspectos linguísticos. Ortografia: grafia correta de palavras; acentuação. Morfologia e Sintaxe: Estrutura e formação de palavras: valores de prefixos, radicais e sufixos. Classes de palavras – usos e valores semânticos. Flexões de tempo, modo, número, pessoa, gênero e grau. Equivalência e transformação de estruturas. Emprego e valor de nexos. Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal; crase. Emprego de sinais de pontuação. Análise e interpretação de textos: Compreensão global do texto. Estruturação do texto: recursos de coesão. Ponto de vista do autor. Significado contextual de palavras e expressões. Informações literais e inferências possíveis.

Sejamos francos: estudar gramática normativa pura e simples não é uma tarefa muito empolgante. Porém, esta matéria está em todos os concursos, e com acentuado número de questões, o que nos sinaliza que é sempre um estudo para a vida inteira, e não para determinado concurso público.

A dica em Língua Portuguesa, portanto, é focar em textos de provas, principalmente as da própria FDRH. Alguns analistas afirmam que, assim como outras bancas do Rio Grande do Sul, a FDRH geralmente cobra mais conhecimentos sobre gramática normativa do que interpretação de textos. Assim, como já se sabe o quanto é improdutivo estudar a regra sem o seu devido “uso” no texto/contexto, devemos lembrar que esse estudo das normas deve seguir atrelado ao estudo do texto. A interpretação de textos, tanto do ponto de vista da linguagem, quanto do sentido (ainda que este seja mais subjetivo), ainda é a melhor saída para deixar esta matéria mais interessante. Na prova do concurso de 2010, em um dos textos abordados, extraído de um jornal (Infomoney), foram deixadas lacunas para serem completadas (na respectiva questão) com as formas linguísticas adequadas ("existem", "têm", "à" e "ligarem").

Vídeo – aulas podem ajudar nessa tarefa de estudar português, pois lhe dará ânimo para enfrentar o texto escrito e as baterias de simulados.
Para a ortografia, também vale a mesma dica de não se estudar listagens de palavras isoladas (não se conseguirá decorar mesmo!). Entender a “lógica” da mudança ortográfica, se for o caso, poderá ser bem mais útil do que tentar decorar listas e mais listas de vocábulos.
Concordância verbal e nominal e Regência nominal e verbal são dois assuntos sempre atuais em nossa língua. Por fim, atentar para Morfologia, especialmente os processos de formação de palavras e os processos pelos quais passam algumas flexões verbais em português.

