Dicas para o concurso da Prefeitura de Campinas - SP

O processo de avaliação terá início no dia 22 de maio de 2016 e serão cobrados conhecimentos gerais e específicos. Adiante a sua preparação!

A Prefeitura Municipal de Campinas, em São Paulo, publicou seus novos editais de concurso pela Fundação Carlos Chagas. Se você ainda vai começar a estudar, adiante-se, pois uma dessas 147 oportunidades de emprego pode ser sua. O processo de avaliação terá início no dia 22 de maio de 2016 e serão cobrados conhecimentos gerais e específicos.

A lista de assuntos para Agente de Organização Escolar é a seguinte:

Conhecimentos Gerais: português, matemática/ raciocínio lógico e atualidades (política e economia e questões sociais).

Conhecimentos Específicos: Organização nas escolas de ensino fundamental, ética e cidadania, conhecimento de atendimento ao aluno, prevenção de acidentes, noções básicas de higiene escolar, noções a respeito do Estatuto da Criança e do Adolescente, etc.

Para Professor os conhecimentos gerais são os que se seguem, mas é preciso lembrar que cada área/disciplina ainda contará com questões de conhecimento específico:

Língua Portuguesa: Interpretação de texto. Ortografia oficial. Acentuação gráfica. Pontuação. Classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição e conjunção: emprego e sentido que imprimem às relações que estabelecem. Vozes verbais: ativa e passiva. Colocação pronominal. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal. Crase. Sinônimos, antônimos e parônimos. Sentido próprio e figurado das palavras.

Conhecimentos Pedagógicos/Atualidades: Fundamentos da Educação: Psicológicos, Sociológicos, Filosóficos e Antropológicos. História da Educação Brasileira: Escola, Estado e Sociedade. Política Educacional; Estrutura e Organização da Educação Básica. Gestão Escolar Democrática: projeto pedagógico; avaliação institucional; avaliação do processo de ensino
e aprendizagem. Currículo: Currículo e ciclos do desenvolvimento humano; Currículo e os direitos dos educandos e dos
educadores;  Currículo,  conhecimento  e  cultura;  Currículo  e  avaliação;  Currículo  e  Projeto  Pedagógico; Currículo e Práticas Pedagógicas. Legislação Educacional Federal: Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e suas alterações (Lei nº
9394/96); Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Básica; Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei n° 8069/90).
Legislação Educacional Municipal: Lei Municipal nº 11.689 de 06/03/03 e Decreto Municipal nº 14.524, de 14/11/03, que dispõem sobre o repasse de recursos financeiros às unidades educacionais públicas municipais - Conta Escola;  Lei Municipal nº 6.662 de 10/10/91, que dispõe sobre a criação do Conselho de Escola nas unidades educacionais. 

Atualidades: matérias relacionadas a fatos políticos, econômicos e sociais ocorridos no Brasil e no mundo, veiculadas nos últimos 12 (doze) meses anteriores à data de realização da prova, em meios de comunicação de massa, como jornais, rádios, internet e televisão.

Estrutura das provas e organizadora Carlos Chagas

Em geral, serão aplicadas 50 questões distribuídas em 25 questões para conhecimentos gerais (peso 1) e 25 questões para conhecimentos específicos (peso 2). Os candidatos terão o tempo de 3 a 4 horas para realizar a avaliação.

Confira mais dicas sobre a Fundação Carlos Chagas nestes artigos:

Uma das vantagens deste concurso é a organizadora: a Fundação Carlos Chagas é extremamente conhecida em todo o país, sendo favorável encontrar muitas provas anteriores para estudos. Suas provas geralmente são caracterizadas por um nível médio de dificuldade, porém focadas mais em questões objetivas (múltipla escolha), apresentando muitas vezes um enunciado complexo que exige maior foco do candidato.

É interessante lembrar em se focar muito nos enunciados, pois, apesar de parecer besteira, muitos acabam se confundindo na resposta pelo simples fato de ler brevemente e dispersar a atenção. A Fundação Carlos Chagas costuma não descontar pontos por erro do candidato, como acontece em algumas bancas organizadoras, mas isso não significa que o candidato teria mais chances para arriscar a sorte (ou chute). O melhor mesmo é contar com a preparação planejada.

Dicas para facilitar o estudo

Em geral muitos candidatos se perdem em meio a tantas disciplinas e conteúdo necessário para estudar para o concurso. Por isso, é imprescindível que sigam algumas dicas básicas de organização:

1 – Leia o edital completo

Isto pode parecer uma obviedade gritante, mas muitos candidatos discutem sobre um concurso sem conhecer o edital. É de extrema importância que o candidato tenha conhecimento sobre todo o conteúdo do edital disponibilizado pela Carlos Chagas e não apenas preste atenção ao prazo de inscrição, o site para cadastro, a data de prova ou os conteúdos para estudar. Leia todas as "entrelinhas", já que isso pode ajudar lá na frente.

2 – Tenha motivação e perseverança

Se você vai prestar esse concurso de Campinas, deve se empenhar ao máximo para garantir um bom aproveitamento dos estudos, pois afinal de contas, o prazo está super "apertado" (estamos a pouco mais de um mês para as provas!). Por isso, é hora de intensificar os estudos ao máximo, mantendo sua motivação.

3 – Método de estudo e plano de estudo

Elabore um plano de estudo por disciplina, estabeleça um tempo mínimo para seus estudos, como por exemplo, dividindo seu tempo em blocos de no máximo duas horas, com intervalos de descanso de no máximo 15 minutos. Tenha foco total e sem dispersão, se desligue das tecnologias (a não ser que se conecte para efetivamente estudar ou tirar dúvidas!). Veja um breve exemplo de plano de estudo, voltado para o cargo de Agente de Organização (é apenas um modelo):

Tempo

2 horas

Descanso

2 horas

Descanso

2 horas

1° Fase

Português

15min

Matemática

15min

Política/ Atualidades

2° Fase

Estatuto

15min

Ética e Cidadania

15min

Organização Escolar

3° Fase

Exercícios

15min

Exercícios

15min

Exercícios

É importante frisar que o tempo mínimo é uma base, pois algumas pessoas conseguem manter o foco por mais tempo, enquanto outras já não conseguem mais gravar as informações. Aí é o momento de parar e descansar a mente.

Por fim, mantenha a confiança em si mesmo e se empenhe ao máximo para garantir sua vaga neste concurso. Sucesso!

Edição: Concursos no Brasil (colaboração: Lídia Massari)

Compartilhe

Comentários

Mais Dicas