Expandir Menu PrincipalPesquisarPor Estado

Dicas de Sintaxe para provas de concursos

Conheça agora os principais conceitos que circundam o estudo da sintaxe na Língua Portuguesa.

Publicado em 30/11/2016 - 07h00 • Comunicar erro

Conheça agora os principais conceitos que circundam o estudo da sintaxe na Língua Portuguesa.

Reconhecimento dos termos da oração

Na oração pode haver muitos termos. São eles:

  • Sujeito: é identificado com o questionamento de “quem é que”. O sujeito pode ser simples (único núcleo), composto (mais de um núcleo), oculto (quando é a partir da desinência verbal que você encontra o sujeito), indeterminado (verbos em terceira pessoa indicam a indeterminação do sujeito) e poderá haver orações sem sujeito (com os verbos haver, acontecer, ser).
  • Predicativo: tudo que foi dito sobre o sujeito.
  • Predicado verbal: quando há predicativo e verbos sem ligação.
  • Predicado verbo-nominal: quando o verbo é significativo e há dois núcleos.
  • Objeto direto: complementa o sentido do também verbo direto, geralmente está acompanhado de artigos.
  • Objeto indireto: aparece com preposição e complementa o sentido do verbo transitivo indireto.
  • Agente da passiva: inicia-se com “por”, “pelo”, “de” e pratica a ação verbal na voz chamada passiva.
  • Adjunto adverbial: são informações de tempo, dúvida, causa, modo, lugar, intensidade, ao verbo.
  • Adjunto adnominal: determina ou caracteriza o nome referido.
  • Complemento nominal: complementa o sentido de substantivos abstratos.
  • Aposto: resume e caracteriza o nome que está sendo referido.
  • Vocativo: isolado por vírgulas, serve para “chamar”.

Identificação da oração no período

Para que a frase seja classificada com oração, é preciso que se atente para duas características principais: que exista um verbo ou locução verbal, e que promova o sentido completo. Por isso que, nem sempre toda frase será oração. Veja:

  • Que noite bonita! -> mesmo que tenha sentido, não há verbo, portanto, é frase.
  • Maria fez a lição!

Justificação de casos de concordância nominal e verbal 

Concordância verbal é quando o verbo se flexiona para concordar com o número e pessoa do sujeito.

  • A menina brincou de Barbie
  • As crianças brincaram muito
  • Lápis, caderno, livro, tudo é necessário para uma educação de qualidade (quando se refere a tudo, ninguém ou nada, o verbo permanece no singular)
  • Vossa Excelência quer um chá? (pronomes de tratamento, o verbo fica em terceira pessoa)
  • A menina ou o menino vai ganhar (ideia de exclusão, o verbo continua no singular)

Concordância nominal: já a nominal concordará com os substantivos, conforme o gênero e número.

  • Os alunos novos precisam das apostilas que estão em meus dois armários da biblioteca
  • Estas revistas são caras. (adjetivo)
  • As revistas custaram caro. (advérbio)
  • A garota está meio gripada. (advérbio)
  • Comi meia pizza. (adjetivo)
  • É proibido entrada.
  • É proibida a entrada.

Distinção entre regentes e regidos

Há verbos, na língua portuguesa, que exigem a presença de outros termos na oração a que pertencem. Quando um verbo exige a presença de outro termo na oração, ele se chama REGENTE e a palavra que completa a sua significação chama-se REGIDO.

EX: O menino limpava (regente) o seu carrinho (regido).

Classificação dos verbos quanto a sua predicação

  • Transitivo direto: é acompanhado de um objeto direto sem preposição. Ex: Minha mãe reconquistou o pai.
  • Transitivo indireto: é acompanhando de um objeto indireto com preposição. Ex: Vamos brincar de boneca?
  • Transitivo direto e indireto: quando há tanto o objeto direto quanto indireto. Ex: O jornal dedicou uma folha ao acidente.
  • Verbo de ligação: apresenta estado ou mudança do sujeito. Ex: Ela é linda.

Distinção entre ordem direta e ordem inversa

É possível que algumas orações se encontrem na ordem inversa (indireta) quando não seguem a estrutura direta, como veremos abaixo:

  • Eu fui ao casamento
  • No casamento, fui eu

Geralmente, a ordem indireta aparece mais em poemas, textos literários e obras para que a cadência fique mais fluida. O mesmo acontece com o nosso hino nacional, que em sua maioria está invertido. A ordem direta está classificada como sujeito + verbo + complemento.

Confira mais dicas de Português: 1,  2,  3,  4,  5,  6,  7,  8,  9

Sobre o Autor/Blog

Dicas sobre concursos públicos. Artigos, reportagens especiais e materiais de estudo que vão ajudar na sua preparação.

Deixe a sua opinião