MATEMÁTICA
Funções. Equações. Inequações. Sistemas lineares. Sistemas de capitalização: juros simples e compostos. Descontos simples. Taxas de juros: nominal, efetiva, equivalentes, proporcionais, real e aparente. Anuidades ou séries de pagamentos iguais: postecipadas e antecipadas. Sistemas de Amortização de Empréstimos e Financiamentos.
RACIOCÍNIO LÓGICO
Números naturais, inteiros, racionais e reais. Operações e propriedades. Operações com conjuntos: União, intersecção, diferença e complementar. Representação por diagramas.
Razões e proporções, regra de três simples, regra de três composta, porcentagem.
Progressões aritméticas e Progressões geométricas.
Princípio fundamental da contagem, arranjos simples, permutações simples e combinações simples.
Probabilidade: Espaço amostral, resultados igualmente prováveis, probabilidade condicional e eventos independentes
Em concursos de nível médio, a matéria de Matemática possui geralmente de médio a baixo nível de complexidade. Como se trata de uma disciplina geralmente “aprendida” nos anos escolares (e não “decorada”, pelo menos em tese), para muitos poderá ser tranquilo esse processo de revisão de conteúdos. Contudo, matemática financeira não é muito enfatizado na escola, e portanto, deve-se dar atenção, principalmente à parte de taxas de juros, juros compostos e sistemas de amortização.
Entretanto, muitos candidatos possuem verdadeiros traumas relacionados ao estudo da Matemática, e isso pode ser tornar um bloqueio, que precisará ser enfrentado. No Banrisul, como era esperado, mais da metade do conteúdo é direcionado aos fundamentos Matemática Financeira. Resolver os problemas apresentados nas provas anteriores é fundamental, até para entender a tendência da banca da FDRH.
Para Raciocínio Lógico, além do conhecimento teórico que precisará ser adquirido nesse pouco tempo de preparação, será necessário resolver muitos exercícios também, uma vez que parte de tal matéria não costuma ser muito abordada durante os anos escolares.
DOMÍNIO PRODUTIVO DE INFORMÁTICA
Conceitos Básicos de Informática: Conceitos práticos e teóricos de informática, Internet e segurança da informação.
Sistema Windows: Componentes da Área de Trabalho; Componentes das Janelas;
Configuração do Painel de Controle; Área de Transferência; Windows Explorer;
Formatação e Cópia de discos; Utilização da Ajuda; Programas nativos.
BrOffice Calc e Microsoft Excel: Conhecimentos práticos; Atalhos e barra de
ferramentas; Formatação de Dados; Seleção de Células; Funções, Fórmulas e Expressões Matemáticas; Referências absolutas e relativas; Intervalos Nomeados;
Gerenciamento de Arquivos; Gráficos. BrOffice Writer e Microsoft Word: Conhecimentos práticos; Atalhos e barra de ferramentas; Modos de seleção de texto; Formatação de Fonte; Formatação de Parágrafo; Bordas; Marcadores e Numeração; Tabulação; Quebras; Texto em colunas; Tabelas; Modos de visualização; Cabeçalho e rodapé; Numeração de Páginas; Localização e substituição de texto; Impressão. Internet: Conceitos; Browser (Internet Explorer, Google Chrome, Mozilla Firefox); Correio Eletrônico: conceitos; Gerenciador de e - mail (Outlook Express); Vírus e segurança da informação.

Temos outros artigos com dicas sobre provas de informática, que poderão ser úteis a todos os candidatos, apesar de estarmos tratando de outros “concursos bancários” (Banco do Brasil e Caixa).
Felizmente, aulas e materiais escritos gratuitos sobre conteúdos de Informática são encontrados fartamente na internet! Aproveite esse acervo e elabore o seu programa de estudos, faça uma “apostila” paralela.
O que não pode ser esquecido JAMAIS em Informática, é que não basta apenas estudar o conteúdo. Se o candidato não praticar vários desses conteúdos diretamente no computador, sua aprendizagem tende a fracassar. Fora isso, atentar para os modos de utilização dos aplicativos de escritório (Microsoft Office e LibreOffice/BrOffice) e o sistema operacional Windows, que é o único cobrado. As questões sobre navegação na internet e correios eletrônicos também devem merecer cuidado.

Professores prevêm que a prova será muito ampla, nesta matéria. Embora se valorize a prática aliada à teoria, vale lembrar que os candidatos não devem confiar apenas "no tempo de uso" dos computadores, pois isto também pode levar à derrota. Apesar de não haver muitas provas anteriores desta banca para estudar, a recomendação geral é que os candidatos recorra às provas de bancas consagradas e/ou bancas do Sul, como a FAURGS (nos parece que é a única de destaque até o momento). 

ÉTICA E LEGISLAÇÃO DE EQUIDADE DE GÊNEROS
E IGUALDADE RACIAL
Conceito de ética. Ética aplicada: ética, moral, valores e virtudes; noções de ética empresarial e profissional. A gestão de ética nas empresas públicas e privadas.
Código de Conduta Ética do Banrisul (disponível no site do Banrisul na internet).
Temática de gênero, raça e etnia, conforme Decreto nº 48.598, de 19 de novembro de 2011.
 Conteúdo sempre necessário nas organizações públicas e privadas. Material amplamente disponível, cabendo aos candidatos estudarem com afinco, para posterior resolução de questões. Basicamente, os candidatos deverão primar pela interpretação dos enunciados, a compreensão "global" do aspecto ético abordado, sem a necessidade de se esforçar para decorar tópicos específicos de ética e igualdade racial.
TÉCNICAS DE VENDAS
Noções de administração de vendas: planejamento, estratégias, objetivos e metas.
Técnicas de vendas de Produtos e Serviços financeiros no setor bancário: planejamento, técnicas; motivação para vendas. Composto de Marketing: Produto, Preço, Praça, Promoção. Vantagem competitiva. Análise de mercado e da concorrência. Manejo de carteira de Pessoa Física e de Pessoa Jurídica.
Código de Proteção e Defesa do Consumidor: Lei nº 8.078/1990 (versão atualizada).
Além de estudar toda esta matéria, será obrigação do candidato conhecer um pouco mais sobre o próprio Banrisul. A principal forma de fazer isso é acessar a página do Banco (www.banrisul.com.br/) e focar em aspectos essenciais (áreas de atuação do Banco, serviços disponíveis, história, papel social, entre outros dados). Indiretamente, essas informações poderão ajudar muito na sua aprovação.
ATENDIMENTO
Características dos serviços bancários: intangibilidade, inseparabilidade, variabilidade e perecibilidade.
Noções de Marketing de Relacionamento.
Satisfação e retenção de clientes.
Valor percebido pelo cliente.
Etiqueta empresarial: comportamento, aparência, cuidados no atendimento pessoal e telefônico (telemarketing). Interação entre vendedor e cliente. Qualidade no atendimento a clientes. Resolução CMN nº 4.433, de 23/07/15 - Sobre a constituição e o funcionamento de componente organizacional de ouvidoria pelas instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil.
Este é mais um conteúdo que se assemelha ao cobrado por outros concursos de instituições bancárias. Vale à pena pesquisar e adicionar ao seu planejamento de estudos.
CONHECIMENTOS BANCÁRIOS
Sistema Financeiro Nacional - estrutura e funções. Autoridades Monetárias – estrutura e funções. Políticas Econômicas: Noções de política monetária, política fiscal e política cambial. Mercado Financeiro: mercado monetário, mercado de crédito, mercado de capitais; mercado cambial, mercado de títulos públicos federais, mercado interbancário, sistema de liquidação e custódia, taxas de juros do mercado financeiro.
Mercado bancário: Produtos de serviço, produtos de captação, produtos de empréstimo, crédito rural, financiamento para investimento, leasing. Mercado de Capitais - estrutura e funcionamento, mercado de ações e de derivativos.
Fundos de investimentos: Fundos de investimento em renda fixa, fundos de renda variável, fundos referenciados em dólar, fundos de investimento orientados à aposentadoria. Regras prudenciais: risco de crédito, cambial, de mercado e de liquidez; conceito de patrimônio de referência, regras prudenciais definidas pelo CMN às instituições financeiras.
Noções de: falhas de serviço, fatores de satisfação, governança corporativa, estratégia de segmentação, diferenciação e clientes private.
A prova exigirá um bom domínio desta matéria, até porque será um dos “carros-chefes” do trabalho do Escriturário do Banrisul. Os candidatos que não se sentem muito à vontade com temas relacionados a política econômica, mercado financeiro, câmbio, taxas de juros, inflação, linhas de crédito, entre outros, certamente devem se esforçar mais durante a preparação. Participarão deste concurso muitos graduados nas áreas de Ciências Econômicas, Ciências Contábeis, Técnicos Contábeis e Matemática, por exemplo, e é natural que candidatos de nível médio sintam um certo receio em competir com os tais. A dica é não desanimar, pois muitos do que estarão teoricamente mais preparados para enfrentar as provas poderão não corresponder ao esperado. E ainda que estejam preparados, confie no seu potencial!

Tópico: Banrisul

Mais Dicas